O que faz um Especialista em Sistema Elétrico de Aviões

Profissionais exercendo a profissão de Especialista em Sistema Elétrico de Aviões planejam serviços de instalação e manutenção eletroeletrônicos em veículos, estabelecendo cronogramas e estimando prazos. Instalam sistemas e componentes eletroeletrônicos em aeronaves, embarcações e veículos, elaborando leiautes e esquemas, interpretando e corrigindo esquemas, conectando cabos aos equipamentos e acessórios e testando o funcionamento de máquinas, equipamentos e sistemas para operação. Realizam manutenções preventiva, preditiva e corretiva, inspecionando visualmente máquinas e equipamentos, diagnosticando defeitos eletroeletrônicos, desmontando, reparando, lubrificando, substituindo e montando componentes, ajustando componentes e peças e simulando o funcionamento de componentes e equipamentos. Elaboram documentação técnica, cumprem normas de segurança, meio ambiente e saúde e realizam com qualidade as instalações eletroeletrônicas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Ajustar peças e componentes eletroeletrônicos;
  • Especificar materiais e componentes eletroeletrônicos;
  • Simular funcionamento dos componentes e equipamentos;
  • Sinalizar equipamentos ou locais de trabalho para isolamento;
  • Estabelecer cronograma de serviços;
  • Listar máquinas e equipamentos;
  • Concentrar-se;
  • Preencher ordens de serviços;
  • Interpretar esquemas eletroeletrônicos;
  • Buscar acuidade visual;
  • Conectar cabos aos equipamentos e acessórios;
  • Orçar serviços;
  • Depositar resíduos em locais próprios;
  • Selecionar ferramentas, equipamentos e materiais;
  • Liberar máquinas, equipamentos e sistemas para teste de funcionamento;
  • Registrar ocorrências de anomalias;
  • Solicitar inspeções dos locais de trabalho;
  • Utilizar equipamentos de segurança individual e coletivo;
  • Autocontrolar-se;
  • Desmontar componentes eletroeletrônicos;
  • Elaborar comunicações de indisponibilidade do equipamento;
  • Demonstrar resistência física;
  • Emitir laudos técnicos;
  • Confeccionar chicotes e cablagens elétricos;
  • Instalar calhas, suportes, eletrodutos e conduítes;
  • Inspecionar visualmente máquinas e equipamentos;
  • Elaborar relatórios de serviços;
  • Preencher requisição de materiais;
  • Disciplinar-se;
  • Corrigir esquemas eletroeletrônicos;
  • Testar funcionamento de máquinas, equipamentos e sistemas para operação;
  • Diagnosticar defeitos eletroeletrônicos;
  • Verificar resistências dos componentes eletroeletrônicos;
  • Listar itens de verificação dos sistemas eletroeletrônicos;
  • Estimar prazos e necessidades de mão-de-obra para realização dos serviços;
  • Interpretar ordens de serviços;
  • Raciocinar rapidamente;
  • Verificar tensões dos sistemas;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Auto organizar-se;
  • Medir correntes dos circuitos;
  • Responsabilizar-se;
  • Limpar máquinas, equipamentos e o local de trabalho;
  • Interpretar laudos de segurança, meio ambiente e saúde;
  • Tornar-se sociável;
  • Atualizar-se permanentemente;
  • Elaborar cronograma de manutenção preventiva;
  • Verificar operacionalmente (ruídos, vibrações, vazamentos, fulgas, etc.) instalações;
  • Realizar acabamento das instalações eletroeletrônicas;
  • Fixar manualmente chicotes, cablagens, condutores, equipamentos e acessórios;
  • Elaborar leiaute das instalações;
  • Agir com prudência;
  • Liderar;
  • Elaborar esquemas eletroeletrônicos;
  • Reparar componentes eletroeletrônicos;
  • Lubrificar componentes eletroeletrônicos;
  • Substituir componentes eletroeletrônicos;
  • Montar componentes eletroeletrônicos;

Onde o Especialista em Sistema Elétrico de Aviões pode trabalhar

Eletricistas eletrônicos de manutenção veicular (aérea, terrestre e naval) atuam na fabricação e montagem de veículos automotores, no comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, no comércio a varejo de combustíveis e nas empresas dos transportes aéreos, terrestres e ferroviários. Trabalham de forma individual, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados, a céu aberto ou em veículos, por rodízio de turnos. Trabalham em grandes alturas ou confinados e estão sujeitos a pressões e posições desconfortáveis durante longos períodos. Freqüentemente permanecem expostos a ruídos, material tóxico, radiação, alta tensão e altas temperaturas.

Como trabalhar de Especialista em Sistema Elétrico de Aviões

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional de duzentas a quatrocentas horas-aula, preferencialmente nas áreas de eletricidade e eletrônica. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional.

Quanto ganha um Especialista em Sistema Elétrico de Aviões

O Especialista em Sistema Elétrico de Aviões tem um salário inicial de R$ 2.007,44 podendo chegar a R$ 6.486,21 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 3.945,14 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 3.841,29 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Especialista em Sistema Elétrico de Aviões).

Qual a jornada de trabalho do Especialista em Sistema Elétrico de Aviões

O Especialista em Sistema Elétrico de Aviões trabalha em média 43 horas por semana (215 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.