O que faz um Professor de Técnicas de Enfermagem

Profissionais exercendo a profissão de Professor de Técnicas de Enfermagem ensinam a jovens e adultos conhecimentos teóricos e práticos de uma área profissional, planejam o trabalho docente, avaliam a aprendizagem e o ensino, realizam pesquisas das mudanças no seu campo de ensino para transformar esse conhecimento em aulas e situações laboratoriais. Desenvolvem recursos didáticos, produzem registros escritos e gráficos, trabalham com higiene e segurança e promovem educação ambiental. Podem realizar trabalhos técnicos e de assessoria. No exercício das atividades mobilizam um conjunto de capacidades comunicativas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Trabalhar em equipe;
  • Realizar consultorias técnicas;
  • Preencher diários de classe;
  • Sugerir aquisição de publicações para acervo bibliográfico;
  • Coletar subsídios para o aprimoramento técnico profissional;
  • Orientar os alunos sobre o manuseio de agentes de risco ao meio ambiente;
  • Estimular o desenvolvimento de atividades básicas , tais como abstração e comunicação;
  • Diagnosticar o perfil de entrada da demanda;
  • Observar a evolução das mudanças nas normas técnicas e de segurança;
  • Efetuar atividades de recuperação de aprendizagem;
  • Monitorar o desenvolvimento das atividades de estágios;
  • Ministrar cursos de formação e extensão;
  • Definir atividades e cronograma;
  • Prever a manutenção de equipamentos e instalações;
  • Preencher requisição de serviços materiais;
  • Efetuar avaliação diagnóstica dos alunos;
  • Orientar projetos de pesquisa;
  • Representar a categoria profissional em sindicatos, ordens ,conselhos;
  • Orientar os alunos para diferentes métodos de pesquisa e solução de problemas;
  • Analisar e resolver problemas;
  • Ministrar aulas teórico-práticas;
  • Encaminhar registros para as autoridades competentes;
  • Definir metodologias de mediação de aprendizagem;
  • Orientar os alunos para procura de informações específicas;
  • Realizar certificação e qualificação;
  • Demonstrar capacidade de mudança;
  • Produzir laudos técnicos;
  • Tomar parte em bancas de concursos internos;
  • Avaliar relatórios de estágios;
  • Conceber provas para processos seletivos;
  • Demonstrar ética profissional;
  • Registrar ocorrências de diferentes naturezas;
  • Contextualizar continuamente os conteúdos;
  • Fomentar ações de preservação ambiental;
  • Recomendar a manipulação correta de materiais e equipamentos;
  • Tomar parte em colegiados;
  • Vistoriar os equipamentos e instalações;
  • Proferir palestras e conferências;
  • Analisar especificações técnicas de equipamentos para compra;
  • Estimular o desenvolvimento de habilidades de gestão;
  • Informar-se sobre noções básicas para socorrer e encaminhar acidentes de trabalho na sua área;
  • Estimular o raciocínio analítico, hipotético, dedutivo e indutivo;
  • Sensibilizar professores, alunos e funcionários para a importância da higiene e da segurança;
  • Assessorar tecnicamente a comunidade;
  • Adotar diferentes estratégias, métodos, procedimentos de mediação da aprendizagem;
  • Divulgar propostas de trabalho e convênios;
  • Integrar bancas de diversas naturezas;
  • Encaminhar alunos para estágios profissionais;
  • Exercer atividades de coordenação e gestão;
  • Comunicar aos pais informações sobre alunos e a escola;
  • Recomendar o uso correto de equipamentos de segurança;
  • Participar de atividades culturais e de lazer;
  • Avaliar o desempenho de alunos em estágios;
  • Assessorar a própria instituição;
  • Promover nos alunos a consciência sobre a importância do ecossistema;
  • Orientar os alunos sobre diferentes métodos de estudo;
  • Assessorar tecnicamente instituições;
  • Orientar os alunos sobre os custos sociais do desperdício;
  • Solicitar aos alunos a aplicação dos conteúdos desenvolvidos;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Realizar testes, ensaios, análises laboratoriais;
  • Executar pesquisas;
  • Realizar parcerias;
  • Orientar a leitura e a interpretação de textos, esquemas, gráficos, normas;
  • Definir o perfil profissional pretendido;
  • Orientar os alunos sobre o uso correto de produtos químicos;
  • Informar-se a respeito de novos materiais com vistas à preservação do meio ambiente;
  • Apresentar esquemas e painéis explicativos;
  • Instituir intercâmbio com outros profissionais e instituições;
  • Explicar conceitos e princípios;
  • Demonstrar curiosidade intelectual;
  • Orientar os alunos sobre a nocividade da produção de lixo;
