O que faz um Distribuidor de Fumo

Profissionais exercendo a profissão de Distribuidor de Fumo planejam atividades nos comércios varejista, atacadista e de assistência técnica, atendem clientes, administram e estruturam equipes de trabalho, gerenciam recursos materiais e financeiros, contratos e projetos, promovem condições de segurança, saúde, meio ambiente e qualidade, assessoram a diretoria e setores da empresa.

Algumas das principais funções da profissão

  • Elaborar plano de investimentos;
  • Prover ações de preservação ambiental;
  • Orientar clientes;
  • Apreciar inovações organizacionais;
  • Mediar relação entre funcionário e empresa;
  • Monitorar o andamento de projetos;
  • Recepcionar mercadorias;
  • Administrar conflitos entre funcionários;
  • Controlar o cumprimento de normas;
  • Administrar remanejamentos;
  • Cobrar resultados;
  • Planejar racionalização do uso de recursos;
  • Delegar atribuições;
  • Estimular a motivação das equipes;
  • Promover funcionários;
  • Gerir custos;
  • Remanejar leiaute;
  • Evidenciar equilíbrio emocional;
  • Colaborar na definição de epi e epc;
  • Supervisionar divulgação de promoções (colocação de faixas, cartazes etc.);
  • Estabelecer roteiros e áreas de atendimento;
  • Exercitar a autonomia;
  • Analisar tendências do mercado;
  • Otimizar o espaço físico da loja (modulação);
  • Demonstrar capacidade de expressão escrita (redação);
  • Administrar horas trabalhadas, horas extras;
  • Examinar currículos;
  • Expressar-se gestualmente;
  • Operar equipamentos de informática;
  • Argumentar com convicção (persuasão);
  • Liberar mercadorias para entrega;
  • Transmitir características das mercadorias à equipe de vendas;
  • Planejar compras e locações;
  • Detectar necessidades de treinamento e desenvolvimento;
  • Estabelecer escala de férias e de folgas;
  • Entrevistar candidatos;
  • Identificar necessidade de contratação de pessoal;
  • Propor compra de novos itens;
  • Administrar absenteísmo (faltas, licenças, afastamentos);
  • Promover programas prevencionistas;
  • Inspecionar as condições das mercadorias expostas;
  • Programar treinamento e desenvolvimento profissionais;
  • Definir metas e indicadores (volume de vendas, inadimplência, custos, qualidade);
  • Buscar atualização profissional;
  • Manter apresentação pessoal;
  • Determinar perfis profissionais;
  • Acompanhar rotinas administrativas;
  • Encaminhar mercadorias para conserto, reparo e troca;
  • Medir resultados de treinamento;
  • Informar funcionários sobre seus desempenhos;
  • Planejar o envio de mercadorias para assistência técnica;
  • Coordenar inventário de mercadorias para balanço;
  • Instruir subordinados;
  • Definir planos operacionais (funcionamento do estabelecimento);
  • Planejar promoção de venda de mercadorias e serviços;
  • Organizar a documentação do estabelecimento e dos funcionários;
  • Definir perfil do consumidor final;
  • Providenciar contratação e desligamento de funcionários;
  • Captar recursos;
  • Resolver reclamações de clientes;
  • Ordenar o descarte de resíduos, sucatas e materiais recicláveis;
  • Providenciar integração de funcionários;
  • Avaliar desempenho;
  • Cooperar na definição de projetos;
  • Opinar sobre condições e prioridades de projetos;
  • Promover ações para o plano de saúde e segurança no trabalho;
  • Revisar planos (vendas, promoções, investimentos, expansão);
  • Fazer orçamentos;
  • Expressar-se oralmente;
  • Prestar assistência social aos funcionários;
  • Implementar reciclagem de funcionários;
  • Agir com dinamismo;
  • Supervisionar os serviços de reparação e consertos;
  • Gerir estoques;
  • Participar de reuniões;
  • Contratar serviços;
  • Pesquisar a satisfação dos clientes;
  • Gerir compras;
  • Transferir numerário para o banco;
  • Estabelecer normas e critérios de aceitação de serviços;
  • Avaliar nível de satisfação das equipes;
  • Autorizar pagamentos e recebimentos;
  • Negociar preços e condições de pagamento;
  • Acompanhar indicadores de eficiência e eficácia;
  • Definir estratégias de terceirização;
  • Atender agentes de fiscalização;
  • Realizar reuniões com a equipe;
  • Acompanhar a execução orçamentária;
  • Gerir investimentos;
  • Zelar pela organização do local de trabalho;
  • Recomendar promoção de funcionários;
  • Elaborar normas e instruções;
  • Averiguar comportamento dos concorrentes;
  • Representar a empresa;
  • Implantar técnicas de vendas;
  • Exercer liderança;
  • Designar equipe para projeto;
  • Formular incentivos de produtividade;
  • Divulgar mercadorias e serviços;
  • Demonstrar motivação;
  • Revisar manuais de procedimentos;
  • Gerenciar contratos de serviços;

Onde o Distribuidor de Fumo pode trabalhar

Gerentes de operações comerciais e de assistência técnica exercem suas funções em empresas do ramo de atividades do comércio por atacado e intermediários do comércio, comércio varejista, de vendas, manutenção, reparação e assistência técnica, de locação de produtos e serviços. Atuam na condição de empregados com carteira assinada, como autônomos , ou como empregadores. Organizam-se de forma individual e, também, em equipes de trabalho, com supervisão ocasional e, dependendo da ocupação, sem supervisão, desenvolvem suas atividades em ambientes fechados, nos períodos diurno e noturno. Podem estar sujeitos a permanecer em posições pouco confortáveis, durante longos períodos e a trabalhar sob pressão, levando-os à condição de estresse. Podem, ainda, estar expostos à ação de materiais tóxicos.

Como trabalhar de Distribuidor de Fumo

Para o exercício das ocupações comerciante atacadista e comerciante varejista, requer-se trabalhadores com escolaridade de quarta série do ensino fundamental e cursos básicos de qualificação de até duzentas horas-aula. Para gerente de loja e gerente de operações de serviços de assistência técnica, a escolaridade requerida é de ensino médio completo, acrescida de cursos de formação profissional em nível técnico. O desempenho pleno das funções ocorre, para comerciantes atacadistas e varejistas, após período de um a dois anos de experiência profissional para gerentes de loja, após quatro ou cinco anos para gerentes de operações de serviços de assistência técnica, após cinco anos.

Quanto ganha um Distribuidor de Fumo

O Distribuidor de Fumo tem um salário inicial de R$ 1.114,22 podendo chegar a R$ 2.167,35 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.300,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.393,65 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Distribuidor de Fumo).

Qual a jornada de trabalho do Distribuidor de Fumo

O Distribuidor de Fumo trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.