O que faz um Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral

Profissionais exercendo a profissão de Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral extraem cascas, entrecascas, folhas, sementes, flores, raízes, frutos e resinas de espécies florestais produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas, beneficiam e transportam produtos de extração. Manejam área de extração e estocam produtos de extração e beneficiados. Comercializam produtos beneficiados e preparam equipamentos e acessórios.

Algumas das principais funções da profissão

  • Conduzir veículos de tração motora;
  • Programar rodízio de trilhas;
  • Providenciar fretes para estocagem e comercialização;
  • Conduzir barcos a remo;
  • Negociar preços de produtos beneficiados;
  • Regular balanças;
  • Macerar raízes, cascas e folhas;
  • Dar prova de coragem;
  • Demarcar áreas de extração;
  • Ensacar produtos de extração;
  • Comprar materiais, equipamentos e acessórios;
  • Colher folhas, frutos, flores e sementes;
  • Selecionar frutos;
  • Manifestar sensibilidade à natureza;
  • Pesar produtos de extração e beneficiamento;
  • Dar prova de resistência física;
  • Construir galpões;
  • Embalar produtos beneficiados;
  • Localizar focos de incêndio;
  • Desbastar matas;
  • Raspar cascas, entrecascas e folhas;
  • Escolher materiais, equipamentos e acessórios;
  • Desidratar folhas, raízes e frutos;
  • Dissolver látex em água;
  • Lavar produtos de extração;
  • Enlatar látex;
  • Picar cascas e raízes;
  • Coar látex e tinturas;
  • Curtir produtos de extração em composto de água e álcool;
  • Secar cascas, folhas, raízes e frutos;
  • Descascar árvores e cipós;
  • Cortar árvores e cipós;
  • Construir paióis;
  • Conduzir veículos de tração animal;
  • Moer produtos de extração;
  • Demonstrar senso de direção em matas e florestas;
  • Atentar para variações climáticas;
  • Conduzir animais cargueiros;
  • Cozinhar folhas, raízes, frutos e cascas;
  • Trilhar áreas de extração;
  • Etiquetar produtos beneficiados;
  • Filtrar látex e tinturas;
  • Misturar produtos de extração com substâncias-base;
  • Trabalhar em equipe;
  • Limpar equipamentos e acessórios;
  • Aceirar áreas de extração;
  • Catar resinas em pés de árvores;
  • Distribuir produtos beneficiados;
  • Defender-se de animais silvestres;
  • Calçar botas e luvas;
  • Listar estoque de produtos beneficiados;
  • Afiar instrumentos de corte;
  • Pesquisar preços de mercado;
  • Identificar espécies de plantas;
  • Atentar para riscos de acidentes;
  • Arrancar raízes;
  • Informar sobre propriedades e uso de plantas medicinais;
  • Acondicionar sacos, caixas, latas e maços em meios de transporte;
  • Programar período de extração;
  • Consertar equipamentos e acessórios;
  • Contratar serviços de destocamento;
  • Fritar cascas, folhas e raízes;
  • Coletar látex de troncos de árvores;
  • Limpar trilhas;
  • Engarrafar raízes, xaropes, tinturas e látex;
  • Torrar sementes;
  • Confeccionar jiraus;
  • Identificar composição de produtos beneficiados;
  • Emitir nota fiscal;
  • Guardar equipamentos e acessórios;
  • Encaixotar frutos;
  • Conduzir bicicletas cargueiras;
  • Esterilizar frascos;
  • Rondar áreas de extração;
  • Subir em árvores;
  • Triturar cascas, folhas, raízes e sementes;

Onde o Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral pode trabalhar

Extrativistas florestais de espécies produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas trabalham como autônomos ou por conta própria em atividades extrativas, na silvicultura. O trabalho é realizado em equipe, sem supervisão, a céu aberto e em horário diurno. Podem permanecer em posições desconfortáveis durante longos períodos e estão expostos a ataques de animais silvestres. Os trabalhadores da exploração de cipó e jaborandi e da extração de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas, em geral, trabalham em grandes alturas.

Como trabalhar de Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral

O exercício dessas ocupações requer escolaridade até a quarta série do ensino fundamental. Para o trabalhador da exploração do jaborandi, requer-se curso básico de até duzentas horas-aula ou experiência equivalente. O exercício pleno das ocupações ocorre após um a dois anos de experiência.

Quanto ganha um Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral

O Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral tem um salário inicial de R$ 1.100,00 podendo chegar a R$ 1.467,03 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.100,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.123,73 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral).

Qual a jornada de trabalho do Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral

O Trabalhador da Extração de Substancias Aromáticas Medicinais e Toxicas em Geral trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.