O que faz um Operador de Bomba (refinação de Petróleo)

Profissionais exercendo a profissão de Operador de Bomba (refinação de Petróleo) operam processos de produção e refino de petróleo e gás e suas interfaces de controle, tais como sistemas digitais de controle distribuído (sdcd), painéis e instrumentos, de acordo com normas de segurança, meio ambiente e de saúde ocupacional. Utilizam ferramentas de qualidade para controlar produtos e efluentes. Preparam equipamentos para serviços de manutenção. Elaboram relatórios de ocorrência e participam de reuniões técnicas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Seguir procedimentos e padrões operacionais;
  • Preencher formulários para recebimento de equipamentos da manutenção.;
  • Manter o fluxo de processo de produção e refino de petróleo e gás;
  • Condicionar equipamentos para manutenção;
  • Compor e/ou dosar misturas de produtos;
  • Verificar as recomendações de segurança de acordo com as condições de trabalho;
  • Interpretar tendências de variáveis (pressão, vazão e temperatura).;
  • Trabalhar em equipe;
  • Realizar manobras operacionais;
  • Controlar os processos de estocagem e movimentação de produtos;
  • Prestar primeiros socorros;
  • Identificar situações de risco;
  • Participar de reuniões emitindo opiniões sobre os temas abordados;
  • Propor alternativas para elaboração de procedimentos operacionais;
  • Acionar mecanismo para energizar equipamentos;
  • Demonstrar prudência;
  • Realizar manobras para liberação de equipamentos;
  • Buscar o autodesenvolvimento;
  • Controlar emoções em situações de risco e anormalidades;
  • Verificar as condições operacionais dos equipamentos;
  • Cooperar na análise de riscos;
  • Identificar instrumentos e equipamentos críticos do processo de produção e refino;
  • Processar tratamento de água para fins potáveis, industriais e geração de vapor;
  • Redirecionar produtos não-conformes;
  • Identificar equipamentos para reparos;
  • Passar e receber por escrito e oralmente informações de turno.;
  • Ajustar os equipamentos conforme os limites operacionais;
  • Identificar condições para prevenção de emanações para o meio ambiente;
  • Ajustar variáveis de processo (vazão, pressão...);
  • Registrar situações de risco identificadas;
  • Manter princípios éticos;
  • Analisar a dinâmica do processo de produção e refino;
  • Monitorar os processos químicos de conversão da indústria de produção e refino;
  • Demonstrar comprometimento com resultados;
  • Demonstrar capacidade de organização e planejamento;
  • Reprocessar produtos não-conformes (retornando ao início do processo de operação contínua);
  • Realizar operações unitárias;
  • Transmitir informações com clareza;
  • Demonstrar raciocínio lógico;
  • Otimizar as variáveis do processo (vazão, pressão, temperatura, nível).;
  • Combater princípios de incêndio;
  • Utilizar recursos de informática para acompanhamento e controle do processo;
  • Monitorar equipamentos;
  • Emitir relatórios de ocorrências operacionais;
  • Auxiliar na revisão de procedimentos operacionais;
  • Implementar melhorias dos procedimentos operacionais;
  • Identificar não conformidades (falhas) de acordo com os padrões pré-estabelecidos;
  • Realizar análises de campo de acordo com a rotina operacional;
  • Acionar mecanismos para desenergização equipamentos;
  • Comparar resultados com padrões técnicos;
  • Obedecer as normas e procedimentos de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente;
  • Controlar estoques de produtos e insumos;
  • Identificar os epis de cada atividade;
  • Propor ações corretivas e preventivas;
  • Emitir permissão para o trabalho (formulário padrão).;
  • Utilizar linguagem inerente a função;
  • Interpretar resultados de análises químicas, físicas e biológicas;
  • Manipular produtos químicos e petrolíferos para dosagem e preparo de soluções;
  • Testar equipamentos após manutenção;
  • Tomar decisões;
  • Propor discussões sobre segurança, meio ambiente e saúde ocupacional;
  • Participar de simulados de emergência;
  • Monitorar indicadores de produção;
  • Demonstrar atenção auditiva (saber ouvir);
  • Tratar despejos industriais (físico, químico, e biológico).;
  • Reutilizar águas residuais industriais;
  • Demonstrar comportamento proativo;
  • Atualizar-se profissionalmente;
  • Demonstrar capacidade de comunicação oral e escrita;
  • Utilizar epis (equipamentos de proteção individual);
  • Armazenar produtos;
  • Demonstrar capacidade de percepção de anomalias no processo;
  • Trocar experiências com outros profissionais;
  • Solicitar serviços de manutenção;
  • Consultar informações técnicas e gerenciais;
  • Demonstrar senso de responsabilidade;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Demonstrar criatividade;
  • Corrigir desvios do processo de produção e refino;
  • Identificar produtos não-conformes;
  • Utilizar recursos de informática e meios de comunicação;
  • Preencher cadastros e planilhas;
  • Inspecionar as malhas de controle do processo;
  • Acompanhar a retirada de equipamentos para manutenção;
  • Aplicar procedimentos em emergências operacionais;
  • Monitorar instrumentos de controle;
  • Interpretar normas e procedimentos técnicos;
  • Coletar amostras de produtos;

Onde o Operador de Bomba (refinação de Petróleo) pode trabalhar

Operadores de equipamentos de produção e refino de petróleo e gás o trabalho é exercido em indústrias de extração, produção e refino de petróleo e gás. O trabalhador é assalariado com carteira assinada, atuando em equipe, em horário variável rodízio de turno, sob supervisão permanente de supervisores de primeira linha, técnicos e engenheiros. A execução de algumas atividades ocorre em ambientes de risco, com exposição a materiais tóxicos, altas temperaturas e vibrações.

Como trabalhar de Operador de Bomba (refinação de Petróleo)

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com formação de ensino médio, com qualificação profissional em operação de produção e refino de petróleo, obtida em centros de treinamentos da própria empresa ou em convênio com instituições de formação profissional. O exercício pleno da atividade se dá após três ou quatro anos de experiência profissional, auxiliando um profissional titular. O desempenho das funções requer qualificação contínua, durante toda a vida profissional, dada as mudanças que ocorrem nos processos de produção, nos sistemas de controle e na organização do trabalho.

Quanto ganha um Operador de Bomba (refinação de Petróleo)

O Operador de Bomba (refinação de Petróleo) tem um salário inicial de R$ 1.396,17 podendo chegar a R$ 2.747,03 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.707,67 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.790,91 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Operador de Bomba (refinação de Petróleo)).

Qual a jornada de trabalho do Operador de Bomba (refinação de Petróleo)

O Operador de Bomba (refinação de Petróleo) trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.