O que faz um Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora)

Profissionais exercendo a profissão de Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora) controlam rotina administrativa. Realizam atividades em recursos humanos e intermedeiam mão-de-obra para colocação e recolação. Atuam na área de compras e assessoram a área de vendas. Intercambiam mercadorias e serviços e executam atividades nas áreas fiscal e financeira.

Algumas das principais funções da profissão

  • Destinar recursos orçamentários;
  • Atender cliente;
  • Contatar clientes;
  • Protocolar documentos;
  • Conferir processos licitatórios;
  • Trabalhar em equipe;
  • Participar da elaboração e da divulgação de editais de licitação;
  • Conferir recebimento de materiais;
  • Controlar transferência de funcionários;
  • Participar de comissões de licitação;
  • Orientar clientes;
  • Precificar produtos;
  • Calcular férias;
  • Organizar processos de contratação de serviços e produtos;
  • Efetuar cálculos rescisórios;
  • Encaminhar crédito bancário da folha de pagamentos;
  • Arquivar documentos;
  • Atuar com flexibilidade;
  • Acompanhar validade de documentos legais;
  • Comprar serviços e produtos;
  • Participar da movimentação e controle de estoques;
  • Divulgar resultado do processo seletivo;
  • Definir método de trabalho;
  • Atualizar cadastro geral;
  • Aplicar provas de seleção;
  • Aplicar legislação para fins de recolhimento;
  • Solicitar atestado de saúde ocupacional dos empregados das empresas terceirizadas;
  • Controlar benefícios concedidos;
  • Recomendar margem de desconto;
  • Solicitar informações;
  • Pesquisar situação legal da empresa;
  • Coletar informações para rescisão contratual;
  • Controlar fluxos de documentos fiscais;
  • Conferir frequência;
  • Viabilizar processo de admissão;
  • Classificar elementos de despesas;
  • Divulgar informações em veículos diversos;
  • Elaborar fluxograma;
  • Controlar férias de funcionários;
  • Elaborar documentos administrativos;
  • Participar da avaliação de currículo;
  • Disponibilizar holerite;
  • Agir com tolerância;
  • Gerar informações e guias para recolhimento de encargos sociais;
  • Controlar ativo fixo;
  • Controlar atividades através de dados estatísticos;
  • Montar processo seletivo;
  • Demonstrar facilidade de comunicação verbal e escrita;
  • Solicitar cotação de preços;
  • Executar serviços de caixa e tesouraria;
  • Lançar informações na base de dados da folha de pagamentos;
  • Elaborar cronogramas;
  • Agir com eficiência e eficácia;
  • Adequar atividade à legislação vigente;
  • Elaborar prestações de conta;
  • Tomar iniciativa;
  • Executar serviços de apoio administrativo;
  • Participar da elaboração de provas de seleção;
  • Evidenciar comprometimento;
  • Apresentar soluções;
  • Emitir documentos diversos;
  • Verificar certidão negativa junto ao fgts e inss;
  • Prestar informações acerca de direitos trabalhistas;
  • Participar do processo de homologação de rescisão contratual;
  • Divulgar processo seletivo;
  • Administrar despesas com fundo fixo;
  • Controlar afastamentos;
  • Elaborar organograma;
  • Conferir lançamentos da folha de pagamento;
  • Participar da correção da prova do processo seletivo;
  • Organizar propostas de treinamentos;
  • Efetuar cálculos estatísticos;
  • Assessorar em atividades de treinamento e desenvolvimento;
  • Agir com ética profissional;
  • Acompanhar alterações da legislação vigente;
  • Fornecer cotações de preços;
  • Conferir documentos;
  • Elaborar notas de empenho;
  • Acompanhar venda e pós-venda;
  • Fornecer informações para auditorias;
  • Controlar documentação de serviços terceirizados ao longo do contrato;
  • Fiscalizar recolhimento de encargos públicos de firmas terceirizadas;
  • Organizar rotina diária;
  • Buscar aprimoramento profissional;

Onde o Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora) pode trabalhar

Técnicos em administração trabalham em qualquer atividade econômica onde haja atividades administrativas, na condição de assalariados com carteira assinada. O trabalho é presencial, executado em equipe, com supervisão ocasional. O ambiente de trabalho é fechado e o horário pode ser diurno ou noturno. Os profissionais, em sua rotina de trabalho, permanecem durante longos períodos, em posições desconfortáveis, trabalham sob pressão, o que pode levá-los à situação de estresse.

Como trabalhar de Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora)

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com formação de ensino médio completo, preferencialmente com o curso técnico de nível médio na área de atuação. O exercício pleno das ocupações ocorre com um a dois anos de experiência.

Quanto ganha um Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora)

O Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora) tem um salário inicial de R$ 1.304,56 podendo chegar a R$ 4.106,36 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.000,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.253,63 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora)).

Qual a jornada de trabalho do Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora)

O Chefe de Recurso de Glosas de Contas Nos Hospitais (administração de Convênios e Fonte Pagadora) trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: