O que faz um Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante

Profissionais exercendo a profissão de Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante ministram aulas em cursos profissionalizantes em instituições públicas e privadas de formação profissional e centros de treinamento de empresas e afins, tendo escolaridade de ensino médio e experiência profissional em área específica de atuação.

Algumas das principais funções da profissão

  • Ensinar noções de higiene, segurança e meio ambiente;
  • Orientar para detalhes;
  • Definir metodologia;
  • Debater com os alunos;
  • Demonstrar empatia;
  • Sensibilizar para direitos e deveres da cidadania;
  • Analisar tecnicamente recursos materiais e equipamentos;
  • Pesquisar bibliografia;
  • Organizar eventos;
  • Processar a informação;
  • Orientar quanto à apresentação pessoal;
  • Atualizar material didático;
  • Ensinar noções de primeiros socorros;
  • Indicar bibliografia;
  • Manter-se atualizado;
  • Esterilizar equipamentos;
  • Demonstrar discrição;
  • Saber ouvir;
  • Preencher diário;
  • Estruturar conteúdos;
  • Manter-se atento a detalhes;
  • Realizar trabalhos em equipe;
  • Formular projetos;
  • Identificar oportunidades de estágio;
  • Comprar materiais;
  • Avaliar o desempenho dos alunos;
  • Redigir textos;
  • Estabelecer parcerias;
  • Transcrever notas;
  • Regular o equipamento;
  • Lavar equipamentos, materiais e utensílios;
  • Limpar equipamentos, materiais e utensílios;
  • Estimular a criatividade dos alunos;
  • Consultar empresas, associações técnicas, profissionais e afins;
  • Esclarecer dúvidas;
  • Participar de reuniões;
  • Aplicar instrumentos de avaliação;
  • Propor trabalhos de pesquisa aos alunos;
  • Demonstrar práticas profissionais e técnicas;
  • Encaminhar alunos para estágios/entrevistas;
  • Estudar conteúdos;
  • Estabelecer cronogramas;
  • Definir objetivos e metas;
  • Preencher formulários;
  • Procurar patrocínios;
  • Ministrar aulas expositivas;
  • Demonstrar capacidade de comunicação;
  • Demonstrar criatividade;
  • Comprometer-se com objetivos educacionais;
  • Avaliar projeto pedagógico;
  • Encaminhar documentos para departamento administrativo;
  • Expressar-se com clareza;
  • Orientar quanto à postura profissional;
  • Demonstrar senso crítico;
  • Estabelecer critérios de avaliação;
  • Demonstrar auto confiança;
  • Selecionar recursos (materiais, recursos humanos, equipamentos);
  • Propor atividades;
  • Estabelecer normas e regras de comportamento;
  • Avaliar o comportamento dos alunos;
  • Solicitar materiais;
  • Corrigir provas, trabalhos e outros instrumentos de avaliação;
  • Elaborar estudos de caso para simulação de situações de trabalho;
  • Visitar centros técnicos, empresas, museus, feiras;
  • Atestar competências do aluno;
  • Demonstrar auto controle;
  • Convidar especialistas;
  • Supervisionar estágios;
  • Desenvolver atividades em salas de aula;
  • Treinar profissionais;
  • Demonstrar ética;
  • Demonstrar postura profissional;
  • Pesquisar insumos e matérias primas;
  • Interpretar catálogos, manuais, internet, livros técnicos;
  • Manter equipamentos;
  • Formular plano de trabalho;
  • Acompanhar projetos de pesquisa;
  • Monitorar o desempenho dos alunos;
  • Acompanhar estágios;
  • Desenvolver atividades de recuperação;
  • Higienizar equipamentos, materiais e utensílios;
  • Demonstrar entusiasmo;
  • Programar atividades;
  • Elaborar material (escrito, audiovisual);
  • Emitir relatórios;
  • Treinar docentes;
  • Desenvolver atividades práticas em oficinas;
  • Adequar conteúdo das aulas ao perfil dos alunos;
  • Avaliar cursos;
  • Adaptar equipamentos, sistemas, produtos, insumos;
  • Manusear equipamentos;
  • Conferir materiais, equipamentos e instalações;
  • Prestar assistência e assessoria técnica e tecnológica;
  • Elaborar instrumentos de avaliação;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Demonstrar organização;
  • Definir pré-requisitos (de aluno, disciplinas);
  • Liderar equipes e alunos;
  • Levantar necessidades do mercado de trabalho;
  • Levantar material didático;
  • Organizar o local de trabalho;
  • Demonstrar assiduidade;
  • Planejar estratégia de cursos;
  • Criar equipamentos, sistemas, produtos, insumos;
  • Elaborar roteiro de aula;
  • Calibrar o equipamento;
  • Orientar a organização do ambiente de trabalho;
  • Pesquisar técnicas e tecnologia;
  • Orientar alunos quanto à manutenção dos equipamentos;

Onde o Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante pode trabalhar

Professores de nível médio no ensino profissionalizante lecionam para jovens e adultos, em instituições de formação profissional como o sistema ´s´ (senai, senac, senar, senat) e centros de desenvolvimento profissional públicos e privados, nas diversas áreas profissionais da indústria e da agroindústria, do comércio e dos serviços, dos transportes, da agropecuária, da silvicultura e aqüicultura. Trabalham individualmente e em equipe, em salas de aulas, laboratórios, veículos e no campo, com supervisão, em períodos diurnos e noturnos. Podem trabalhar como empregados ou como autônomos. Em algumas atividades, alguns profissionais podem permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos e estar sujeitos aos efeitos da exposição a materiais tóxicos e ao ruído intenso.

Como trabalhar de Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante

Para o exercício dessa ocupação requer-se ensino médio ou cursos técnicos (nível médio), acompanhados de formação continuada, seja por meio de freqüência a cursos de qualificação básicos até duzentas horas, ou a cursos de atualização e especialização. O pleno desempenho das atividades ocorre após dois anos de prática.

Quanto ganha um Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante

O Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante tem um salário inicial de R$ 1.282,39 podendo chegar a R$ 4.996,31 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.160,47 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.560,40 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante).

Qual a jornada de trabalho do Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante

O Professor de Nível Médio no Ensino Profissionalizante trabalha em média 34 horas por semana (170 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.