O que faz um Recuperador Externo

Profissionais exercendo a profissão de Recuperador Externo efetuam cobrança de valores devidos a empresas e ou instituições, contatando devedores e negociando formas de pagamento, analisam títulos e documentos de cobrança, definem estratégias e elaboram itinerários de cobrança, contatam avalistas e ou fiadores. Notificam débitos, registram informações de negociações com o devedor, elaboram relatórios de prestação de contas e de encerramento de cobrança. Atualizam cadastro e identificam cobranças indevidas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Encaminhar títulos ao cartório;
  • Demonstrar polidez;
  • Elaborar relatórios de prestação de contas;
  • Demonstrar perseverança;
  • Demonstrar capacidade de persuasão;
  • Demonstrar desinibição;
  • Levantar informações sobre o devedor;
  • Demonstrar capacidade de observação;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Realizar acordos com entradas simbólicas;
  • Localizar bens dados como garantia de dívida;
  • Demonstrar habilidade para cálculos financeiros;
  • Verificar veracidade do comprovante do pagamento;
  • Identificar-se ao devedor;
  • Informar sobre campanhas de desconto;
  • Agrupar documentos;
  • Registrar ações realizadas no contato com devedor;
  • Adaptar linguagem conforme o devedor e o produto;
  • Verificar situação financeira do devedor;
  • Demonstrar habilidade numérica;
  • Informar sobre sanções do não cumprimento do acordo;
  • Demonstrar disciplina;
  • Negociar formas de pagamento com o devedor;
  • Elaborar relatório de encerramento da cobrança;
  • Contatar fiador ou avalista;
  • Consultar legislação (código civil, comercial e do consumidor);
  • Consultar informações cartográficas;
  • Requisitar certidão negativa no fórum e ou cartórios;
  • Consultar guias de cep (código de endereçamento postal);
  • Demonstrar capacidade de intuição;
  • Definir estratégias de cobrança;
  • Recuperar mercadorias não pagas;
  • Encaminhar processo ao departamento jurídico;
  • Consultar instituições públicas;
  • Demonstrar ambição;
  • Demonstrar paciência;
  • Fechar negociações com devedor;
  • Identificar o responsável pelo pagamento da dívida;
  • Demonstrar capacidade de negociação;
  • Emitir recibos;
  • Avaliar estado físico do bem;
  • Analisar faixa de atraso, valor e região;
  • Suspender cobrança até o prazo acordado;
  • Consultar instituições financeiras;
  • Manter privacidade da dívida com terceiros;
  • Consultar pessoas dadas como referência ou como fiador;
  • Levantar informações junto à vizinhança e local de trabalho;
  • Analisar histórico creditício do devedor;
  • Transmitir confiança;
  • Solicitar comprovante de pagamento ou cancelamento;
  • Ordenar as informações para elaboração de prestação de contas;
  • Conscientizar devedor sobre a responsabilidade da dívida;
  • Adaptar meios de cobrança à pessoa física ou jurídica;
  • Apresentar para o devedor títulos devidos;
  • Analisar títulos e documentos de cobrança;
  • Analisar razões da inadimplência;
  • Lidar com conflitos;
  • Informar devedor sobre as consequências da inadimplência;
  • Receber outros bens em troca das dívidas;
  • Levantar hipóteses de fraude;
  • Definir data de promessa de pagamento;
  • Notificar ao devedor sua inclusão nos órgãos de proteção ao crédito;
  • Verificar fatos geradores da dívida;
  • Elaborar itinerário de cobrança;
  • Informar locais de pagamento;
  • Informar ao devedor as vantagens da recuperação do crédito;
  • Verificar prioridade do débito para o devedor;
  • Entregar comprovantes de recebimentos de valores;
  • Anexar documentos;
  • Localizar o devedor pessoalmente;
  • Demonstrar segurança;
  • Demonstrar objetividade;
  • Rastrear localização das mercadorias devolvidas;
  • Informar devedor sobre o débito;
  • Demonstrar disposição para viagem;
  • Demonstrar postura profissional;

Onde o Recuperador Externo pode trabalhar

Cobradores os cobradores atuam em instituições financeiras, bancos e empresas que exerçam atividades de intermediação financeira. O local de trabalho pode ser fechado ou aberto, dependendo da atividade. Trabalham em horários diurnos e, podem atuar como autônomos ou assalariados, com carteira assinada. Atuam de forma individual, sob supervisão ocasional ou permanente, dependendo da experiência. Muitas vezes são expostos a ruídos, pressões ou lesões por esforço repetitivo.

Como trabalhar de Recuperador Externo

A escolaridade de acesso a essas ocupações é de nível médio. O curso técnico em área administrativa é desejável. Atualmente, o trabalho de cobrança, na maioria das empresas, é terceirizado. Em algumas delas, é quarteirizado por uma empresa de cobrança que já é uma terceira. Vale destacar que as tarefas desempenhadas pelos cobradores externos, atualmente, são realizadas por telefone.

Quanto ganha um Recuperador Externo

O Recuperador Externo tem um salário inicial de R$ 1.104,02 podendo chegar a R$ 1.719,93 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.189,76 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.224,50 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Recuperador Externo).

Qual a jornada de trabalho do Recuperador Externo

O Recuperador Externo trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: