O que faz um Engenheiro de Tratamento de Minério

Profissionais exercendo a profissão de Engenheiro de Tratamento de Minério projetam, planejam, implantam e supervisionam atividades e/ou empreendimentos de prospecção, extração e beneficiamento de minérios, petróleo e gás, tais como perfuração, desmonte, escavação, carregamento, transporte, classificação, lavagem, concentração, secagem e embalagem de embarque. Inspecionam áreas de interesse, avaliando riscos da atividade e gerenciando recursos humanos, financeiros e materiais. Podem prestar consultoria e assistência técnica.

Algumas das principais funções da profissão

  • Verificar execução do plano de produção e embarque;
  • Requerer licença ambiental;
  • Elaborar requerimento de pesquisa;
  • Dimensionar equipamentos e instalações de empreendimento de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Consultar situação legal de área junto a órgãos competentes e superficiários;
  • Descomissionar empreendimentos de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Implementar sistema de ventilação subterrânea;
  • Gerenciar recursos humanos;
  • Acompanhar execução de plano de pesquisa;
  • Implementar sistema de qsms rs: qualidade, saúde, meio ambiente, segurança e responsabilidade social;
  • Definir trabalhos topográficos, geológicos de detalhe e cartográficos;
  • Captar recursos;
  • Definir fluxogramas;
  • Analisar projetos;
  • Fiscalizar áreas de interesse de atividades de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Demonstrar capacidade de síntese;
  • Implementar sistema de drenagem;
  • Gerenciar recursos financeiros;
  • Coordenar treinamento de equipe;
  • Comissionar empreendimentos de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Elaborar plano de aproveitamento econômico;
  • Gerar modelo geoeconômico para extração;
  • Elaborar projeto de descomissionamento e plano de abandono;
  • Elaborar relatórios técnicos;
  • Assumir riscos;
  • Executar lavra experimental;
  • Avaliar riscos operacionais de produção e embarque;
  • Auditorar processos e sistemas de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Estabelecer parâmetros de configuração de empreendimento de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Trabalhar sob pressão;
  • Demonstrar adaptabilidade;
  • Especificar equipamentos e instalações de empreendimento de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Criar itens de controle;
  • Atualizar parâmetros técnicos e econômicos de projeto;
  • Contornar situações adversas;
  • Coordenar implantação de projeto;
  • Implementar edificações e estruturas de apoio;
  • Demonstrar capacidade de negociação;
  • Implementar sistema de ar comprimido e gás;
  • Promover decapeamento de jazida;
  • Acompanhar trâmite do processo junto a órgãos competentes;
  • Demonstrar raciocínio dedutivo;
  • Demonstrar capacidade de resolução de problemas;
  • Controlar logística;
  • Demonstrar capacidade de liderança;
  • Requerer concessão de lavra;
  • Gerar modelos geológicos, hidrogeológicos e geotécnicos;
  • Implementar sistema de estocagem de produtos químicos e paiol de explosivos e acessórios;
  • Implementar sistema de abastecimento de água industrial e potável;
  • Trabalhar em equipe;
  • Providenciar desmatamento da área;
  • Emitir laudos e certificados;
  • Implementar sistema de coleta, tratamento e destinação de efluentes e resíduos sólidos;
  • Coordenar projetos;
  • Inspecionar áreas de interesse de atividades de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Identificar parâmetros técnicos e econômicos;
  • Gerenciar itens de controle;
  • Gerenciar contratos;
  • Elaborar relatório final de pesquisa;
  • Coordenar elaboração de projeto;
  • Demonstrar capacidade de raciocínio analítico;
  • Implementar pilha de estéril;
  • Gerenciar recursos materiais;
  • Efetuar perícias e avaliações;
  • Implementar sistema de distribuição de energia elétrica;
  • Trabalhar com segurança;
  • Implementar barragens de rejeito e contenção;
  • Definir escopo;
  • Emitir estudo de viabilidade econômica;
  • Elaborar leiaute de empreendimento de prospecção, extração e beneficiamento;
  • Demonstrar raciocínio matemático;
  • Definir áreas-alvo;
  • Emitir requerimentos, relatórios e planos;
  • Executar teste em escala piloto;
  • Orçar recursos (humanos, financeiros e materiais);
  • Definir perfil de pessoal;
  • Elaborar projetos e estudos técnicos, econômicos e estratégicos;
  • Implementar sistema viário a céu aberto e subterrâneo;
  • Elaborar planos sequenciais de produção e embarque;
  • Aprovar relatórios técnicos;
  • Elaborar cronograma físico e financeiro;
  • Planejar prospecção e pesquisa;

Onde o Engenheiro de Tratamento de Minério pode trabalhar

Engenheiros de minas os profissionais trabalham, principalmente, na extração de carvão mineral, minerais metálicos e outros minerais, além da cadeia produtiva de petróleo e gás. Predominantemente, são encontrados em grandes empresas mineradoras, como empregados registrados e empresas relacionadas à cadeia de petróleo e gás. Podem também ser encontrados em universidades e institutos de pesquisa públicos ou privados. Nesses casos, são classificados como professores e pesquisadores. Trabalham costumeiramente em equipe multidisciplinar com supervisão ocasional. Em algumas atividades, podem estar sujeitos a condições especiais de trabalho, como exposição a materiais tóxicos, ruído, altas temperaturas, poeira e umidade, bem como ao trabalho subterrâneo, em grandes alturas ou confinados.

Como trabalhar de Engenheiro de Tratamento de Minério

O exercício profissional requer formação superior em Engenharia de Minas, Tecnologia em Rochas Ornamentais ou Tecnologia em Petróleo e Gás e registro no CREA. É cada vez mais crescente, no mercado de trabalho, a presença de profissionais com pós-graduação e cursos de especialização.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Engenheiro de Tratamento de Minério é a formação em Engenharia Civil e/ou Engenharia de Minas para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Engenheiro de Tratamento de Minério

O Engenheiro de Tratamento de Minério tem um salário inicial de R$ 6.834,86 podendo chegar a R$ 14.204,95 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 9.554,41 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 9.364,53 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Engenheiro de Tratamento de Minério).

Qual a jornada de trabalho do Engenheiro de Tratamento de Minério

O Engenheiro de Tratamento de Minério trabalha em média 41 horas por semana (205 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: