O que faz um Maquinista de Fundição (centrífuga)

Profissionais exercendo a profissão de Maquinista de Fundição (centrífuga) preparam panela de vazamento de metal líquido, fundem metais, produzem lingotes de metal, efetuam o vazamento do metal líquido das panelas para os moldes. Produzem peças por processo de centrifugação ou sob pressão e dão acabamento em peças fundidas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Operar equipamento de corte de canais e rebarbas das peças no processo sob pressão;
  • Retirar impurezas do metal líquido;
  • Obedecer princípios de qualidade total;
  • Colocar metal líquido no reservatório do cilindro de injeção no processo sob pressão;
  • Substituir o molde metálico no equipamento conforme programação de produção;
  • Trabalhar em equipe;
  • Utilizar corretamente equipamento de proteção individual;
  • Preparar o molde metálico para o recebimento de metal líquido;
  • Retirar a peça de dentro do molde metálico;
  • Comunicar-se através de comunicação escrita, oral e gestual;
  • Obedecer princípios de gestão ambiental;
  • Demonstrar atenção visual;
  • Injetar metal líquido no molde metálico, através de pistão hidráulico no funcionamento do processos;
  • Buscar aprimoramento profissional;
  • Trabalhar com atenção concentrada;
  • Inspecionar visualmente a qualidade das peças prontas;
  • Reconhecer situações de risco, alertando a equipe;
  • Respeitar os procedimentos operacionais;
  • Fixar o molde metálico no equipamento de centrifugação ou sob pressão;
  • Operar o equipamento para processo de centrifugação ou processo sob pressão;

Onde o Maquinista de Fundição (centrífuga) pode trabalhar

Trabalhadores de fundição de metais puros e de ligas metálicas atuam como trabalhadores assalariados, nas áreas de metalurgia básica, de fabricação de produtos de metal, de reciclagem de metais, de fabricação e montagem de veículos automotores e de fabricação de máquinas e equipamentos. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente. Em algumas das atividades podem trabalhar em posições desconfortáveis durante longos períodos e sujeitos a pressão de tempo para atingir metas de produção. Ainda podem estar expostos a materiais tóxicos, ruído intenso, poeira (alumínio, ferro, areia e outros) e irradiação de luz do metal líquido.

Como trabalhar de Maquinista de Fundição (centrífuga)

O exercício dessas ocupações requer, no mínimo, escolaridade da sétima série do ensino fundamental. O pleno exercício dessas atividades requer de um a dois anos de experiência.

Quanto ganha um Maquinista de Fundição (centrífuga)

O Maquinista de Fundição (centrífuga) tem um salário inicial de R$ 1.318,46 podendo chegar a R$ 2.194,00 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.612,60 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.554,71 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Maquinista de Fundição (centrífuga)).

Qual a jornada de trabalho do Maquinista de Fundição (centrífuga)

O Maquinista de Fundição (centrífuga) trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.