O que faz um Técnico Analista de Materiais

Profissionais exercendo a profissão de Técnico Analista de Materiais planejam, controlam e programam a produção, controlam suprimentos (matéria-prima e outros insumos). Planejam a manutenção de máquinas e equipamentos. Tratam informações em registros de cadastros e relatórios e na redação de instruções de trabalho.

Algumas das principais funções da profissão

  • Dimensionar recursos humanos;
  • Auxiliar na definição das instruções de trabalhos;
  • Especificar recursos de áreas afins;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Definir cronograma de produção;
  • Formalizar plano de produção;
  • Prever paradas de produção;
  • Manter registros;
  • Coletar dados da produção;
  • Elaborar gráficos e relatórios de controles;
  • Adaptar-se;
  • Identificar desvios no processo de produção;
  • Alocar recursos (humanos, materiais e insumos);
  • Definir ações corretivas;
  • Definir plano de contingência;
  • Demonstrar capacidade de visão holística;
  • Dar provas de criatividade;
  • Identificar requisitos de produção;
  • Propor melhorias em máquinas e equipamentos;
  • Monitorar fluxo de produção;
  • Relacionar-se;
  • Interagir com clientes e fornecedores;
  • Demonstrar comprometimento;
  • Analisar capacidade de produção;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Prever paradas de manutenção;
  • Dimensionar utilidades (vapor, água, ar comprimido e energia elétrica);
  • Realizar levantamento de recursos disponíveis;
  • Demonstrar senso crítico;
  • Definir suprimentos (matéria-prima e insumos);
  • Analisar ordens de produção;
  • Estabelecer parâmetros de controle;
  • Definir estoque de segurança para cada item;
  • Evidenciar raciocínio lógico;
  • Dar provas de iniciativa;
  • Estabelecer sequência de produção;
  • Quantificar volumes de produção por períodos;
  • Atualizar as informações;
  • Definir prioridades de produção;
  • Definir leiaute do processo produtivo;
  • Disponibilizar informações;
  • Utilizar ferramentas de qualidade;
  • Propor melhorias no processo de produção;
  • Remanejar ´mix´ de produção;

Onde o Técnico Analista de Materiais pode trabalhar

Técnicos de planejamento e controle de produção trabalham em diversos tipos de empresas industriais, comerciais e de serviços, concentram-se nas empresas de construção, na indústria química e petroquímica, de fabricação de produtos têxteis, de celulose, papel e produtos de papel, no complexo automobilístico, dentre outras. São empregados assalariados, com carteira assinada, que se organizam em equipe, sob supervisão ocasional. Geralmente, trabalham em rodízio de turnos. Algumas das atividades que exercem podem estar sujeitas a ruídos, altas temperaturas, radiação, poeira e material tóxico.

Como trabalhar de Técnico Analista de Materiais

O exercício dessas ocupações requer curso técnico de nível médio na área de atuação. O pleno desempenho das atividades ocorre após um ou dois anos de experiência.

Quanto ganha um Técnico Analista de Materiais

O Técnico Analista de Materiais tem um salário inicial de R$ 1.645,82 podendo chegar a R$ 4.696,73 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.512,59 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.705,37 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Técnico Analista de Materiais).

Qual a jornada de trabalho do Técnico Analista de Materiais

O Técnico Analista de Materiais trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.