O que faz um Operador Misturador de Fibras

Profissionais exercendo a profissão de Operador Misturador de Fibras operam máquinas e instalações de fiação para produção de algodão penteado destinado às tecelagens conforme normas e procedimentos técnicos, de qualidade, de segurança, meio ambiente e de saúde. Comunicam os eventos operacionais do processo e sua segurança por meio de relatórios escritos e orais.

Algumas das principais funções da profissão

  • Cumprir as normas internas de segurança;
  • Verificar padronização da velocidade e estiragem das máquinas;
  • Produzir com menor índice de desperdício de acordo com as normas operacionais;
  • Retirar amostras solicitadas pelo controle de qualidade;
  • Comunicar mudanças de processo;
  • Conferir dados técnicos de acordo com o produto em processo;
  • Seguir as normas de qualidade;
  • Limpar o local de trabalho;
  • Arriar a máquina;
  • Conferir material de trabalho;
  • Comprometer-se com os objetivos da empresa;
  • Retirar embuchamentos e enrolamentos das máquinas;
  • Interpretar lâmpadas sinalizadoras das máquinas (cores e sinais);
  • Identificar defeitos nos produtos em processos e acabados;
  • Corrigir falhas de operação;
  • Identificar defeitos no funcionamento das máquinas;
  • Preservar área de segurança;
  • Trabalhar em equipe;
  • Verificar estoques de utensílios e embalagens;
  • Demonstrar responsabilidade;
  • Sugerir melhorias de operação das máquinas;
  • Organizar material de trabalho;
  • Participar dos eventos sobre segurança no trabalho;
  • Comunicar defeitos no funcionamento das máquinas;
  • Demonstrar acuidade visual;
  • Utilizar ferramentas manuais;
  • Demonstrar asseio e higiene pessoal;
  • Limpar máquinas;
  • Demonstrar agilidade manual;
  • Registrar períodos (tempo) e motivo de parada das máquinas;
  • Posicionar marcador de produção de acordo com o turno;
  • Demonstrar segurança;
  • Comunicar-se de forma clara e objetiva;
  • Aplicar mistura dinâmica conforme normas e procedimentos do controle de qualidade;
  • Utilizar equipamentos de proteção individual;
  • Retirar resíduos dos porões e caixas filtrantes;
  • Comunicar irregularidades nos dispositivos de segurança dos equipamentos;
  • Alimentar a máquina com fibras têxteis de acordo com a programação;
  • Comunicar condições inseguras de trabalho;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Verificar estoque para alimentação da máquina;
  • Preparar a máquina para arriada;
  • Identificar condições inseguras de trabalho;
  • Adequar-se as mudanças operacionais e administrativas;

Onde o Operador Misturador de Fibras pode trabalhar

Operadores da fiação trabalham na condição de assalariados, com carteira assinada na produção de fios para tecelagem. Operam instalações sob supervisão permanente em trabalho diurno ou noturno. Estão expostos à poeira e sujeitos à inspiração de resíduos de fiação.

Como trabalhar de Operador Misturador de Fibras

O exercício pleno das atividades nessas ocupações requer ensino fundamental completo, qualificação no próprio emprego e um ano de prática.

Quanto ganha um Operador Misturador de Fibras

O Operador Misturador de Fibras tem um salário inicial de R$ 1.163,55 podendo chegar a R$ 1.747,37 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.320,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.289,29 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Operador Misturador de Fibras).

Qual a jornada de trabalho do Operador Misturador de Fibras

O Operador Misturador de Fibras trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: