O que faz um Gerente de Finanças

Profissionais exercendo a profissão de Gerente de Finanças exercem a gerência dos serviços administrativos, das operações financeiras e dos riscos em empresas industriais, comerciais, agrícolas, públicas, de educação e de serviços, incluindo-se as do setor bancário. Gerenciam recursos humanos, administram recursos materiais e serviços terceirizados de sua área de competência. Planejam, dirigem e controlam os recursos e as atividades de uma organização, com o objetivo de minimizar o impacto financeiro da materialização dos riscos.

Algumas das principais funções da profissão

  • Monitorar o cumprimento de exigências contratuais;
  • Atender auditoria interna e externa;
  • Conduzir reuniões e apresentações;
  • Verificar regularidade fiscal de fornecedores;
  • Demonstrar proatividade;
  • Gerenciar assiduidade e pontualidade;
  • Assegurar cumprimentos de normas internas e externas;
  • Demonstrar capacidade de decisão;
  • Planejar implantação de normas de qualidade;
  • Elaborar relatórios gerenciais;
  • Demonstrar fluência verbal e escrita;
  • Negociar parcelamento de débitos;
  • Determinar perfil de funcionários da área;
  • Delegar competências por níveis de responsabilidade;
  • Liberar verba para despesas de pequeno vulto;
  • Divulgar código de ética da empresa;
  • Monitorar carteira de títulos em cobrança;
  • Efetuar pagamentos e repasses para terceiros;
  • Estabelecer diretrizes administrativas;
  • Definir processos operacionais;
  • Arquivar documentos confidenciais;
  • Identificar riscos;
  • Demonstrar capacidade de trabalhar em equipe;
  • Negociar garantias;
  • Controlar contas a pagar;
  • Demonstrar persuasão;
  • Decidir sobre desligamento de funcionários;
  • Controlar contratos de fornecedores;
  • Demonstrar empatia;
  • Analisar relatórios gerenciais;
  • Realocar funcionários;
  • Orientar cliente e/ou cooperado;
  • Contratar serviços terceirizados;
  • Identificar necessidades do cliente e/ou cooperado;
  • Monitorar operações de crédito;
  • Avaliar prestadores de serviços e fornecedores;
  • Promover treinamento e reciclagem de funcionários;
  • Controlar custos;
  • Selecionar parceiros e fornecedores;
  • Controlar receitas;
  • Estabelecer indicadores de desempenho;
  • Criar condições materiais e humanas para o exercício do trabalho;
  • Participar de reuniões;
  • Avaliar desempenho de funcionários;
  • Participar do processo de contratação de funcionários;
  • Estabelecer critérios de seleção de parceiros;
  • Interagir com demais áreas da empresa;
  • Verificar idoneidade de clientes, fornecedores e cooperados;
  • Participar da elaboração de normas, diretrizes e procedimentos;
  • Cadastrar fornecedores;
  • Participar da definição de políticas da empresa;
  • Analisar contexto conjuntural;
  • Requisitar instalação de equipamentos;
  • Divulgar metas e objetivos para funcionários;
  • Sugerir promoção de funcionários;
  • Avaliar potencial de riscos;
  • Escalar férias, compensação, folgas e horas extras;
  • Participar de projetos específicos;
  • Estabelecer diretrizes financeiras;
  • Liberar crédito;
  • Acompanhar a solução de não-conformidades apontadas pela auditoria;
  • Participar da elaboração de contratos;
  • Receber reclamações de cliente e/ou cooperado;
  • Cooperar na definição de leiaute;
  • Criar canais de comunicação entre chefia e funcionários;
  • Demonstrar capacidade de antever cenários;
  • Demonstrar capacidade de avaliação;
  • Requisitar manutenção de instalações e equipamentos;
  • Organizar processo de cobrança judicial;
  • Inventariar imobilizados;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Validar processos de operações bancárias;
  • Demonstrar comprometimento;
  • Definir metas do setor;
  • Aperfeiçoar fluxo de trabalho;
  • Demonstrar versatilidade;
  • Acompanhar indicadores de desempenho;
  • Demonstrar capacidade de motivar funcionários;
  • Autorizar a compra de materiais e serviços;
  • Demonstrar liderança;
  • Atestar recebimento de materiais e serviços;
  • Controlar conciliação de pagamentos e depósitos bancários;
  • Solucionar problemas de cliente e/ou cooperado;
  • Emitir instruções de serviço;
  • Distribuir tarefas;
  • Demonstrar capacidade de gerenciar conflitos;
  • Conduzir processo de implantação de normas de qualidade;
  • Fiscalizar o uso ilegal de software;
  • Validar documentos;
  • Demonstrar capacidade de questionamento;
  • Acompanhar execução orçamentária;
  • Demonstrar visão organizacional global;
  • Controlar inadimplência;
  • Divulgar resultados da equipe;
  • Estabelecer plano de contingência;
  • Contratar seguros;
  • Identificar necessidade de novas funções;
  • Analisar contexto organizacional;
  • Interagir com empresas e instituições;
  • Traçar plano orçamentário;
  • Aprovar requisição de materiais e serviços;
  • Estabelecer estratégias;
  • Elaborar estudos de viabilidade financeira;
  • Controlar contas contábeis;

Onde o Gerente de Finanças pode trabalhar

Gerentes administrativos, financeiros, de riscos atuam em empresas industriais, comerciais, agrícolas, públicas, de educação e de serviços, incluindo-se as de intermediação financeira, em atividades gerenciais de apoio à atividade-fim, predominantemente como assalariados, com carteira assinada. Trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, atuando em ambientes fechados e em horário diurno.

Como trabalhar de Gerente de Finanças

Para o exercício das ocupações de gerentes administrativos e financeiros, a escolaridade varia em função do porte da instituição empregadora: curso superior incompleto e cursos profissionalizantes de até quatrocentas horas ou graduação tecnológica, bacharelado e de pós-graduação. Os requisitos para os gerentes de riscos são mais elevados - curso superior mais pós-graduação na área e conhecimento do negócio em que atua. Neste caso, o pleno desempenho das atividades ocorre em torno de cinco anos gerenciando riscos em uma área específica.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Gerente de Finanças é a formação em Administração para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Gerente de Finanças

O Gerente de Finanças tem um salário inicial de R$ 1.669,67 podendo chegar a R$ 12.955,86 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 3.034,03 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 5.448,76 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Gerente de Finanças).

Qual a jornada de trabalho do Gerente de Finanças

O Gerente de Finanças trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.