O que faz um Compensador de Banco

Profissionais exercendo a profissão de Compensador de Banco prestam atendimento a usuários de serviços bancários, realizam operações de caixa, fornecem documentos aos clientes e executam atividades de cobrança. Apoiam as atividades da agências e demais setores do banco, administram fluxo de malotes, compensam documentos e controlam documentação de arquivos. Estabelecem comunicação com os clientes, prestando-lhes informações sobre os serviços bancários.

Algumas das principais funções da profissão

  • Verificar número do lacre;
  • Distribuir documentos para áreas específicas;
  • Quantificar serviços de compensação terceirizados;
  • Lacrar malote;
  • Demonstrar raciocínio lógico;
  • Demonstrar versatilidade;
  • Preparar cheques administrativos;
  • Computar lançamentos contábeis;
  • Separar cheques e títulos rejeitados;
  • Endossar cheques;
  • Expedir malotes;
  • Demonstrar senso de organização;
  • Trabalhar em equipe;
  • Providenciar cópia de documentos do cliente;
  • Envelopar documentos;
  • Ordenar documentos;
  • Identificar necessidades do usuário;
  • Demonstrar dinamismo;
  • Transferir débitos e créditos entre bancos e agências;
  • Orientar usuários;
  • Examinar documentos;
  • Averiguar ocorrências em documentos;
  • Ler mural;
  • Conferir relatórios de serviços;
  • Sustar cheques;
  • Encaminhar documentos expurgados para almoxarifado;
  • Atualizar-se profissionalmente;
  • Receber malotes;
  • Imprimir relatórios;
  • Processar documentos;
  • Protocolar recebimento de malotes;
  • Expurgar documentos do arquivo;
  • Ler jornal interno;
  • Encaminhar cheques para câmara de compensação;
  • Evidenciar atenção;
  • Calcular juros, multas, descontos e abatimentos;
  • Atualizar documentos em arquivo;
  • Criar pastas;
  • Consultar documentos microfilmados;
  • Demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Averiguar roteiro e quantidade de malotes recebidos;
  • Trabalhar com ética;
  • Informar saldos para aplicação financeira;
  • Comunicar-se;
  • Demonstrar dedicação;
  • Fornecer cópias de títulos e cheques;
  • Agir com discrição;
  • Classificar documentos;
  • Operar máquina de classificação de cheques;
  • Efetuar fechamento contábil;
  • Acessar sistemas eletrônicos para troca de informações;
  • Registrar cheques inconsistidos e devolvidos;
  • Separar documentos (cheques e títulos);
  • Distinguir conteúdo do malote;

Onde o Compensador de Banco pode trabalhar

Escriturários de serviços bancários trabalham como empregados assalariados, com carteira assinada, em instituições financeiras. Organizam-se em equipe, sob supervisão constante. O trabalho é exercido em ambiente fechado, no período diurno, exceto o compensador de banco que trabalha em horários irregulares. Eventualmente, estão sujeitos a estresse.

Como trabalhar de Compensador de Banco

O exercício dessas ocupações requer, no mínimo, ensino médio completo. Operadores de crédito e cobrança e caixas de banco recebem treinamento de cerca de duzentas horas-aula. Exercem atividades diferenciadas e trabalham em vários setores dos bancos. O pleno desempenho das atividades é atingido após um a dois anos de atuação na área.

Quanto ganha um Compensador de Banco

O Compensador de Banco tem um salário inicial de R$ 1.100,18 podendo chegar a R$ 1.825,49 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.188,65 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.259,23 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Compensador de Banco).

Qual a jornada de trabalho do Compensador de Banco

O Compensador de Banco trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: