O que faz um Panificador

Profissionais exercendo a profissão de Panificador planejam a produção e preparam massas de pão, macarrão e similares. Fazem pães, bolachas e biscoitos e fabricam macarrão. Elaboram caldas de sorvete e produzem compotas. Confeitam doces, preparam recheios e confeccionam salgados. Redigem documentos tais como requisição de materiais registros de saída de materiais e relatórios de produção. Trabalham em conformidade a normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

Algumas das principais funções da profissão

  • Decorar doces;
  • Alimentar máquinas com ingredientes;
  • Adicionar ingredientes na máquina;
  • Pesar ingredientes;
  • Demonstrar responsabilidade;
  • Adicionar açúcar e água;
  • Preencher relatório de produção;
  • Cortar massas;
  • Arrumar massa em fôrmas;
  • Preencher relatório de devolução;
  • Dominar técnicas de congelamento e resfriamento de alimentos;
  • Mandar para estufa;
  • Manter-se atualizado;
  • Preencher registro de saída de material;
  • Pesar massa;
  • Higienizar maquinários, equipamentos e instrumentos;
  • Executar tarefas simultâneas;
  • Organizar local de trabalho;
  • Modelar a massa;
  • Assar biscoitos;
  • Preparar coberturas;
  • Definir tipos de biscoitos e bolachas;
  • Respeitar as regras de higiene e limpeza;
  • Levar massas para o cilindro;
  • Verificar planejamento da produção;
  • Desenformar para embalagem;
  • Transportar massas para mesa de corte;
  • Dar o ponto na massa, com farinha, até a homogeneização;
  • Dar o ponto em massas;
  • Manifestar criatividade e agilidade;
  • Modelar o biscoito seco;
  • Evidenciar pontualidade;
  • Controlar a validade de ingredientes;
  • Discriminar sabores em degustação;
  • Embalar produtos;
  • Preencher requisição de material;
  • Programar máquina para bater, cilindrar e fornear;
  • Cortar a massa do macarrão;
  • Fornear a massa;
  • Dividir a massa;
  • Diferenciar odores;
  • Separar matéria-prima;
  • Vestir uniforme da empresa;
  • Rechear salgados;
  • Usar equipamentos de proteção individual (epi);
  • Bater massas;
  • Testar novas receitas;

Onde o Panificador pode trabalhar

Padeiros, confeiteiros atuam na fabricação de produtos alimentares com empregados com carteira assinada. Podem, também, exercer suas funções como autônomos. Nas fábricas, organizam-se segundo o sistema de trabalho seqüencial, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e em rodízio de turnos (diurno/noturno). Podem trabalhar em posições desconfortáveis durante longos períodos e permanecer expostos a ruído intenso e altas temperaturas.

Como trabalhar de Panificador

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional de duzentas a quatrocentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional.

Quanto ganha um Panificador

O Panificador tem um salário inicial de R$ 1.185,01 podendo chegar a R$ 1.929,21 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.430,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.382,59 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Panificador).

Qual a jornada de trabalho do Panificador

O Panificador trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: