O que faz um Entrevistador de Pesquisa em Profundidade

Profissionais exercendo a profissão de Entrevistador de Pesquisa em Profundidade aplicam questionários e roteiros de pesquisa,No caso do entrevistador social são aplicados formulários, efetuam entrevistas de opinião pública, coletam preços de bens e serviços, aplicam instrumentos para pesquisa de mercado, cadastram informantes,preenchem formulários, realizam entrevistas e atividades de campo, verificam a consistência de informações e participam do planejamento de atividades de campo.

Algumas das principais funções da profissão

  • Identificar correspondente na empresa (instituição e domicílio);
  • Demonstrar discernimento;
  • Demonstrar paciência;
  • Demonstrar credibilidade;
  • Cumprir cronograma da pesquisa;
  • Demonstrar capacidade de trabalhar em equipe;
  • Demonstrar noções de microinformática;
  • Efetuar pesquisa de audiência;
  • Agendar entrevistas;
  • Esclarecer objetivo da pesquisa;
  • Demonstrar capacidade de comunicar-se;
  • Aplicar questionário de opinião;
  • Evidenciar cordialidade no trato com as pessoas;
  • Coletar informações socioeconômicas, em empresas, instituições e domicílios;
  • Manter pontualidade;
  • Agir com perseverança;
  • Apresentar legibilidade de grafia;
  • Demonstrar objetividade na coleta de dados;
  • Corrigir informação levantada;
  • Tabular dados de pesquisas específicas;
  • Cadastrar domicílios;
  • Registrar com fidedignidade;
  • Instituir entrevistado sobre autopreenchimento do questionário;
  • Apresentar boa dicção;
  • Procurar entrevistado conforme perfil da pesquisa;
  • Identificar-se junto ao entrevistado/ responsável familiar;
  • Verificar erros de preenchimento em questionários/formulários;
  • Verificar adequação do entrevistado aos objetivos da pesquisa;
  • Efetuar pesquisa e coleta de dados, por telefone;
  • Preencher questionário/ formulário manual e digitalmente;
  • Indicar exclusão e mudanças em cadastros;
  • Organizar roteiro da pesquisa;
  • Aplicar questionário de pesquisa de imagem de produtos e serviços;
  • Receber treinamento para realização da pesquisa;
  • Efetuar entrevista em profundidade;
  • Demonstrar imparcialidade;
  • Recuperar informação não preenchida;
  • Aplicar pré-teste do questionário;
  • Sugerir alterações em questionários;
  • Cadastrar novas empresas e novas construções;
  • Conferir instrumentos de coleta;
  • Evidenciar senso de organização;
  • Verificar coerência da resposta;
  • Substituir domicílios amostrados e informantes;
  • Esclarecer dúvidas referentes à pesquisa;

Onde o Entrevistador de Pesquisa em Profundidade pode trabalhar

Entrevistadores e recenseadores os cargos dessa família CBO podem exercer suas funções em instituições, empresas e organizações de pesquisas amostrais, de opinião, de mercado, de produtos e serviços, de preços, entre outros. Geralmente, atuam na condição de autônomos ou por conta própria. No caso do entrevistador social predomina a posição de empregado com carteira, ou acesso via provimento em concurso público. Trabalham, predominantemente, em equipe, sob supervisão permanente, a céu aberto, em horários irregulares, sob a forma de trabalho presencial. No caso do entrevistador social o trabalho é realizado sob supervisão ocasional, predominantemente em ambiente fechado e em período diurno.

Como trabalhar de Entrevistador de Pesquisa em Profundidade

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com escolaridade de ensino médio concluído, não sendo requeridos cursos de qualificação e tempo de experiência profissional. No caso do entrevistador social, além das especificações listadas acima, é exigido curso básico de até 200 horas.

Quanto ganha um Entrevistador de Pesquisa em Profundidade

O Entrevistador de Pesquisa em Profundidade tem um salário inicial de R$ 1.113,12 podendo chegar a R$ 1.846,40 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.200,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.270,41 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Entrevistador de Pesquisa em Profundidade).

Qual a jornada de trabalho do Entrevistador de Pesquisa em Profundidade

O Entrevistador de Pesquisa em Profundidade trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: