O que faz um Decorador de Interiores de Nível Superior

Profissionais exercendo a profissão de Decorador de Interiores de Nível Superior projetam e executam de forma criativa e científica soluções para espaços interiores residenciais, comerciais e institucionais, visando a estética, a eficiência, a segurança, a saúde e o conforto. Pesquisam produtos, materiais e equipamentos para elaboração e execução de projetos de interiores.

Algumas das principais funções da profissão

  • Apresentar estudo preliminar ao cliente;
  • Contribuir para o desenvolvimento de produtos, materiais e equipamentos;
  • Realizar cotação ou concorrência de produtos e serviços;
  • Demonstrar capacidade de técnicas de informática;
  • Avaliar possibilidades e limites técnicos do espaço a ser trabalhado;
  • Realizar entrevistas com o cliente para definir necessidades funcionais e técnicas;
  • Adaptar materiais para criação de ambientes;
  • Representar graficamente o projeto para execução;
  • Orçar projeto;
  • Identificar os procedimentos e atividades a serem executadas;
  • Definir soluções de conforto ambiental;
  • Supervisionar cronograma;
  • Orientar a execução específica de materiais e serviços;
  • Avaliar resultado do projeto junto ao cliente;
  • Demonstrar capacidade de captar os objetivos do cliente;
  • Montar espaços que destaquem o produto;
  • Locar pontos de lógica;
  • Locar pontos de ar condicionado;
  • Estar capacitado para promover bem-estar, saúde e segurança;
  • Pesquisar as necessidades específicas das diferentes áreas do espaço a ser planejado;
  • Ser capaz de atender as necessidades do cliente;
  • Criar ambientes temáticos e estéticos;
  • Sugerir eventuais modificações ao projeto arquitetônico;
  • Supervisionar os processos construtivos;
  • Elaborar organograma;
  • Definir ocupações do espaço;
  • Locar pontos de telefonia;
  • Aplicar conceito ergonômico;
  • Ser capaz de ministrar aulas;
  • Pesquisar o tema e o perfil do usuário;
  • Destacar atrativos sensoriais na distribuição dos objetos para estimular o consumo;
  • Interagir com projetos complementares;
  • Levantar normas e legislação;
  • Avaliar a pós ocupação do espaço;
  • Demonstrar poder de persuasão;
  • Planejar espaços;
  • Selecionar fornecedores;
  • Diagnosticar problemas;
  • Manter-se atualizado à respeito da aplicação de materiais e equipamentos;
  • Criar móveis considerando ergonomia;
  • Projetar a locação de pontos luminotécnicos;
  • Representar graficamente o espaço redimensionado;
  • Definir conceito e partido do projeto;
  • Definir formas, texturas e cores;
  • Participar de exposição e mostras;
  • Fazer ajustes ao projeto quando necessário;
  • Estabelecer interfaces gerenciando projetos complementares;
  • Prestar consultoria na sua área e áreas afins;
  • Apresentar o anteprojeto ao cliente;
  • Coordenar as diferentes equipes de trabalho;
  • Gerenciar obra ou projeto;
  • Estabelecer cláusulas do contrato de trabalho;
  • Estabelecer colaboração com outros profissionais (engenheiros, arquitetos, paisagistas);
  • Realizar entrevistas com cliente para identificar intenções;
  • Proporcionar atrativos sensoriais no ambiente para promover bem-estar;
  • Pesquisar materiais que garantam a preservação ambiental;
  • Divulgar trabalhos na mídia;
  • Ter formação de nível superior;
  • Adequar as alterações do projeto ao espaço;
  • Demonstrar ética profissional;
  • Avaliar limites orçamentários;
  • Criar soluções para portadores de necessidades especiais;
  • Representar espaço criado graficamente;
  • Testar produtos, materiais e equipamentos;
  • Comunicar-se com diferentes públicos;
  • Demonstrar domínio técnico, tecnológico e científico;
  • Pesquisar contexto social e histórico da obra;
  • Definir programas de necessidades;
  • Exercer liderança;
  • Elaborar planilha e especificação de materiais e equipamentos;
  • Elaborar proposta de honorários;
  • Participar de grupos de especialistas para avaliar produtos e materiais;
  • Participar do lançamento de novos produtos;
  • Adaptar projetos às normas da abnt;
  • Especificar os materiais e equipamentos a serem utilizados considerando normas de higiene;
  • Elaborar a solução criativa para o espaço;
  • Definir materiais e equipamentos;
  • Elaborar cronograma físico e financeiro;
  • Pesquisar materiais;
  • Criar peças especiais;
  • Analisar os dados levantados;
  • Elaborar memorial descritivo;
  • Demonstrar capacidade de aplicação de técnicas de representação gráfica;
  • Criar ambiente favorável ao consumo;
  • Elaborar fluxograma;
  • Ser capaz de transmitir informações culturais para o cliente;
  • Contratar serviço de mão-de-obra especializada (pintor, eletricista etc);
  • Ser capaz de realizar pesquisas;
  • Locar pontos elétricos;
  • Criar espaços ou ambientes utilizando novos produtos;
  • Manter-se atualizado com as tendências de mercado;
  • Avaliar prazos;
  • Realizar levantamento e análise do espaço;
  • Elaborar proposta de trabalho;
  • Locar pontos hidráulicos;

Onde o Decorador de Interiores de Nível Superior pode trabalhar

Designer de interiores de nível superior o trabalho é exercido predominantemente por autônimos, em horário variável, de forma individual e em equipe, sem supervisão. O campo de atuação desse profissional tem experimentado grande expansão nos anos recentes. Seus serviços vem sendo demandados na concepção e montagem de ambientes diversificados: residenciais, industriais, comerciais, seviços financeiros, serviços de saúde, serviços de educação, serviços culturais, administração municipais e estaduais, dentre outros.

Como trabalhar de Decorador de Interiores de Nível Superior

Essa ocupação é exercida por profissional de nível superior nas áreas de Arquitetura e Decoração.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Decorador de Interiores de Nível Superior é a formação em Design de Interiores para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Decorador de Interiores de Nível Superior

O Decorador de Interiores de Nível Superior tem um salário inicial de R$ 1.426,96 podendo chegar a R$ 5.475,72 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 2.212,53 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 2.792,92 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Decorador de Interiores de Nível Superior).

Qual a jornada de trabalho do Decorador de Interiores de Nível Superior

O Decorador de Interiores de Nível Superior trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.