O que faz um Operador de Máquina de Corte (vidros)

Profissionais exercendo a profissão de Operador de Máquina de Corte (vidros) planejam as atividades de corte e acabamento de vidros e cristais analisando informações das áreas de interface, selecionando ferramentas, requisitando matérias primas, preparando máquinas, equipamentos e materiais para movimentação na linha de produção. Controlam os processos de corte e acabamento em vidros e cristais, inspecionando e classificando matérias-primas e produtos, corrigindo anomalias no processo, monitorando cumprimento de metas de produção. Cortam, lapidam, dão polimento e decoram vidros e cristais. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Algumas das principais funções da profissão

  • Requisitar matérias-primas;
  • Interpretar procedimentos de segurança;
  • Informar sobre desempenho de máquinas e equipamentos para o turno posterior;
  • Sequenciar atividades de trabalho;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Demonstrar capacidade de concentração;
  • Monitorar produção para cumprimento de metas;
  • Armazenar produtos acabados e semiacabados;
  • Solucionar problemas;
  • Comunicar sobre condições de riscos;
  • Avaliar condições operacionais de máquinas e equipamentos;
  • Destacar partes excedentes das peças;
  • Cortar peças de vidro e cristal;
  • Monitorar operações de corte em máquinas a cnc;
  • Selecionar ferramentas de corte;
  • Produzir conforme especificações;
  • Demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Demonstrar senso de responsabilidade;
  • Demonstrar agilidade;
  • Avaliar condições de uso dos equipamentos de proteção individual (epi);
  • Demonstrar criatividade;
  • Selecionar ferramentas manuais de trabalho;
  • Utilizar epi;
  • Separar sobras de material para reciclagem;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Emitir relatórios e boletins de produção;
  • Comunicar-se;
  • Realizar manutenção primária em máquinas e equipamentos;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Posicionar peças de vidro na mesa de corte;
  • Traçar cortes;
  • Classificar matérias-primas e produtos de acordo com especificações;
  • Desligar equipamentos em situações de emergência;
  • Estocar matérias-primas em locais apropriados;
  • Analisar informações das áreas de interface;
  • Transferir molde para corte;
  • Inspecionar matérias-primas e produtos;
  • Autodesenvolver-se;
  • Utilizar softwares específicos para corte de vidros e cristais de óptica;
  • Identificar necessidade de manutenção corretiva em máquinas e equipamentos;
  • Transportar matérias-primas e produtos de vidro e cristal de acordo com especificações;
  • Identificar causas de não-conformidades;
  • Sugerir implementações em processos;
  • Corrigir anomalias no processo;
  • Preparar vidros e cristais para movimentação na linha de produção;
  • Demonstrar destreza manual;
  • Operar equipamentos de acordo com as especificações técnicas;
  • Preparar máquinas e equipamentos;

Onde o Operador de Máquina de Corte (vidros) pode trabalhar

Trabalhadores da transformação de vidros planos atuam na fabricação de produtos minerais não-metálicos. São empregados com carteira assinada ou autônomos. Trabalham de forma individual ou em equipe, com supervisão permanente, em ambientes fechados e em rodízio de turnos diurno/noturno. Eventualmente, o aplicador serigráfico em vidros e o gravador de vidro estão expostos a materiais tóxicos.

Como trabalhar de Operador de Máquina de Corte (vidros)

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental excetuando-se o lapidador de vidros e cristais e o cortador de vidros, para os quais exige-se o ensino fundamental incompleto (quarta série, para o primeiro, e entre quarta e sétima séries, para o segundo). Todos devem passar por cursos básicos de qualificação em torno de duzentas horas, exceto o gravador de vidro a esmeril, cujo curso de qualificação gira em torno de quatrocentas horas. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e quatro anos de experiência profissional, conforme a ocupação.

Quanto ganha um Operador de Máquina de Corte (vidros)

O Operador de Máquina de Corte (vidros) tem um salário inicial de R$ 1.262,77 podendo chegar a R$ 2.081,67 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.500,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.469,60 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Operador de Máquina de Corte (vidros)).

Qual a jornada de trabalho do Operador de Máquina de Corte (vidros)

O Operador de Máquina de Corte (vidros) trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.