  • Adaptar equipamentos e utensílios de laboratório;
  • Propiciar o desenvolvimento de habilidades específicas mediante base tecnológica relevante;
  • Exercer liderança cooperativa;
  • Participar de intercâmbios culturais;
  • Acompanhar o desenvolvimento da aprendizagem;
  • Estimular a aprendizagem com autonomia mediante a construção e socialização do conhecimento;
  • Participar do planejamento do curso;
  • Redigir o plano de ensino;
  • Produzir relatórios;
  • Garantir interdisciplinaridade e transdisciplinaridade mediante contextualização;
  • Aplicar instrumentos de avaliação;
  • Orientar os alunos no desenvolvimento de projetos técnicos;
  • Demonstrar motivação;
  • Estimular a aplicação do conhecimento a situações-problema;
  • Estimular valores de solidariedade, convivência coletiva, cidadania e respeito à diversidade;
  • Desenvolver aplicativos educacionais;
  • Divulgar trabalhos da área profissional;
  • Utilizar as metodologias e estratégias de mediação da aprendizagem;
  • Selecionar material didático e bibliográfico;
  • Divulgar o trabalho da escola;
  • Coordenar processos de seleção;
  • Integrar continuamente teoria e prática;
  • Compor instrumentos de avaliação;
  • Participar na elaboração do projeto político pedagógico da escola;
  • Realizar demonstrações teórico-práticas;
  • Tomar parte em comissões de diversas naturezas;
  • Organizar laboratórios, oficinas, empresas juniores;
  • Orientar para a classificação e destinação do lixo;
  • Elaborar questões e interrogações na sua área de conhecimento;
  • Consultar diferentes fontes de informação;
  • Participar de grupos de estudo e de pesquisa;
  • Demonstrar capacidade de gerenciamento da informação;
  • Pesquisar sobre a área de conhecimento específica e outras afins;
  • Desenvolver recursos audiovisuais;
  • Gerar produtos e projetos;
  • Interpretar as pesquisas sobre as necessidades do mercado de trabalho;
  • Preencher registro e controle de equipamentos e materiais;
  • Participar do planejamento de horários e calendário escolar;
  • Elaborar material didático impresso;
  • Orientar os alunos no manejo de equipamentos, segundo procedimentos técnicos;
  • Planejar a interdisciplinaridade e transdisciplinaridade;
  • Propor a aquisição de equipamentos de segurança;
  • Selecionar conteúdos;
  • Encaminhar propostas para a instituição e órgãos externos;
  • Opinar sobre reformulação das normas de segurança, higiene e biossegurança;
  • Respeitar as diferenças e diversidades;
  • Preparar as aulas;
  • Participar de eventos profissionais, cursos, convênios, oficinas, simpósios, feiras;
  • Estagiar em instituições;
  • Operacionalizar intercâmbio com profissionais diversos para complementar o processo de ensino;
  • Implementar orientações técnicas para a comunidade;
  • Estimular a busca de conhecimento;
  • Aplicar provas em processo seletivos;
  • Preencher fichas de estágios;
  • Por em prática as normas de segurança, higiene e biossegurança;
  • Estimular a capacidade de participar criticamente dos processos de mudança;
  • Corrigir provas para processos seletivos;

Onde o Professor de Técnicas de Enfermagem pode trabalhar

Professores do ensino profissional trabalham em escolas, instituições de educação profissional e outras entidades de ensino, de caráter privado e público, em sindicatos, ONG etc., como estatutários ou assalariados, com registro em carteira. Atuam como docentes em diversas áreas profissionais da indústria, do comércio, da agropecuária e dos serviços. Desenvolvem suas atividades em equipe, sob supervisão, geralmente no período diurno.

Como trabalhar de Professor de Técnicas de Enfermagem

Para o exercício das ocupações requer-se ensino superior, com licenciatura específica na área profissional de dedicação.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Professor de Técnicas de Enfermagem é a formação em Enfermagem para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Professor de Técnicas de Enfermagem

O Professor de Técnicas de Enfermagem tem um salário inicial de R$ 1.453,86 podendo chegar a R$ 18.785,42 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 3.256,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 7.316,42 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Professor de Técnicas de Enfermagem).

Qual a jornada de trabalho do Professor de Técnicas de Enfermagem

O Professor de Técnicas de Enfermagem trabalha em média 32 horas por semana (160 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: