O que faz um Professor de Matemática do Ensino Fundamental

Profissionais exercendo a profissão de Professor de Matemática do Ensino Fundamental promovem a educação dos (as) alunos (as) por intermédio dos seguintes componentes curriculares: língua portuguesa, matemática, ciências naturais, geografia, história, educação artística, educação física e línguas estrangeiras modernas, de 5ª a 8ª série do ensino fundamental. Planejam cursos, aulas e atividades escolares, avaliam processo de ensino-aprendizagem e seus resultados, registram práticas escolares de caráter pedagógico, desenvolvem atividades de estudo, participam das atividades educacionais e comunitárias da escola. Para o desenvolvimento das atividades é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Demonstrar criatividade e iniciativa;
  • Determinar os objetivos do curso e da disciplina;
  • Corrigir provas, exercícios e trabalhos dos alunos;
  • Empregar recursos e procedimentos didáticos;
  • Propor atividades culturais;
  • Demonstrar capacidade de intervir na realidade;
  • Listar material escolar básico;
  • Avaliar a frequência dos alunos;
  • Preencher diário de classe;
  • Desenvolver situações de aprendizagem para reflexão sobre os direitos da criança e dos adolescentes;
  • Orientar os alunos quanto aos métodos e práticas de estudo;
  • Elaborar cronogramas das atividades da disciplina;
  • Observar o cumprimento das regras estabelecidas pela comunidade escolar;
  • Desenvolver atividades de estímulo à ampliação do conhecimento;
  • Definir os requisitos para o desenvolvimento do trabalho docente;
  • Propor atividades e exercícios de recuperação da aprendizagem;
  • Propor regras comuns para comunidade escolar;
  • Propor estudos interdisciplinares;
  • Contextualizar os conhecimentos;
  • Participar da elaboração do plano de gestão da escola;
  • Orientar os alunos quanto à utilização dos recursos didáticos e ambientes de aprendizagem;
  • Socializar os conhecimentos adquiridos em eventos de formação;
  • Organizar a bibliografia;
  • Selecionar recursos multimídia eletrônica, textos, livros didáticos e paradidáticos;
  • Desenvolver atividades para reflexão sobre valores estéticos;
  • Ministrar aulas;
  • Promover jogos e atividades de caráter cooperativo;
  • Sugerir a compra de equipamentos e materiais pedagógicos;
  • Encaminhar alunos para serviço de orientação escolar;
  • Comunicar às autoridades escolares e às famílias os problemas referentes aos alunos;
  • Identificar as dificuldades dos alunos para reorganização do processo de aprendizagem;
  • Demonstrar capacidade de diálogo;
  • Desenvolver atividades para reflexão sobre os problemas da sociedade contemporânea;
  • Participar das assembleias escolares;
  • Esclarecer os critérios de avaliação para os alunos;
  • Expressar-se com clareza;
  • Propor opções para o horário de trabalho;
  • Consultar legislação;
  • Agir eticamente;
  • Acompanhar as mudanças na área da educação;
  • Elaborar os instrumentos de avaliação;
  • Falar segundo as normas ortográficas e gramaticais;
  • Consultar bibliotecas;
  • Preencher formulários com notas e faltas;
  • Solicitar providências das instâncias competentes quanto aos direitos funcionais do professor;
  • Adequar diferentes recursos didáticos e pedagógicos ao processo de ensino e aprendizagem;
  • Elaborar o projeto pedagógico;
  • Levar em conta sugestões da comunidade para elaboração de projetos pedagógicos;
  • Possibilitar a apropriação de conhecimentos;
  • Registrar os planos da escola, do curso e das disciplinas;
  • Propor atividades e exercícios em sala de aula e extra classe;
  • Conviver com as ideias ou posições contrárias;
  • Demonstrar controle emocional;
  • Revelar interesses multidisciplinares;
  • Comunicar os resultados da avaliação aos pais e aos alunos;
  • Propor calendário de avaliação escrita;
  • Demonstrar solidariedade;
  • Aprender novas tecnologias;
  • Respeitar os limites dos alunos;
  • Diagnosticar o nível pedagógico dos alunos;
  • Assumir funções administrativo-pedagógicas;
  • Colocar-se disponível para os alunos;
  • Frequentar cursos de especialização, eventos científicos e sindicais;
  • Contribuir para o desenvolvimento de relações de solidariedade entre os alunos;
  • Elencar temas para projetos pedagógicos;
  • Avaliar os alunos nos conselhos de classe e/ou série;
  • Registrar as atividades de horas-de trabalho docente extraclasse;
  • Avaliar o processo de ensino-aprendizagem em reuniões com a comunidade escolar;
  • Trocar experiências com os professores através de reuniões;
  • Prever recursos materiais e didáticos;
  • Decodificar diferentes códigos e linguagens;
  • Estabelecer as metodologias de ensino;
  • Contribuir para o exercício da cidadania entre os alunos;
  • Criar situações múltiplas de aprendizagem;
  • Prever participação em eventos culturais e científicos;
  • Debater projetos interdisciplinares com os alunos;
  • Ler literatura específica da área de conhecimento;
  • Definir processos e critérios de avaliação;
  • Sistematizar o conhecimento;
  • Sugerir atividades na elaboração do cronograma da escola;
  • Registrar atividades culturais e pedagógicas;
  • Desenvolver atividades para reflexão sobre a questão da cidadania;
  • Selecionar os conteúdos;
  • Estimular a troca de conhecimento;
  • Analisar a autoavaliação dos alunos;
  • Trabalhar em equipe;
  • Promover palestras e outras atividades sobre valores éticos;
  • Participar da gestão escolar nos colegiados;
  • Demonstrar pontualidade e assiduidade;
  • Avaliar a participação dos alunos nas atividades escolares;
  • Dialogar com a direção e coordenações da escola;
  • Demonstrar liderança;
  • Escrever segundo as normas ortográficas e gramaticais;
  • Realizar reuniões com os pais para orientação;
  • Incentivar a participação dos alunos nos projetos comunitários;
  • Registrar atividades extracurriculares;
  • Desenvolver temas transversais por intermédio de diferentes atividades;
  • Analisar os livros didáticos propostos pelos ministérios, secretarias e coordenações;
  • Adequar diferentes ambientes ao processo de ensino e aprendizagem;
  • Orientar a autoavaliação dos alunos;
  • Discutir projetos interdisciplinares com colegas;
  • Orientar sobre a preservação do patrimônio histórico- cultural e do meio ambiente;
  • Expor o aluno a situações-problema no processo de aprendizagem;
  • Analisar o plano de gestão da escola;
  • Registrar avaliações e resultados;
  • Respeitar a heterogeneidade dos alunos;
  • Organizar atividades comunitárias;
  • Construir relações de confiança com os alunos;

Onde o Professor de Matemática do Ensino Fundamental pode trabalhar

Professores de nível superior no ensino fundamental de quinta a oitava série trabalham com clientelas de diferentes faixas etárias, oriundas de comunidades com diferentes contextos culturais e sociais, em escolas ou instituições de ensino das redes públicas federal, estadual, municipal e da rede privada e ONG. Predominantemente, trabalham em zonas urbanas, como empregados registrados em carteira. Desenvolvem suas atividades de forma individual e em equipe, com supervisão ocasional, em locais próprios à atividade de ensino e também em locais improvisados, em horários irregulares. Em algumas atividades, alguns profissionais podem estar expostos aos efeitos do ruído intenso e à fadiga originária do trabalho sob pressão.

Como trabalhar de Professor de Matemática do Ensino Fundamental

O exercício dessas ocupações requer ensino superior completo na área. Na rede pública de ensino requer-se concurso público.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Professor de Matemática do Ensino Fundamental é a formação em Matemática para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Professor de Matemática do Ensino Fundamental

O Professor de Matemática do Ensino Fundamental tem um salário inicial de R$ 1.368,83 podendo chegar a R$ 7.306,31 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.988,28 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 3.251,11 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Professor de Matemática do Ensino Fundamental).

Qual a jornada de trabalho do Professor de Matemática do Ensino Fundamental

O Professor de Matemática do Ensino Fundamental trabalha em média 24 horas por semana (120 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.