O que faz um Diretor de Cambio e Comercio Exterior

Profissionais exercendo a profissão de Diretor de Cambio e Comercio Exterior dirigem as atividades de intermediação financeira, aprovando operações, participando dos comitês de decisão, definindo políticas e diretrizes e estabelecendo estratégias operacionais. Desenvolvem produtos e serviços, dirigem equipes, controlam o desenvolvimento das operações financeiras, assegurando que sejam realizadas dentro das normas ditadas pelos órgãos reguladores, como também pelas políticas de controle interno da instituição, comunicam-se oralmente e por escrito.

Algumas das principais funções da profissão

  • Classificar níveis de riscos;
  • Demonstrar agilidade;
  • Tomar decisões;
  • Divulgar aprovação de operações financeiras;
  • Estabelecer estratégias de segurança e controle de riscos;
  • Demonstrar disciplina;
  • Demonstrar habilidade de negociação;
  • Definir políticas de captação de recursos;
  • Adaptar-se a situações adversas;
  • Preparar relatórios;
  • Demonstrar comprometimento;
  • Consultar meios de comunicação;
  • Corrigir desvios;
  • Demonstrar transparência nas ações;
  • Cumprir normas e legislação;
  • Apontar deficiências;
  • Avaliar concorrentes e fornecedores de clientes;
  • Analisar mercado financeiro nacional e internacional;
  • Programar preparação da equipe;
  • Analisar relatórios de tendências;
  • Estabelecer regras de segregação de funções;
  • Treinar equipes;
  • Representar a instituição em fóruns;
  • Adequar captação com aplicação;
  • Homologar rotinas operacionais;
  • Decidir taxas;
  • Participar de seminários e eventos;
  • Demonstrar sensibilidade a riscos;
  • Avaliar ramos de atividades de clientes;
  • Opinar em decisões macroeconômicas (taxas, tendências);
  • Demonstrar criatividade;
  • Monitorar desempenho de produtos e serviços;
  • Avaliar propostas de crédito;
  • Adequar operações às necessidades dos clientes;
  • Avaliar capacidade de pagamento de clientes;
  • Identificar principais áreas de risco;
  • Desenvolver estratégias de aumento de base de clientes;
  • Demonstrar poder de persuasão;
  • Ministrar palestras;
  • Demonstrar segurança;
  • Divulgar estratégias, políticas e procedimentos;
  • Antecipar-se às tendências de mercado;
  • Opinar sobre políticas de créditos e investimentos;
  • Analisar situação política, interna e externa;
  • Identificar conflitos de interesses;
  • Identificar situações adversas à instituição;
  • Monitorar qualidade e evolução do portfólio de crédito;
  • Exercer liderança;
  • Promover pessoal;
  • Apresentar propostas ao comitê de crédito;
  • Dispensar gerentes;
  • Dimensionar equipes para atendimento;
  • Demonstrar habilidade interpessoal;
  • Divulgar decisões dos comitês;
  • Orientar equipes;
  • Avaliar qualidade dos ativos de clientes;
  • Monitorar implantação de mecanismos de controle;
  • Monitorar operacionalização de produtos e serviços;
  • Demonstrar fluência verbal;
  • Fixar metas;
  • Opinar acerca de informações sobre movimentações suspeitas;
  • Divulgar metas;
  • Conduzir reuniões;
  • Homologar novos produtos;
  • Criar instrumentos de avaliação de riscos;
  • Avaliar riscos das operações;
  • Avaliar desempenho;
  • Estabelecer linhas para financiamentos de importação e exportação;

Onde o Diretor de Cambio e Comercio Exterior pode trabalhar

Diretores de operações de serviços em instituição de intermediação financeira exercem suas funções em empresas e instituições de atividades financeiras e auxiliares da intermediação financeira. Desenvolvem suas atividades em equipe, sob supervisão ocasional, em ambiente fechado, no período diurno. Podem estar sujeitos a trabalhar sob pressão, levando-os à situação de estresse.

Como trabalhar de Diretor de Cambio e Comercio Exterior

Essas ocupações são exercidas por pessoas com escolaridade de ensino superior, sendo desejável cursos de especialização em finanças. O desempenho pleno das funções ocorre após o período de cinco anos de experiência profissional.

Quanto ganha um Diretor de Cambio e Comercio Exterior

O Diretor de Cambio e Comercio Exterior tem um salário inicial de R$ 11.000,00 podendo chegar a R$ 54.668,45 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 37.812,66 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 31.482,02 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Diretor de Cambio e Comercio Exterior).

Qual a jornada de trabalho do Diretor de Cambio e Comercio Exterior

O Diretor de Cambio e Comercio Exterior trabalha em média 41 horas por semana (205 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.