O que faz um Trabalhador da Cultura de Cajá

Profissionais exercendo a profissão de Trabalhador da Cultura de Cajá realizam tratos culturais em fruticultura, preparam solo e plantam espécies frutíferas, produzem mudas e sementes. Colhem, beneficiam e acondicionam frutas e frutos. Auxiliam na irrigação das plantações.

Algumas das principais funções da profissão

  • Pulverizar adubos foliares, defensivos químicos, orgânicos e pesticidas;
  • Limpar instalações e equipamentos;
  • Formar coroas ao redor da planta;
  • Transportar mudas de viveiro para campo;
  • Armazenar embalagens de defensivos agrícolas em locais de segurança;
  • Trocar bicos de gotejo;
  • Perceber alterações no desenvolvimento de plantas;
  • Catar cupuaçu, cajá e umbu;
  • Controlar saída de água de registros;
  • Carregar caminhão com frutas e frutos;
  • Lavar sementes de espécies frutíferas;
  • Guardar frutas em câmaras frias;
  • Arrancar ervas daninhas;
  • Demonstrar habilidade manual em colheita de frutas;
  • Despolpar frutas e frutos;
  • Construir viveiros;
  • Medir temperatura e umidade de instalações;
  • Colher manga, caju e abacate;
  • Retirar frutas e frutos estragados;
  • Enxertar espécies frutíferas;
  • Guardar frutas em instalações;
  • Aplicar calcário em solo;
  • Trocar borracha de canos;
  • Demonstrar resistência física;
  • Banhar frutas e frutos em conservantes;
  • Arar solo;
  • Trabalhar em equipe;
  • Secar sementes de mamão, limão, melancia, melão e maracujá;
  • Dispor mudas em embalagens plásticas;
  • Construir canteiros;
  • Podar espécies frutíferas;
  • Deslocar aspersores em plantações;
  • Cortar bananeira;
  • Coletar amostras de solo;
  • Colher maçã, pêra, frutas cítricas, goiaba e maracujá;
  • Encerar frutas cítricas;
  • Destalar mamão;
  • Demonstrar agilidade em classificação de frutas;
  • Roçar plantações;
  • Plantar mudas de pinos, eucalipto e sanção (quebra-vento);
  • Depositar sementes em germinador;
  • Cortar graviola, fruta do conde, pinha e atemóia;
  • Abrir covas;
  • Empurrar carriola com frutas e frutos;
  • Espalhar cobertura morta em plantações;
  • Limpar filtro de bomba de gotejamento;
  • Adubar solo;
  • Formar leiras com vegetação morta;
  • Capinar plantações;
  • Desbrotar espécies frutíferas;
  • Inspecionar culturas;
  • Colher morango, amora, acerola, pitanga e framboesa;
  • Desentupir aspersores;
  • Irrigar plantações com mangueiras;
  • Regar mudas e sementes;
  • Pesar produção;
  • Nivelar solo;
  • Ralear frutos;
  • Selecionar sementes e mudas;
  • Guardar frutas e frutos em caixas e sacolas;
  • Retirar plantas doentes;
  • Verificar ponto de colheita de frutas;
  • Realizar tríplice lavagem de embalagens de defensivos agrícolas;
  • Depositar mudas de macieira e pessegueiro em câmaras frias;
  • Lavar frutas e frutos;
  • Classificar frutas e frutos;
  • Confeccionar sombreiros para espécies frutíferas;
  • Balizar solo;
  • Colher pêssego, nectarina, quivi, ameixa e caqui;
  • Roçar área de plantio;
  • Ensacar frutas e frutos com conservantes;
  • Transplantar mudas de frutas e frutos de viveiro para solo;
  • Conduzir galhos de espécies frutíferas;
  • Gradear solo;
  • Usar equipamentos de proteção individual (epi);
  • Identificar mutações genéticas;

Onde o Trabalhador da Cultura de Cajá pode trabalhar

Trabalhadores agrícolas na fruticultura são trabalhadores com carteira assinada, empregados na agricultura ou porcenteiros. O trabalho é realizado em equipe, com supervisão. O local de trabalho é a céu aberto, durante o dia. Em suas atividades, os profissionais permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos e podem ficar expostos a material tóxico e a variações climáticas.

Como trabalhar de Trabalhador da Cultura de Cajá

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com escolaridade de ensino fundamental a qualificação é contínua, realizada na prática, com auxílio de órgãos governamentais de assistência técnica e de extensão rural. O pleno exercício das atividades ocorre em menos de um ano de experiência.

Quanto ganha um Trabalhador da Cultura de Cajá

O Trabalhador da Cultura de Cajá tem um salário inicial de R$ 1.132,89 podendo chegar a R$ 1.373,38 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.165,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.118,82 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Trabalhador da Cultura de Cajá).

Qual a jornada de trabalho do Trabalhador da Cultura de Cajá

O Trabalhador da Cultura de Cajá trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.