O que faz um Mecânico de Equipamento Pesado

Profissionais exercendo a profissão de Mecânico de Equipamento Pesado realizam manutenção em máquinas pesadas e implementos agrícolas. Preparam peças para montagem de equipamento, realizam manutenções, inspecionam e testam o funcionamento de máquinas e equipamentos. Planejam as atividades de manutenção e registram informações técnicas. As atividades são desenvolvidas em conformidade com normas e procedimentos técnicos, de segurança, qualidade e de preservação do meio ambiente.

Algumas das principais funções da profissão

  • Conferir regulagem de motores;
  • Acondicionar resíduos para descarte;
  • Emitir ordens de serviços;
  • Medir malha de telas;
  • Testar capacidade de produção de equipamentos;
  • Testar sistemas vibratórios de máquinas;
  • Especificar mão-de-obra de acordo com atividades;
  • Cortar peças;
  • Testar tensionamento de correias;
  • Registrar resultados de testes;
  • Coletar amostras para análise laboratorial;
  • Analisar informações do operador;
  • Analisar tipos de contaminação de fluidos;
  • Vistoriar transportadores;
  • Selecionar ferramental;
  • Reparar motores;
  • Selecionar materiais para reciclagem;
  • Analisar estrutura de equipamentos;
  • Usinar peças;
  • Demonstrar capacidade de determinação;
  • Registrar horas trabalhadas de peças sobressalentes;
  • Exercer liderança;
  • Orientar operadores quanto ao funcionamento de máquinas e equipamentos;
  • Conferir sistema de lubrificação de máquinas e equipamentos;
  • Analisar índices de contaminação de fluidos;
  • Acondicionar peças e ferramentas;
  • Desligar equipamentos para manutenção;
  • Trabalhar em equipe;
  • Alinhar conjuntos de transmissão;
  • Testar cabeçotes de perfuratrizes;
  • Modificar parâmetros de desempenho de equipamentos;
  • Interpretar desenhos, projetos e catálogos;
  • Selecionar equipamentos auxiliares;
  • Trocar correias;
  • Utilizar equipamentos de proteção individual;
  • Montar rolamentos;
  • Testar unidades compressoras;
  • Monitorar condições de funcionamento de equipamentos;
  • Recuperar redutores;
  • Definir peças para reposição;
  • Elaborar orçamentos;
  • Consultar manuais técnicos;
  • Analisar qualidade de peças;
  • Vistoriar sistema de arrefecimento;
  • Conferir engrenamento de sistemas de transmissão;
  • Montar equipamentos;
  • Demonstrar capacidade de iniciativa;
  • Inspecionar capacidade de carga de equipamentos auxiliares;
  • Conferir pressão de sistemas hidráulicos e pneumáticos;
  • Trocar revestimentos de máquinas e equipamentos;
  • Verificar desgaste de peças de sistemas rodantes;
  • Regular conjuntos de peças;
  • Substituir fluidos;
  • Identificar falhas e defeitos em equipamentos;
  • Verificar restrição de sistemas de ar;
  • Bloquear chaves de partida de equipamentos;
  • Conferir folgas de eixos e mancais;
  • Limpar peças;
  • Testar eletroímãs;
  • Regular sistema de freios;
  • Sanar vazamentos hidráulicos e pneumáticos;
  • Trocar embuchamento;
  • Preencher requisições de insumos;
  • Analisar características de chapas de desgastes;
  • Testar sistemas eletrônicos;
  • Adaptar peças e conjuntos;
  • Substituir conectores eletrônicos;
  • Trocar cabos de aço e roldanas;
  • Regular motores;
  • Isolar área de trabalho;
  • Elaborar relatórios;
  • Tomar decisões;
  • Desmontar equipamentos;
  • Identificar áreas de risco;
  • Atualizar históricos de máquinas;
  • Analisar desgaste de correias e correntes;
  • Testar capacidade de içamento de cargas;
  • Calibrar balanças;
  • Lubrificar equipamentos;
  • Analisar conservação de cabos de aço;
  • Despressurizar sistemas hidráulicos e pneumáticos;
  • Conferir medidas de peças;
  • Reparar cilindros hidráulicos;
  • Propor melhorias em equipamentos;
  • Soldar peças;
  • Medir a rotação de motores;
  • Testar sistemas de embreagens;
  • Comunicar-se;
  • Autodesenvolver-se;
  • Medir emissão de poluentes;
  • Testar rendimento de potência de motores;
  • Substituir filtros;
  • Estimar tempo de realização de manutenção;
  • Limpar local de trabalho;
  • Vistoriar sistemas hidráulico, pneumático, elétrico e eletrônico dos equipamentos;
  • Ajustar peças;
  • Demonstrar adaptabilidade a diferentes situações;

Onde o Mecânico de Equipamento Pesado pode trabalhar

Mecânicos de manutenção de máquinas pesadas e equipamentos agrícolas trabalham em empresas de transporte terrestre, construção, fabricação de máquinas e equipamentos, fabricação e montagem de máquinas agrícolas e de construção. Trabalham em locais abertos, fechados ou em veículos, em geral, no período diurno. São empregados assalariados, com carteira assinada, que se organizam em equipe de trabalho, sob supervisão. Podem trabalhar em grandes alturas, muitas vezes em posições desconfortáveis e sob pressão. Ocasionalmente são expostos a materiais tóxicos, ruídos, radiação, altas temperaturas e intempéries.

Como trabalhar de Mecânico de Equipamento Pesado

O exercício profissional requer formação do ensino fundamental completo, acrescido de curso de qualificação de duzentas a quatrocentas horas-aula, ministrado por instituições de ensino profissionalizante. O desempenho pleno das atividades ocorre após três ou quatro anos de experiência.

Quanto ganha um Mecânico de Equipamento Pesado

O Mecânico de Equipamento Pesado tem um salário inicial de R$ 1.626,17 podendo chegar a R$ 3.336,83 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.421,77 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.240,11 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Mecânico de Equipamento Pesado).

Qual a jornada de trabalho do Mecânico de Equipamento Pesado

O Mecânico de Equipamento Pesado trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.