O que faz um Contador de História

Profissionais exercendo a profissão de Contador de História interpretam e representam um personagem, uma situação ou idéia, diante de um público ou diante das câmeras e microfones, a partir de improvisação ou de um suporte de criação ( texto, cenário, tema etc) e com o auxílio de técnicas de expressão gestual e vocal.

Algumas das principais funções da profissão

  • Fazer a maquiagem e caracterização;
  • Desenvolver a sensibilidade;
  • Ensaiar tempo-ritmo;
  • Memorizar textos;
  • Adequar a interpretação ao contexto sociocultural;
  • Improvisar a partir de estímulos;
  • Estabelecer empatia com o personagem;
  • Exercitar observação, percepção, memorização;
  • Analisar textos, scripts, roteiros, temas;
  • Pesquisar obras correlatas (textos, filmes, roteiros, peças teatrais, etc);
  • Participar de processos de criação coletiva;
  • Evidenciar domínio do idioma;
  • Elaborar esteticamente a emoção;
  • Pesquisar elementos que compõem o personagem;
  • Construir personagem;
  • Dimensionar a interpretação de acordo com especificidades de cada veículo;
  • Estabelecer vínculos de reciprocidade com os colegas;
  • Ampliar conhecimentos técnicos e artísticos;
  • Desenvolver talentos;
  • Negociar com a produção;
  • Comunicar-se com o público;
  • Trabalhar em equipe;
  • Dar coerência à ação dramática aos gestos, falas e emoções;
  • Pesquisar circunstâncias dadas no texto, roteiro, argumento;
  • Ensaiar marcações de cena;
  • Ensaiar com luz e som;
  • Dialogar com equipe de criação (figurino, cenário, maquiagem, iluminação, som);
  • Desenvolver autodisciplina no trabalho;
  • Ensaiar com cenografia;
  • Estudar proposições estéticas;
  • Saber interpretar o personagem;
  • Ensaiar interpretação;
  • Discutir personagem com equipe e diretor;
  • Conhecer trabalho da equipe técnica (maquinistas, cenotécnicos, câmeras, assistentes, etc...);
  • Desenvolver estilos diferentes de interpretação;
  • Ensaiar com figurinos, maquiagem e adereços;
  • Treinar expressão corporal e vocal;
  • Dialogar com elenco;
  • Evidenciar consciência ética da função social do ator;
  • Ensaiar números musicais e coreografia;
  • Transmitir ideias e imagens através da palavra e da expressão gestual e vocal;
  • Supervisionar objetos cênicos;
  • Pesquisar contexto histórico da obra;
  • Desenvolver flexibilidade na elaboração de personagens;
  • Demonstrar vocação;
  • Exercitar concentração, imaginação e criatividade;
  • Colaborar com a divulgação do espetáculo;

Onde o Contador de História pode trabalhar

Atores trabalham nos mais variados veículos de comunicação como rádio, TV, cinema, teatro, bem como em estúdios de dublagem, manipulando bonecos etc. Algumas de suas características principais são o trabalho em grupos ou equipes, em horários noturnos e/ou irregulares e a multifuncionalidade, ou seja, a atuação, muitas vezes simultânea, em diversos veículos de comunicação ou aplicando seus conhecimentos de representação em diferentes contextos, por exemplo em eventos, recursos humanos, atividades terapêuticas diversas, atividades recreativas e culturais, ensino, pesquisa. A grande maioria dos profissionais trabalha por como autônomos.

Como trabalhar de Contador de História

Não há exigência de escolaridade determinada para o desempenho da ocupação. Atualmente, seguindo tendência à profissionalização na área das artes, é desejável que a sua formação mínima se dê por meio de cursos profissionalizantes de teatro, com carga horária entre duzentas e quatrocentas horas. É na prática, junto com um grupo com o qual possa trocar experiências, exercitando o trabalho, que o ator completa sua formação.

Quanto ganha um Contador de História

O Contador de História tem um salário inicial de R$ 2.555,73 podendo chegar a R$ 24.602,48 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 4.333,34 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 9.859,60 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Contador de História).

Qual a jornada de trabalho do Contador de História

O Contador de História trabalha em média 36 horas por semana (180 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: