O que faz um Médico Veterinário de Saúde Pública

Profissionais exercendo a profissão de Médico Veterinário de Saúde Pública praticam clínica médica veterinária em todas as suas especialidades, contribuem para o bem-estar animal, podem promover saúde pública e defesa do consumidor, exercem defesa sanitária animal, desenvolvem atividades de pesquisa e extensão, atuam nas produções industrial e tecnológica e no controle de qualidade de produtos. Fomentam produção animal, atuam nas áreas comercial agropecuária, de biotecnologia e de preservação ambiental, elaboram laudos, pareceres e atestados, assessoram a elaboração de legislação pertinente.

Algumas das principais funções da profissão

  • Interpretar resultados de exames auxiliares de diagnóstico;
  • Executar programas de controle de qualidade de alimentos;
  • Implantar programas de controle de qualidade;
  • Difundir tecnologia;
  • Responsabilizar-se por estabelecimentos comerciais de produtos de uso veterinário;
  • Elaborar laudo técnico para auxiliar em questões judiciais;
  • Elaborar parecer técnico sobre condições de reprodução do animal;
  • Prestar assistência técnica;
  • Elaborar laudo genealógico;
  • Desenvolver programas de melhoramento genético;
  • Planejar programas de sobrevivência de espécies;
  • Elaborar laudo de execução e acompanhamento de quarentena;
  • Emitir parecer técnico sobre projetos de construção e reforma de estabelecimentos;
  • Elaborar programas de nutrição animal;
  • Adaptar tecnologia de informática à produção animal;
  • Elaborar projetos técnicos para fins de crédito rural;
  • Realizar intervenções de odontologia veterinária;
  • Avaliar fornecedores;
  • Projetar instalações para animais;
  • Executar programas de controle e erradicação de zoonoses;
  • Avaliar animais para fins comerciais e de seguro;
  • Utilizar técnicas de criopreservação de material biológico;
  • Solicitar exames auxiliares de diagnóstico;
  • Aplicar penalidades;
  • Elaborar projetos de licenciamento ambiental;
  • Demonstrar versatilidade;
  • Manipular genes e embriões de animais;
  • Avaliar características reprodutivas de animais;
  • Controlar trânsito de animais, eventos agropecuários e propriedades;
  • Vistoriar laboratórios para fins de credenciamento, para análise de caráter oficial;
  • Emitir laudo técnico de qualidade de sêmen;
  • Instruir processos administrativos;
  • Realizar eutanásia;
  • Executar programas de desenvolvimento comunitário;
  • Realizar exames auxiliares de diagnóstico;
  • Avaliar programas de controle e erradicação de doenças;
  • Prestar serviço de assistência técnica ao consumidor;
  • Participar de análise de risco de contaminação ambiental;
  • Orientar acondicionamento e destino de lixo causadores de danos à saúde pública;
  • Prescrever tratamento;
  • Analisar aspectos técnicos;
  • Agir em público, com desembaraço ;
  • Supervisionar implantação e funcionamento dos sistemas de produção;
  • Emitir atestado de saúde animal;
  • Expressar-se por meio de linguagem escrita;
  • Identificar demanda de novos produtos;
  • Analisar produtos;
  • Otimizar fluxo de produção;
  • Supervisionar atividades licenciadas;
  • Consultar legislação e normas internacionais;
  • Realizar diagnóstico de eficiência produtiva;
  • Prestar orientação higiênico-sanitária nos estabelecimentos;
  • Realizar atividades de peritagem em demandas judiciais;
  • Julgar animais em exposição;
  • Monitorar padrões de qualidade de matérias-primas e produtos;
  • Assessorar na elaboração de projetos de construção e reforma de estabelecimentos;
  • Identificar temas relevantes para normatização e regulamentação;
  • Fazer levantamento epidemiológico de zoonoses;
  • Orientar na adequação do processo de produção dos fornecedores;
  • Fiscalizar distribuição e transporte de produtos;
  • Supervisionar qualidade dos ingredientes utilizados na alimentação animal;
  • Supervisionar testes de controle de qualidade;
  • Emitir parecer técnico sobre processo de fabricação e rotulagem de produtos;
  • Desenvolver técnicas para bem-estar animal;
  • Executar programas de controle de pragas e vetores;
  • Elaborar programas de controle de qualidade de alimentos;
  • Monitorar qualidade de efluentes e solos;
  • Desenvolver produtos e insumos mitigadores de impacto ambiental;
  • Desenvolver produtos com técnica de biologia molecular;
  • Executar atividades de educação sanitária;
  • Fiscalizar estabelecimentos;
  • Monitorar execução de projetos de licenciamento ambiental;
  • Manipular microrganismos e subunidades, para utilização em processos biotecnológicos;
  • Auditorar funcionamento de estabelecimentos;
  • Demonstrar habilidade manual;
  • Treinar pessoal;
  • Agir com coragem;
  • Executar programas de controle e erradicação de doenças;
  • Notificar doenças de interesse à saúde animal;
  • Desenvolver novos produtos;
  • Monitorar programas de controle de qualidade;
  • Recomendar produtos e insumos mitigadores de impacto ambiental;
  • Argumentar de forma persuasiva;
  • Submeter minuta à apreciação pública e jurídica;
  • Integrar grupos de discussão sobre proteção animal;
  • Organizar campanhas de vendas;
  • Examinar animal para programas de introdução, reintrodução, translocação e transferência;
  • Disponibilizar resultados da pesquisa;
  • Divulgar produtos;
  • Orientar produção e comercialização, segundo tendências de mercado;
  • Adotar medidas de biossegurança;
  • Analisar material para diagnóstico de doenças;
  • Organizar formação de grupos de atividades afins;
  • Executar atividades de vigilância epidemiológica;
  • Supervisionar processos de produção;
  • Supervisionar equipes de produção;
  • Executar análises laboratoriais de controle de qualidade;
  • Selecionar vendedores;
  • Elaborar programas de desenvolvimento comunitário;
  • Instaurar processos administrativos em estabelecimentos infratores;
  • Indicar medidas de proteção e prevenção;
  • Organizar eventos técnicos e sociais;
  • Avaliar variabilidade genética de populações (viabilidade);
  • Controlar serviços de inseminação artificial;
  • Elaborar programas de controle de pragas e vetores;
  • Participar em comissões de biossegurança;
  • Desenvolver programas de sobrevivência de espécies, a longo prazo;
  • Emitir laudos de tipificação de carcaças;
  • Estabelecer interface entre informática e produção animal;
  • Orientar acondicionamento e destino de resíduos causadores de danos ambientais;
  • Aprimorar projetos de instalações e equipamentos zootécnicos;
  • Fiscalizar entrada e saída de produtos de origem animal em portos, aeroportos e postos de fronteira;
  • Elaborar propostas para discussão;
  • Diagnosticar patologias;
  • Avaliar sistema de controle de qualidade de alimentos de outros países;
  • Treinar equipe de vendas;
  • Elaborar minuta do texto legal;
  • Responder tecnicamente por serviços, produtos e processos relacionados à produção e saúde animal;
  • Realizar análise zootécnica;
  • Analisar processamento, fabricação e rotulagem de produtos;
  • Advertir sobre maus tratos a animais;
  • Vender animais, produtos veterinários, equipamentos e insumos;
  • Aprovar projetos de construção e reforma de estabelecimentos;
  • Agir com iniciativa;
  • Expressar-se oralmente e por escrito;
  • Elaborar projetos de instalações e equipamentos zootécnicos;
  • Desenvolver programas de controle sanitário de plantéis;
  • Supervisionar sistema de criação em zoológicos e criadouros;
  • Autorizar funcionamento de estabelecimentos;
  • Aprimorar produtos;
  • Avaliar riscos do uso de insumos;
  • Elaborar programas de controle e erradicação de doenças;
  • Realizar necropsias;
  • Testar produtos, equipamentos e processos;
  • Dimensionar plantel;
  • Elaborar diagnóstico situacional para elaboração de programas;
  • Exercer liderança;
  • Emitir parecer técnico de aptidão para crédito rural;
  • Desenvolver pesquisas de interesse da medicina veterinária e zootecnia;
  • Investigar surto de doença transmitida por alimentos;
  • Projetar instalações com vistas ao bem-estar animal;
  • Supervisionar estocagem e exposição de produtos;
  • Demonstrar resistência física;
  • Realizar sacrifício de animais;
  • Trabalhar em equipe;
  • Elaborar programas de controle e erradicação de zoonoses;
  • Integrar equipes que utilizam animais em experimentos e treinamentos;
  • Denunciar sobre maus tratos a animais;
  • Orientar criação de animais silvestres em cativeiro;
  • Supervisionar equipe de vendas;
  • Realizar sedação, anestesia e tranquilização de animais;
  • Notificar irregularidades aos órgãos competentes;
  • Participar de avaliação de áreas sujeitas à impacto ambiental;
  • Emitir atestado de vacinação;
  • Realizar exame clínico de animais;
  • Coletar material para exames laboratoriais;
  • Coletar material para diagnóstico de doenças;
  • Vistoriar estabelecimentos estrangeiros para fins de credenciamento para comercialização de produtos;
  • Coletar produtos para análise laboratorial;
  • Realizar cirurgias;
  • Orientar sobre uso e conservação de produtos;
  • Emitir certificado de trânsito de animais, produtos e subprodutos de origem animal;
  • Inspecionar produtos de origem animal;
  • Estudar viabilidade econômica da atividade;
  • Identificar situações de maus tratos a animais;
  • Analisar relatório técnico de produtos de uso veterinário;
  • Elaborar programas de controle de qualidade;
  • Notificar ocorrências de zoonoses às autoridades competentes;
  • Realizar fertilização in vitro;
  • Emitir laudo de necropsia;

