O que faz um Ferramenteiro de Injeção Termoplástico

Profissionais exercendo a profissão de Ferramenteiro de Injeção Termoplástico constróem e desenvolvem ferramentas e dispositivos de usinagem, estampos de corte, dobra, repuxo e corte fino, moldes de sopro, de injeção e eletroerosão, modelos de moldes metálicos para fundição, fazem controle dimensional de produtos e peças usinadas e planejam o processo de construção de produtos ou protótipos.

Algumas das principais funções da profissão

  • Dar acabamento na superfície de machos e matrizes;
  • Definir sequência de montagem e de construção;
  • Controlar as peças usinadas;
  • Projetar caixa de machos, coquilhas e modelos;
  • Trefilar matrizes (vazar);
  • Seguir cronograma do processo de construção;
  • Demonstrar senso visual e tátil;
  • Identificar incorreções ou modificações no projeto;
  • Conformar à quente modelos e moldes;
  • Tomar decisões;
  • Limar punções e matriz;
  • Ajustar gavetas;
  • Elaborar croqui de peças;
  • Ajustar câmara à quente;
  • Analisar desenho de projeto;
  • Obedecer ás normas internas de segurança e da iso 14000;
  • Tratar materiais termicamente;
  • Construir ferramentas de corte;
  • Organizar a distribuição do material;
  • Montar estampos, moldes e dispositivos;
  • Fazer ajustes dimensionais;
  • Ajustar núcleos rotativos;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Construir dispositivos de controle do produto;
  • Prestar primeiros socorros;
  • Perfilar punções;
  • Prever situações de risco;
  • Utilizar normas técnicas;
  • Consultar catálogos técnicos;
  • Confeccionar guias;
  • Desmontar estampos, moldes e dispositivos;
  • Soldar peças e conjuntos;
  • Participar de atividades de prevenção de acidentes;
  • Determinar folga entre punção e matriz;
  • Definir sequência de operação;
  • Afiar ferramentas de corte;
  • Instalar circuitos hidráulicos e pneumáticos;
  • Modificar projetos;
  • Demonstrar autocontrole;
  • Erodir à fio e por penetração;
  • Controlar dimensões do produto;
  • Corrigir falhas de projeto;
  • Copiar modelos, utilizando máquinas especiais;
  • Confeccionar eletrodos para eletroerosão;
  • Administrar tempo de execução da manutenção;
  • Limpar moldes, estampos e dispositivos, antes da desmontagem;
  • Recuperar peças;
  • Trabalhar em equipe;
  • Agir com criatividade;
  • Manter o local de trabalho limpo e organizado;
  • Estimar o tempo de construção;
  • Fazer ajuste final (try-out);
  • Utilizar equipamentos de medição;
  • Usinar circuito de refrigeração;
  • Desenvolver protótipo;
  • Desenvolver ferramentas especiais ou manuais;
  • Ajustar peças por rasqueteamento;
  • Avaliar desgastes de moldes, estampos e dispositivos;
  • Demonstrar visão espacial;
  • Seguir desenho de produto ou protótipo;
  • Utilizar parâmetros de corte;
  • Medir dureza de componentes submetidos a tratamento térmico;
  • Utilizar equipamentos de proteção individual;
  • Demonstrar destreza e precisão;
  • Construir dispositivos para usinagem;
  • Buscar autodesenvolvimento;
  • Demonstrar capacidade de enfrentar situações de emergência;
  • Ajustar postiços;
  • Usinar canais de injeção;
  • Identificar falhas no ferramental;
  • Usinar canais de alimentação e respiro;
  • Fazer ajuste de fechamento do molde;
  • Identificar material a ser utilizado;
  • Utilizar ferramentas manuais;
  • Estabelecer máquinas e ferramentas;
  • Furar o conjunto extrator;
  • Ajustar fechamento de coquilhas;
  • Usinar em coordenadas;
  • Operar máquinas convencionais e especiais;
  • Utilizar o plano de produção para modificar ferramentas;
  • Conformar à quente utilizando equipamento oxiacetilênico;
  • Traçar material a ser usinado;
  • Checar itens padronizados para a construção;

Onde o Ferramenteiro de Injeção Termoplástico pode trabalhar

Ferramenteiros trabalham empregados com carteira assinada na metalmecânica, em minerais não-metálicos, borracha e plástico, é também comum o trabalho em equipe, com supervisão ocasional, desenvolvido em ambientes fechados e em turnos diurnos. Podem trabalhar em posições desconfortáveis por longos períodos e estar expostos a ruídos intensos.

Como trabalhar de Ferramenteiro de Injeção Termoplástico

O exercício das ocupações requer ensino médio e cursos de qualificação profissional, seguido de especialização em ferramentaria, com duração de mais de quatrocentas horas-aula. O exercício pleno das atividades demanda experiência de três a quatro anos.

Quanto ganha um Ferramenteiro de Injeção Termoplástico

O Ferramenteiro de Injeção Termoplástico tem um salário inicial de R$ 1.539,93 podendo chegar a R$ 4.874,37 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.626,25 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.759,98 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Ferramenteiro de Injeção Termoplástico).

Qual a jornada de trabalho do Ferramenteiro de Injeção Termoplástico

O Ferramenteiro de Injeção Termoplástico trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: