O que faz um Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico)

Profissionais exercendo a profissão de Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico) os diretores gerais, no mais alto nível da empresa, asseguram cumprimento da missão na empresa, estabelecem estratégias operacionais, determinam política de recursos humanos, coordenam diretorias e supervisionam negócios da empresa. Negociam transferência de tecnologia, representam e preservam a imagem da empresa, comunicam-se por meio de reuniões com os demais diretores, concedem entrevistas e participam de negociações.

Algumas das principais funções da profissão

  • Autorizar despesas;
  • Apresentar ideias e inovações;
  • Verificar resultados de campanhas;
  • Exercer comando;
  • Incentivar crescimento profissional;
  • Promover funcionários;
  • Autorizar promoção de eventos;
  • Responder pelas ações da empresa junto a órgãos públicos;
  • Visitar feiras e exposições;
  • Examinar balanço da empresa;
  • Negociar soluções políticas;
  • Demonstrar conhecimento de seu mercado;
  • Conciliar propostas;
  • Demonstrar equilíbrio emocional;
  • Estabelecer tipos de produtos a oferecer;
  • Participar de seminários e palestras;
  • Demonstrar capacidade de decisão;
  • Analisar tendências político-econômicas, nacionais e internacionais;
  • Formular plano da atividade comerciai, industrial, administrativa e financeira;
  • Visitar detentores de novas tecnologias;
  • Demonstrar conhecimento de seu produto e serviço;
  • Apresentar inovações tecnológicas;
  • Demonstrar capacidade de identificar talentos;
  • Aprovar campanhas mercadológicas;
  • Definir unidade a participar do processo de produção;
  • Participar de painéis de estudos;
  • Definir requisitos de qualidade;
  • Demonstrar reconhecimento pelo trabalho bem feito por subordinados;
  • Aprovar precificação de produtos e serviços;
  • Demonstrar empatia;
  • Assinar cheques;
  • Trabalhar em equipe;
  • Operacionalizar a vontade de acionistas;
  • Formular política de captação de talentos;
  • Suportar pressões do mercado;
  • Buscar novas tecnologias fora do país;
  • Preservar a aplicação de recursos públicos;
  • Participar de eventos (feiras, seminários, congressos);
  • Supervisionar execução dos planos da atividade comercial, industrial, administrativa e financeira;
  • Definir processos de produção;
  • Implementar política de desenvolvimento de recursos humanos;
  • Formular política de benefícios;
  • Formular políticas, conforme a missão da empresa;
  • Supervisionar produção;
  • Apreciar relatórios setoriais;
  • Participar de lançamento de produtos de clientes;
  • Procurar inovação;
  • Demonstrar experiência profissional;
  • Negociar com fornecedores;
  • Negociar com clientes;
  • Demonstrar interesse em atualização profissional;
  • Assegurar a compreensão, implementação e manutenção da política de qualidade;
  • Submeter orçamento ao conselho de administração;
  • Aprovar meios de comunicação com o mercado;
  • Demonstrar objetividade;
  • Atuar em reunião com demais diretores;
  • Admitir funcionários;
  • Estabelecer estrutura administrativa da empresa;
  • Discutir resultados e suas correções com subordinados diretos;
  • Trocar informações tecnológicas com empresas similares;
  • Buscar atualização tecnológica;
  • Participar de audiência pública nos legislativos;
  • Contatar políticos e formadores de opinião;
  • Estabelecer critérios de comercialização (crédito, prazo, forma de pagamento);
  • Participar de comissão diretora;
  • Negociar com bancos;
  • Prestar esclarecimentos à auditoria;
  • Decidir sobre tipo de cliente a atender;
  • Firmar convênios, acordos e contratos;
  • Aplicar recursos, conforme a missão da empresa;
  • Demonstrar abertura para inovações;
  • Consignar elogios a funcionários;
  • Conceder entrevistas;
  • Demonstrar comprometimento com a missão da empresa;
  • Demonstrar espírito empreendedor;
  • Demonstrar tratamento respeitoso e cortês;
  • Cobrar resultados;
  • Fixar metas;
  • Demonstrar cultura geral;
  • Presidir comitê de recursos humanos;
  • Exercer liderança;
  • Demonstrar capacidade de comunicação verbal em língua estrangeira;
  • Avaliar resultados;
  • Visitar setores e unidades da empresa;
  • Recomendar tipos de investimentos a realizar;
  • Administrar conflitos;
  • Verificar concorrentes;
  • Gerenciar a implementação do sistema de qualidade;
  • Analisar ramo de atividade de clientes potenciais;
  • Aplicar sanções disciplinares;
  • Fornecer recursos para desenvolvimento de sistema de qualidade;
  • Definir políticas de comercialização;
  • Julgar resultados de pesquisas de mercado;
  • Demitir funcionários;
  • Decidir sobre segmento de mercado;
  • Interagir com órgãos governamentais;
  • Participar de feiras tecnológicas;
  • Formular linhas gerais de campanhas sociais;
  • Decidir sobre nichos de mercado, para atuação;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Liderar por meio de exemplos;
  • Demonstrar automotivação;
  • Negociar política salarial;
  • Participar de eventos sociais da empresa;
  • Interagir com órgãos de classe (fiesp, sindipeças, sindiplástico, cvm);

Onde o Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico) pode trabalhar

Diretores gerais exercem suas funções em empresas (industriais, comerciais ou de serviços, inclusive bancos), organizações e instituições. São contratados na condição de empregados, com carteira assinada. Atuam em equipe, com supervisão ocasional, em ambiente fechado, no período diurno. Podem desenvolver algumas atividades sob pressão, levando-os à situação de estresse.

Como trabalhar de Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico)

Essas ocupações são exercidas por pessoas com escolaridade de nível superior. Podem participar de cursos de aperfeiçoamento durante a trajetória profissional. O preparo para funções de direção geral ocorre após cinco anos de experiência em funções análogas.

Quanto ganha um Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico)

O Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico) tem um salário inicial de R$ 1.213,99 podendo chegar a R$ 21.692,03 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.667,60 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 7.509,38 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico)).

Qual a jornada de trabalho do Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico)

O Diretor Geral de Empresa e Organizações (Exceto de Interesse Publico) trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: