O que faz um Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria

Profissionais exercendo a profissão de Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria manejam animais e insetos, tais como abelha, bicho-da-seda, minhoca e animais produtores de veneno, extraem produtos de animais e insetos, providenciam alimentação para animais e insetos, classificam animais, insetos e seus produtos. Controlam pragas e doenças e preparam instalações e materiais de trabalho.

Algumas das principais funções da profissão

  • Dar provas de destreza manual;
  • Aplicar cal nas camas de criação do bicho-da-seda;
  • Adubar amoreiras;
  • Empregar medidas de segurança individual;
  • Capinar plantação de amoreiras;
  • Corrigir solo para cultivo das amoreiras;
  • Amolar instrumentos de trabalho (enxada, foice para cortar amoreira etc.);
  • Plantar amoreiras;
  • Monitorar encasulamento;
  • Reagir frente ao perigo;
  • Conferir maturação do mel, crisálida e húmus;
  • Selecionar utensílios (formão, pinça etc.);
  • Preparar vestimentas de trabalho;
  • Podar amoreiras;
  • Localizar focos de predadores;
  • Controlar umidade de criatório;
  • Desinfetar utensílios e vestimentas de trabalho;
  • Descartar lagartas mortas e não encasuladas;
  • Repor substâncias no pé-de-lúvio;
  • Eliminar predadores e ectoparasitas;
  • Desinfetar bosque e barracão do bicho-da-seda;
  • Lubrificar equipamentos;
  • Separar anafalha;
  • Substituir materiais danificados;
  • Coletar amostra de solo para análise;
  • Controlar ventilação de criatório;
  • Cortar ramas de amoreiras;
  • Classificar casulos segundo qualidade;
  • Acondicionar produtos;
  • Queimar resíduos do ciclo anterior;
  • Arar solo para cultivo das amoreiras;
  • Identificar estágio de desenvolvimento das lagartas;
  • Concentrar-se;
  • Posicionar bosques para encasulamento;
  • Recepcionar animais e insetos úteis;
  • Preparar transporte de ramas de amoreiras;
  • Retirar restos de alimentação;
  • Controlar alimentação de animais e insetos úteis;
  • Distribuir lagartas nas camas de criação;
  • Agir com prudência;
  • Montar bosques;
  • Retirar casulos das cartelas ou bosques de plástico;
  • Identificar doenças;
  • Trabalhar em equipe;
  • Armazenar ramas de amoreiras;
  • Limpar local de instalação da criação;
  • Controlar temperatura de criatório;
  • Medicar animais e insetos úteis;
  • Pelar casulos;
  • Desmontar bosques;
  • Realizar pequenos reparos em instalações e equipamentos;

Onde o Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria pode trabalhar

Trabalhadores na criação de insetos e animais úteis rabalham em associações, cooperativas e propriedades rurais que desenvolvem apicultura, minhocultura, sericultura e criatórios de animais venenosos. São assalariados ou porcenteiros, que trabalham sob supervisão. A maioria dos trabalhadores em serpentário é encontrada em instituições públicas, criadoras de animais, com o objetivo principal de extrair veneno para produção de soros. Podem trabalhar em locais abertos ou fechados, nos horários diurnos e, às vezes, irregulares. Algumas atividades são exercidas em alturas e em posições desconfortáveis, com exposição a material tóxico, fumaça e contato com animais e insetos perigosos.

Como trabalhar de Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria

O exercício profissional requer, no mínimo, quarta série do ensino fundamental e curso profissionalizante de aproximadamente duzentas horas-aula. Os que atuam em parceria geralmente têm escolaridade e qualificação elevada. O pleno desempenho das atividades ocorre após um ou dois anos de experiência.

Quanto ganha um Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria

O Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria tem um salário inicial de R$ 1.195,32 podendo chegar a R$ 1.437,81 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.260,60 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.184,38 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria).

Qual a jornada de trabalho do Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria

O Criador de Bicho-da-seda - Conta Própria trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.