O que faz um Gerente de Cambio e Comercio Exterior

Profissionais exercendo a profissão de Gerente de Cambio e Comercio Exterior comercializam produtos e serviços financeiros, implementam processos operacionais, planejam processos de operações bancárias, coordenam o desenvolvimento e a implantação de produtos, serviços e processos, gerenciam pessoas, traçam plano diretor para áreas de crédito, produtos e comercialização, administram recursos materiais, financeiros e serviços de terceiros, comunicam-se, oralmente e por escrito, divulgando e consolidando informações, normas e procedimentos, campanhas de vendas, interagindo com pessoas e conduzindo reuniões.

Algumas das principais funções da profissão

  • Detectar riscos inerentes ao processo operacional;
  • Validar contratos de produtos com compliance;
  • Avaliar potencial de pessoal da equipe;
  • Estudar sugestões de clientes;
  • Otimizar fluxo de trabalho;
  • Revisar plano diretor;
  • Classificar clientes (rating e score);
  • Consolidar informações gerenciais;
  • Prever impactos de normas internas e externas;
  • Estabelecer objetivos e metas;
  • Elaborar orçamento da área;
  • Programar desenvolvimento de equipes;
  • Demonstrar pensamento estruturado;
  • Demonstrar raciocínio analítico;
  • Realizar avaliação cruzada de desempenho;
  • Analisar evolução de inadimplência das carteiras;
  • Estipular políticas por produto;
  • Ajustar parâmetros operacionais;
  • Definir estrutura organizacional da área;
  • Analisar mercado e concorrência;
  • Demonstrar visão gerencial;
  • Delegar atribuições;
  • Negociar taxas, prazos, formas de pagamento, tarifas e valores;
  • Atender auditoria interna e externa;
  • Selecionar pessoas;
  • Submeter contratos de produtos à validação do jurídico;
  • Remanejar pessoal;
  • Demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Repassar informações ao bacen (banco central) e demais órgãos públicos;
  • Autorizar manutenção de sistemas informatizados;
  • Examinar operações gerenciais;
  • Adaptar produtos, serviços e processos às mudanças de legislação e normas;
  • Subsidiar desenvolvimento de produtos e serviços;
  • Homologar piloto de produtos, serviços e processos;
  • Solicitar compra de equipamentos;
  • Reconhecer nichos de mercado;
  • Incrementar resultados;
  • Definir canais de distribuição (agências, internet, terminais eletrônicos);
  • Contratar serviços terceirizados;
  • Coordenar equipes;
  • Dispensar pessoas;
  • Participar de projetos da instituição;
  • Controlar execução de serviços de terceiros;
  • Respeitar valores da instituição;
  • Especificar condições e fluxos operacionais;
  • Liberar pagamentos em moeda estrangeira e nacional;
  • Demonstrar segurança;
  • Implementar políticas internas e externas;
  • Sugerir promoção de pessoal;
  • Fomentar prospecção de clientes;
  • Executar consultas de crédito;
  • Administrar conflitos;
  • Controlar custos;
  • Demonstrar liderança;
  • Divulgar normas e procedimentos;
  • Obter conformidade legal de produtos e serviços;
  • Identificar necessidade de melhoria em produtos e serviços;
  • Conduzir reuniões com equipe;
  • Adequar perfil ocupacional à função;
  • Recomendar ações de marketing e vendas;
  • Demonstrar capacidade de negociação;
  • Executar políticas de manutenção de clientes;
  • Reciclar-se profissionalmente;
  • Promover treinamento e desenvolvimento de equipes;
  • Visitar clientes;
  • Participar de comitê de crédito;
  • Solucionar reclamações de clientes;
  • Garantir o cumprimento de políticas legais, administrativas e financeiras;
  • Divulgar objetivos e metas da área;
  • Analisar dossiê de operações de câmbio;
  • Interagir com demais áreas do banco;
  • Demonstrar poder de decisão;
  • Submeter plano diretor à aprovação superior;
  • Acompanhar formalização de operações;
  • Propor alteração de rating ou score para clientes;
  • Controlar orçamento da área;
  • Conferir autenticidade de informações;
  • Propor remuneração de pessoal;
  • Promover interação da equipe;
  • Programar férias da equipe;
  • Demonstrar percepção (feeling);
  • Determinar perfil de ocupações;
  • Demonstrar persuasão;
  • Identificar necessidade de cliente;
  • Solicitar manutenção de sistemas informatizados;
  • Atribuir perfil de acesso aos sistemas;
  • Estabelecer prioridades;
  • Estabelecer indicadores de resultados;
  • Conferir documentação, na negociação de cartas de crédito;
  • Motivar equipes;
  • Autorizar pagamento de serviços terceirizados;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Avaliar riscos inerentes ao produto;
  • Analisar desempenho econômico-financeiro de clientes (pf e pj);
  • Demonstrar capacidade de conviver com situações adversas;
  • Assegurar padrões de atendimento;
  • Definir atribuições para cada cargo;

Onde o Gerente de Cambio e Comercio Exterior pode trabalhar

Gerentes de operações de serviços em instituição de intermediação financeira os cargos dessa família CBO desenvolvem suas atividades em empresas de intermediações financeiras e são contratados na condição de trabalhadores assalariados, com carteira assinada. Atuam como gestores de equipes de trabalho e, geralmente, trabalham no período diurno. Desenvolvem suas atividades em ambientes fechados, sob supervisão ocasional. Pela própria característica da função, podem atuar sob pressão, levando-os à situação de estresse.

Como trabalhar de Gerente de Cambio e Comercio Exterior

Essas ocupações são exercidas por profissionais com nível superior, acrescida de cursos básicos de qualificação, com mais de quatrocentas horas. O tempo de experiência profissional requerido para o exercício pleno da função é de um a dois anos para gerente de agência e mais de cinco anos para as demais ocupações.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Gerente de Cambio e Comercio Exterior é a formação em Administração e/ou Comércio Exterior para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Gerente de Cambio e Comercio Exterior

O Gerente de Cambio e Comercio Exterior tem um salário inicial de R$ 3.246,23 podendo chegar a R$ 15.986,82 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 7.048,39 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 8.056,80 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Gerente de Cambio e Comercio Exterior).

Qual a jornada de trabalho do Gerente de Cambio e Comercio Exterior

O Gerente de Cambio e Comercio Exterior trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.