O que faz um Historiador

Profissionais exercendo a profissão de Historiador formulam objeto de estudo e pesquisa sobre relações humanas e sociais nas áreas das ciências sociais e humanas. Realizam procedimentos para coleta, tratamento, análise de dados e informações e disseminam resultados de pesquisa. Planejam e coordenam atividades de pesquisa. Podem dar aulas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Coletar dados e informações de fontes primárias;
  • Captar recursos financeiros;
  • Formatar projeto de pesquisa;
  • Definir cronograma físico e financeiro;
  • Analisar impactos da pesquisa para sociedade;
  • Desenvolver métodos e procedimentos de pesquisa;
  • Desenvolver expressão escrita;
  • Avaliar andamento de pesquisas;
  • Treinar equipe de trabalho;
  • Coletar informações de fontes secundárias;
  • Revisar bibliografia;
  • Determinar procedimentos para obtenção de dados primários;
  • Restituir resultados aos sujeitos pesquisados;
  • Selecionar dados e informações;
  • Elaborar questionários e roteiros;
  • Trabalhar em equipe;
  • Justificar relevância da pesquisa;
  • Desenvolver expressão oral;
  • Especificar resultados esperados de pesquisa;
  • Supervisionar trabalho de campo;
  • Formular problemática de pesquisa;
  • Elaborar relatórios de pesquisa;
  • Analisar dados e informações de fontes primárias e secundárias;
  • Definir amostra;
  • Elaborar instrumento de acesso a acervo;
  • Orçar custos de pesquisa;
  • Supervisionar cumprimento de atividades de pesquisa;
  • Emitir parecer sobre trabalhos científicos;
  • Formular hipóteses;
  • Especificar metodologia de pesquisa;
  • Classificar dados e informações;
  • Identificar fontes de financiamento de pesquisa;
  • Coletar depoimentos;
  • Demonstrar alteridade;
  • Organizar dados e informações;
  • Elaborar trabalhos científicos;
  • Planejar avaliação de andamento da pesquisa;
  • Realizar observação participante;
  • Apresentar resultados de pesquisa em meios de comunicação;
  • Especificar objetivos de pesquisa;
  • Especificar referencial teórico;
  • Fornecer subsídios para formulação de políticas públicas;
  • Compatibilizar necessidades materiais aos recursos financeiros;
  • Definir metas de pesquisa;
  • Apresentar resultados de pesquisa em encontros e seminários;
  • Pré-testar instrumentos e procedimentos para obtenção de dados primários;
  • Desenvolver capacidade de análise crítica;
  • Elaborar instrumentos para obtenção de dados primários;
  • Selecionar equipe de trabalho;
  • Definir forma de divulgação de resultado de pesquisa;
  • Sistematizar dados e informações;
  • Organizar acervos;
  • Promover interdisciplinaridade;
  • Definir recursos humanos e materiais;
  • Elaborar boletim informativo;
  • Participar de grupos de estudos e discussão;
  • Formular teorias;
  • Demonstrar capacidade de reflexão;
  • Definir atividades de trabalho;
  • Dirigir dinâmicas de grupo;
  • Demonstrar criatividade;
  • Cotejar hipóteses e resultados de pesquisa;
  • Evidenciar sensibilidade social;
  • Realizar procedimentos de crítica e validação de dados coletados;
  • Identificar aspectos éticos e legais para viabilização da pesquisa;
  • Realizar entrevistas;
  • Solicitar compra de materiais, contratação de pessoal e de serviços;

Onde o Historiador pode trabalhar

Pesquisadores das ciências sociais e humanas atuam em uma grande gama de atividades econômicas, dentre as quais os serviços sociais e de saúde, a administração pública, as atividades recreativas, esportivas e culturais, a pesquisa e desenvolvimento, o ensino. Costumam trabalhar em fundações, instituições de pesquisa, universidades e organizações não- governamentais (ONGs), empresas ou instituições federais, estaduais e municipais de planejamento e estatística, como assalariados registrados, estatutários e também como autônomos, prestando serviços. Desenvolvem suas atividades individualmente e em equipes compostas por profissionais com formação em diversas áreas do conhecimento.

Como trabalhar de Historiador

As ocupações requerem, para o seu exercício, no mínimo o curso universitário completo e mestrado ou cursos de especialização nas áreas de conhecimento abrangidas nesta família, quais sejam: Filosofia, História, Psicologia, Teologia, Sociologia, Antropologia, Arqueologia, Ciências políticas, Educação, Economia, Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências da informação, Comunicação, Demografia, Direito, Museologia, Planejamento urbano e regional, Serviço social e turismo. É comum o ingresso e a progressão na carreira por intermédio de concursos, no caso de pesquisadores vinculados à área pública. De uma forma geral, considera-se que os titulares das ocupações devam ter desenvolvido suas atividades durante, pelo menos, três a quatro anos, sob supervisão de outros pesquisadores.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Historiador é a formação em História para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Historiador

O Historiador tem um salário inicial de R$ 1.429,55 podendo chegar a R$ 4.047,70 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.500,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.166,33 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Historiador).

Qual a jornada de trabalho do Historiador

O Historiador trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.