O que faz um Diretor de Unidade Assistencial

Profissionais exercendo a profissão de Diretor de Unidade Assistencial planejam, coordenam e avaliam ações de saúde, definem estratégias para unidades e/ou programas de saúde, realizam atendimento biopsicossocial, administram recursos financeiros, gerenciam recursos humanos e coordenam interfaces com entidades sociais e profissionais.

Algumas das principais funções da profissão

  • Acompanhar fluxo financeiro;
  • Analisar indicadores de saúde;
  • Acompanhar processos de ação de saúde;
  • Evidenciar capacidade crítica;
  • Aprovar alterações de cargos e salários;
  • Avaliar resultados financeiros;
  • Estabelecer critérios de avaliação;
  • Estabelecer normas técnicas de funcionamento da unidade assistencial;
  • Gerenciar diretores, chefias e coordenadores de ações de saúde;
  • Identificar necessidades de capacitação e qualificação;
  • Demonstrar capacidade de negociação;
  • Propor diretrizes para organograma funcional;
  • Estabelecer políticas de gestão;
  • Viabilizar captação de recursos;
  • Gerenciar risco em farmacovigilância;
  • Definir público-alvo de atendimento;
  • Definir instruções de serviços internos;
  • Identificar perfis profissionais, de acordo com as necessidades;
  • Aplicar as normas legais referentes ao funcionamento das unidades assistenciais e/ou atenção à saúde (farmácia, casa de apoio...);
  • Liderar pessoas;
  • Demonstrar capacidade de comunicação;
  • Demonstrar capacidade de trabalhar em equipe;
  • Analisar indicadores sociodemográficos;
  • Contornar situações adversas;
  • Adequar funcionamento da unidade assistencial às normas;
  • Definir instalação física em função dos serviços;
  • Gerenciar risco em tecnovigilância;
  • Acompanhar processos de assistência à saúde;
  • Definir estratégias de avaliação;
  • Demonstrar capacidade de estabelecer vínculos;
  • Propor auditorias;
  • Gerenciar risco em hemoderivados;
  • Aprovar normas de funcionamento das unidades assistenciais;
  • Coordenar projetos e/ou programas de saúde;
  • Demonstrar empatia;
  • Contratar auditorias;
  • Propor diretrizes de planos de carreira;
  • Demonstrar capacidade de observação;
  • Demonstrar capacidade de comunicação não verbal;
  • Definir aquisição de equipamentos, materiais e insumos;
  • Representar a instituição junto à sociedade civil e órgãos governamentais;
  • Demonstrar capacidade retórica;
  • Gerenciar serviços de assistência à saúde;
  • Participar na elaboração de campanhas de promoção e divulgação de serviços de saúde;
  • Demonstrar capacidade de escuta;
  • Promover atividades científicas;
  • Demonstrar capacidade de administrar conflitos;
  • Nomear ouvidores;
  • Demonstrar capacidade de administrar o tempo;
  • Aprovar contratações e demissões;
  • Participar em conselhos;
  • Implementar programas de saúde;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Implementar ações de saúde e segurança do trabalhador;
  • Definir padrão de qualidade do serviço de saúde;
  • Promover programa de qualidade de vida no trabalho;
  • Avaliar o impacto das ações de saúde;
  • Delegar funções;
  • Dimensionar rede própria e/ou credenciada de serviços de saúde;
  • Definir investimentos e custeio;
  • Demonstrar capacidade analítica;
  • Dimensionar necessidade de contratação;
  • Demonstrar criatividade;
  • Acompanhar resultados de ação de saúde;
  • Analisar demanda dos serviços de saúde;
  • Elaborar plano estratégico;
  • Conciliar interesses dos usuários de serviços de saúde;
  • Analisar estudos de custo de serviços de saúde;
  • Estabelecer metas administrativas, técnicas e financeiras;
  • Avaliar desempenho dos equipamentos de saúde;
  • Avaliar ações de vigilância de saúde;
  • Promover estudos de custo de serviços de saúde;
  • Avaliar resultados de campanhas;
  • Viabilizar recursos para cumprimento de normas técnicas, administrativas e legais;
  • Realizar convênios e parcerias;
  • Demonstrar capacidade de tomar decisão;
  • Definir capacidade operacional da instituição;
  • Evidenciar acessibilidade;
  • Estabelecer critérios para otimização de atendimento;

Onde o Diretor de Unidade Assistencial pode trabalhar

Gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde os cargos dessa família CBO podem exercer suas funções em empresas públicas ou privadas de atividades da saúde e serviços sociais. São empregados na condição de assalariado com carteira assinada, organizam-se em equipe e atuam com supervisão ocasional ou sem supervisão, trabalham em ambientes fechados e em períodos noturnos e diurnos. Em algumas atividades podem trabalhar sob pressão, levando-os à situação de estresse constante.

Como trabalhar de Diretor de Unidade Assistencial

Essas ocupações são exercidas por pessoas com ensino superior completo, acrescida de cursos de especialização, com carga horária de duzentas a quatrocentas horas para o Diretor e Gerente de Serviços de Saúde e o Tecnólogo em Gestão Hospitalar. Para exercer a ocupação de sanitarista o profissional deve possuir graduação em nível bacharel na área de saúde pública/coletiva ou então ter o terceiro grau completo em qualquer área, porém um curso de especialização/pós- graduação na área de saúde pública/coletiva. Nenhuma experiência profissional é exigida do Gerontólogo. O exercício pleno das atividades para os demais profissionais ocorre após o período de um a dois anos de experiência profissional.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Diretor de Unidade Assistencial é a formação em Medicina para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Diretor de Unidade Assistencial

O Diretor de Unidade Assistencial tem um salário inicial de R$ 2.368,79 podendo chegar a R$ 24.625,97 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 6.392,55 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 10.279,68 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Diretor de Unidade Assistencial).

Qual a jornada de trabalho do Diretor de Unidade Assistencial

O Diretor de Unidade Assistencial trabalha em média 38 horas por semana (190 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.