O que faz um Instrutor de Pilotagem de Aviões

Profissionais exercendo a profissão de Instrutor de Pilotagem de Aviões pilotam aviões ou helicópteros de grande porte para transporte de passageiros ou cargas em vôos nacionais ou internacionais, conduzem a navegação operando os sistemas da aeronave, seguindo plano de vôo pré-estabelecido e aplicando regras de tráfego aéreo e procedimentos de segurança, ministram instruções de vôo teóricas e práticas em aeroclubes ou em empresas aéreas, realizam ensaios de vôos em protótipos com a finalidade de aprovar novos modelos e tipos de aeronaves, executam vôos especiais em aeronaves recém saídas das linhas de produção ou das oficinas de manutenção.

Algumas das principais funções da profissão

  • Otimizar plano de voo (rota, altitude, velocidade);
  • Taxiar aeronave;
  • Demonstrar coordenação motora;
  • Informar posições;
  • Adequar programa de instrução ao aluno;
  • Demonstrar auto- confiança;
  • Tomar decisões;
  • Demonstrar orientação espacial;
  • Verificar funcionalidade dos sistemas;
  • Demonstrar manobras;
  • Preencher plano de voo;
  • Conduzir voo de cruzeiro (navegação);
  • Demonstrar humildade;
  • Demonstrar persistência;
  • Estabelecer comunicação com órgãos de tráfego aéreo;
  • Realizar inspeção externa da aeronave;
  • Conferir desempenho da aeronave;
  • Representar o operador da aeronave;
  • Demonstrar instrumentos e suas finalidades;
  • Estabelecer comunicação com outras aeronaves;
  • Sincronizar atividades com a tripulação;
  • Prestar informações aos passageiros;
  • Explicar manobras;
  • Calcular peso e balanceamento da aeronave;
  • Posicionar aluno na cabine;
  • Registrar desempenho do aluno;
  • Supervisionar aluno na execução de manobras;
  • Agir em situações de emergência;
  • Liberar aluno para voo solo;
  • Dominar idioma inglês;
  • Orientar aluno sobre cada fase do voo (taxiamento, decolagem, subida, descida, aterrissagem);
  • Preparar sistemas da aeronave;
  • Programar instrução do aluno;
  • Atuar conforme regulamentação pertinente;
  • Conferir qualidade de voo;
  • Trabalhar em equipe;
  • Calcular quantidade de combustível;
  • Informar-se sobre condições meteorológicas da rota e do destino;
  • Demonstrar raciocínio rápido;
  • Coordenar atividades da tripulação;
  • Demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Pilotar aeronave dentro dos limites operacionais;
  • Administrar conflitos;
  • Instruir aluno no planejamento e gerenciamento de voo;
  • Arremeter aeronave;
  • Manusear controles da aeronave;
  • Conferir documentação da aeronave;
  • Proceder descida da aeronave;
  • Monitorar sistemas da aeronave;
  • Acompanhar abastecimento da aeronave;
  • Avaliar aluno;
  • Definir leiaute de cabine;
  • Consultar publicações e informações aeronáuticas;
  • Demonstrar capacidade física e psicológica;
  • Estabelecer contato com a empresa;
  • Demonstrar autocontrole;
  • Demonstrar disciplina;
  • Auxiliar aluno na execução de manobras;
  • Produzir informações aeronáuticas;
  • Preparar aeronave para pernoite;
  • Decolar aeronave;
  • Conferir ações e procedimentos de cada etapa do voo através da lista de verificação;
  • Informar situações de emergência;
  • Interpretar informações meteorológicas;
  • Demonstrar adaptabilidade ao meio;
  • Cumprir orientações de tráfego aéreo;
  • Ministrar cursos teóricos;
  • Voar em formação;
  • Demonstrar expressão oral e escrita;
  • Confeccionar relatórios;
  • Lançar ocorrências no livro de bordo;
  • Realizar subida até o nível de cruzeiro;
  • Verificar conformidade com projeto aprovado;
  • Pousar aeronave;
  • Encaminhar aluno para exame de proficiência;
  • Utilizar fraseologia padrão;
  • Solicitar autorização de tráfego aéreo;
  • Consultar manuais operacionais da aeronave;

Onde o Instrutor de Pilotagem de Aviões pode trabalhar

Profissionais da pilotagem aeronáutica esses trabalhadores atuam em áreas ligadas ao transporte aéreo, pesquisa e desenvolvimento, administração pública, defesa e seguridade social, atividades recreativas, culturais e desportivas. São empregados com carteira. Trabalham com supervisão ocasional, de forma individual e em equipe, em veículos e em horários irregulares. Eventualmente, trabalham sob pressão, levando à situação de estresse, passam longos períodos em posições desconfortáveis, em grandes alturas, confinados e expostos a materiais tóxicos, altas temperaturas, ruído intenso e raios solares.

Como trabalhar de Instrutor de Pilotagem de Aviões

Para ingressar nessas ocupações é necessário, no mínimo, o ensino médio completo, de três a quatro anos de experiência profissional e curso básico de qualificação de até duzentas horas-aula para o Instrutor de vôo e mais de quatrocentas horas-aula para os demais. Esta família é composta por profissionais que atingem níveis de experiência e competência técnica exigidos pelo DAC - Departamento de Aviação Civil para serem habilitados como PLA - Pilotos de Linha Aérea (avião) ou PLAH - (helicóptero). Com o incremento da indústria de aviação brasileira, foi criado no CTA, o curso de piloto de provas, que é habilitado pelo DAC.

Quanto ganha um Instrutor de Pilotagem de Aviões

O Instrutor de Pilotagem de Aviões tem um salário inicial de R$ 1.100,91 podendo chegar a R$ 6.516,51 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.200,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.675,44 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Instrutor de Pilotagem de Aviões).

Qual a jornada de trabalho do Instrutor de Pilotagem de Aviões

O Instrutor de Pilotagem de Aviões trabalha em média 40 horas por semana (200 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: