O que faz um Operador de Secador na Fabricação de Açúcar

Profissionais exercendo a profissão de Operador de Secador na Fabricação de Açúcar operam moendas e tratam o caldo para fabricação do açúcar, utilizando processos de decantação. Concentram o caldo para fabricação do açúcar, cristalizam, centrifugam e preparam o açúcar para embalagem. Tratam o licor do açúcar, medindo a dosagem de produtos químicos, clarificando e filtrando. Mantêm máquinas e equipamentos em funcionamento, identificando falhas, realizando pequenos consertos e auxiliando na manutenção programada. Trabalham em conformidade a normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

Algumas das principais funções da profissão

  • Auxiliar na manutenção programada;
  • Trabalhar em equipe;
  • Registrar as ocorrências;
  • Acompanhar a rotação da moenda;
  • Identificar falhas no funcionamento das máquinas e equipamentos;
  • Demonstrar criatividade;
  • Realizar pequenas lubrificações;
  • Realizar pequenos consertos;
  • Interpretar dados técnicos;
  • Regular a vazão de água de embebição ao bagaço;
  • Consultar informações de controle laboratorial para a operação da moenda;
  • Cumprir e fazer cumprir as normas de segurança;
  • Controlar a velocidade da esteira transportadora com cana-de-açúcar desfibrada;
  • Comunicar-se com facilidade;
  • Conservar máquinas e equipamentos;
  • Acionar a moenda;
  • Solicitar o conserto de máquinas e equipamentos;
  • Monitorar a temperatura dos mancais;
  • Manter-se atualizado tecnicamente;
  • Monitorar a pressão hidráulica;
  • Demonstrar iniciativa para o trabalho;
  • Obedecer normas da empresa;

Onde o Operador de Secador na Fabricação de Açúcar pode trabalhar

Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar atuam na fabricação de produtos alimentícios, de bebidas e de álcool como empregados com carteira assinada. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Como trabalhar de Operador de Secador na Fabricação de Açúcar

Para o exercício dessas ocupações requer-se prática profissional no posto de trabalho. O pleno desempenho das atividades ocorre com a experiência profissional ao longo do tempo, dependendo da ocupação exercida: para o operado de tratamento da calda, até dois anos de atuação na refinação do açúcar para os operadores de equipamentos e de cristalização, entre três e quatro anos de prática na refinação do açúcar para o operador de moenda, entre quatro e cinco anos de experiência na fabricação do açúcar.

Quanto ganha um Operador de Secador na Fabricação de Açúcar

O Operador de Secador na Fabricação de Açúcar tem um salário inicial de R$ 1.177,58 podendo chegar a R$ 2.322,85 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.405,80 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.500,42 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Operador de Secador na Fabricação de Açúcar).

Qual a jornada de trabalho do Operador de Secador na Fabricação de Açúcar

O Operador de Secador na Fabricação de Açúcar trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.