O que faz um Técnico em Ostras

Profissionais exercendo a profissão de Técnico em Ostras organizam a reprodução de animais aquáticos, como peixes, camarões, mexiliões, ostras e rãs, dentre outros, coletam material de reprodução, controlam sanidade e predação dos animais, monitoram qualidade da água, alimentam, capturam e beneficiam animais aquáticos de viveiros, tanques e fazendas marinhas. Prestam assistência técnica e auxiliam na elaboração de projetos, orientando construção de instalações em fazendas aqüícolas e sistema de criação de animais aquáticos. Podem ministrar cursos.

Algumas das principais funções da profissão

  • Retirar amostras de água;
  • Adaptar materiais e equipamentos aquícolas;
  • Coletar gametas por choque térmico;
  • Abastecer viveiros, tanques e baias com água;
  • Solicitar compras de medicamentos;
  • Calcular peso médio;
  • Orientar construção de instalações em fazendas aquícolas;
  • Montar equipamentos de aeração;
  • Medir salinidade;
  • Medir nível de amônia, nitrito e nitrato;
  • Medir ph de água;
  • Perceber comportamento de animais aquáticos;
  • Consertar material de pesca;
  • Construir estruturas para engorda de mexilhões;
  • Coletar ovos;
  • Medir temperatura;
  • Contar ovos e larvas;
  • Acasalar reprodutores;
  • Distribuir alimentação;
  • Coordenar equipe de trabalho;
  • Instalar coletores de sementes de ostras e mexilhões;
  • Medir turbidez;
  • Classificar animais aquáticos;
  • Efetuar assepsia de equipamentos e utensílios;
  • Encaminhar amostras para análises laboratoriais;
  • Confeccionar rede, tarrafa e puçá;
  • Ministrar cursos e palestras;
  • Executar levantamento topográfico;
  • Auxiliar em elaboração de projetos de aquicultura;
  • Salinizar tanques;
  • Orientar sistema de criação de animais aquáticos;
  • Dissolver medicamentos em água;
  • Confeccionar armadilhas para captura de animais aquáticos;
  • Recolher larvas de incubadoras;
  • Construir estrutura para pedilúvio;
  • Higienizar incubadora;
  • Construir estruturas para engorda de ostras;
  • Embalar animais aquáticos;
  • Vedar comportas de viveiros, tanques e baias;
  • Verificar desenvolvimento de ovos e larvas;
  • Medir oxigênio;
  • Confeccionar coletores de sementes de ostras e mexilhões;
  • Misturar óvulos e sêmens (fertilização);
  • Extrair ostras e mexilhões;
  • Isolar animais aquáticos em quarentena;
  • Preparar ração;
  • Incubar ovos;
  • Supervisionar transporte de animais aquáticos;
  • Calcular quantidade de alimentação;
  • Adicionar medicamentos em ração;
  • Negociar compra e venda de animais aquáticos;
  • Depurar animais aquáticos;
  • Instalar filtro de purificação de água;
  • Identificar fungos, bactérias e parasitas;
  • Flexibilizar horário de trabalho em função da atividade;
  • Esterilizar viveiros, tanques e baias;
  • Colocar telas em viveiros, tanques, baias e comportas;
  • Realizar análise visual de animais aquáticos;
  • Acondicionar pós-larvas em berçários;
  • Medir transparência;
  • Despescar mexilhões de fazendas marinhas (colheita);
  • Selecionar reprodutores;
  • Definir tipo de alimentação;
  • Drenar viveiros, tanques e baias;
  • Aplicar medicamentos por imersão;
  • Coletar gametas por raspagem;
  • Fiscalizar atividades extrativistas;
  • Multiplicar fitoplânctons;
  • Definir horário de alimentação;
  • Dar prova de criatividade no salvamento de criações aquáticas;

Onde o Técnico em Ostras pode trabalhar

Técnicos em aquicultura trabalham em criatórios de peixes, crustáceos e moluscos de empresas privadas, em órgãos de pesquisa e de extensão rural, em empresas de pesca e atividades relacionadas. São assalariados ou trabalham por conta própria sob supervisão ocasional. Trabalham em equipe, a céu aberto e em horário diurno. Eventualmente, são expostos a materiais tóxicos, ruído intenso, ataques de animais e a intempéries climáticas.

Como trabalhar de Técnico em Ostras

O exercício dessas ocupações requer curso técnico de nível médio em uma das seguintes habilitações: técnico agrícola ou agropecuário, com especialização em aqüicultura ou, mais recentemente, técnico em piscicultura ou aqüicultura, com a introdução desses cursos em algumas escolas agrotécnicas do país. O exercício pleno das atividades ocorre após um a dois anos de experiência no criatório especializado em que atuam.

Quanto ganha um Técnico em Ostras

O Técnico em Ostras tem um salário inicial de