Onde o Médico Veterinário de Saúde Pública pode trabalhar

Veterinários e zootecnistas os cargos dessa família CBO podem exercer suas funções nos setores cujas atividades referem-se a pecuária e serviços relacionados. De modo geral, atuam na condição de trabalhadores contratados, com carteira assinada, trabalham de forma individual e com supervisão ocasional. Desenvolvem as atividades em ambientes fechados e a céu aberto, em períodos diurnos, porém, com irregularidades de horários. Podem trabalhar em posições desconfortáveis durante longos períodos e, ainda, o trabalho pode ocorrer em situação de pressão provocando estresse constante. Algumas vezes, podem estar sujeitos a ação de materiais tóxicos, radiação, ruído intenso, riscos biológicos e baixas temperaturas.

Como trabalhar de Médico Veterinário de Saúde Pública

Essas ocupações são exercidas por profissionais com escolaridade de ensino superior completo ou com formação em cursos superiores de tecnologia (tecnólogos). O exercício pleno das funções ocorre após o período de um ano de experiência profissional.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Médico Veterinário de Saúde Pública é a formação em Medicina Veterinária para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Médico Veterinário de Saúde Pública

O Médico Veterinário de Saúde Pública tem um salário inicial de R$ 1.754,64 podendo chegar a R$ 6.718,42 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 3.135,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 3.554,13 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Médico Veterinário de Saúde Pública).

Qual a jornada de trabalho do Médico Veterinário de Saúde Pública

O Médico Veterinário de Saúde Pública trabalha em média 39 horas por semana (195 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: