O que faz um Classificador de Algodão em Pluma

Profissionais exercendo a profissão de Classificador de Algodão em Pluma classificam fibras têxteis brutas e beneficiadas, preparam amostras de fibras têxteis e analisam resultados de testes laboratoriais de fibras de algodão. Preparam máquinas para lavagem de lã e controlam o processo de lavagem e secagem de lã. Realizam manutenção de rotina em máquinas e equipamentos utilizados no processo de lavagem de lã.

Algumas das principais funções da profissão

  • Interpretar resultados de análises laboratoriais;
  • Registrar dados para identificação de lotes de amostras;
  • Identificar fibras de algodão imaturas;
  • Extrair amostras dos fardos ou molhos;
  • Medir o comprimento das fibras têxteis;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Embalar amostras de fibras têxteis;
  • Embalar lotes de amostras;
  • Remeter amostras de fibras têxteis para classificação;
  • Trabalhar em equipe;
  • Demonstrar senso de disciplina;
  • Qualificar tipos de fibras têxteis por tonalidade;
  • Lacrar embalagem dos lotes de amostras;
  • Demonstrar capacidade de memorização;
  • Comparar dados de análises laboratoriais com os de análises visual e manual;
  • Emitir laudo de análises de classificação;
  • Demonstrar senso de organização;
  • Medir umidade das fibras têxteis;
  • Identificar a presença de capachos nos velos de lã;
  • Especificar amostras com número de fardo e peso bruto;
  • Comunicar-se de forma clara e objetiva;
  • Manter-se atualizado;
  • Avaliar a resistência de fibras têxteis;
  • Demonstrar capacidade de observação de detalhes;
  • Demonstrar poder de concentração;
  • Identificar a presença de fibras estranhas;
  • Identificar a existência de fibras mortas;
  • Trabalhar com segurança;
  • Identificar fibras de lã contaminadas por doenças;
  • Anotar dados dos fardos para especificação das amostras;
  • Interpretar normas técnicas e legislação vigente;
  • Identificar neps nas fibras têxteis;
  • Demonstrar habilidades manuais;
  • Avaliar a quantidade de impurezas em fibras têxteis;
  • Demonstrar agilidade;
  • Conferir padrões de fibras têxteis;
  • Verificar espessura da lã;
  • Comparar resultados de análises com parâmetros de referência;
  • Redigir relatórios de classificação de fibra de algodão;

Onde o Classificador de Algodão em Pluma pode trabalhar

Trabalhadores da classificação de fibras têxteis e lavagem de lã atuam nos segmentos da fabricação de produtos têxteis e e serviços relacionados com essas atividades. São empregados com carteira assinada e trabalham de forma individual ou em equipe, sob supervisão ocasional. Os lavadores de lã trabalham em locais fechados, no período noturno, os classificadores de fibras têxteis, no horário diurno. Estes, normalmente trabalham em pé, oito horas por dia, em posições desconfortáveis. Geralmente ficam expostos a materiais tóxicos, ruídos, umidade, poeira e contaminação existente nas máquinas de lavar lã.

Como trabalhar de Classificador de Algodão em Pluma

O exercício profissional requer ensino médio e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. Para os lavadores de lã exige-se a sétima série do ensino fundamental. O pleno desempenho dessas ocupações ocorre entre um e dois anos de experiência.

Quanto ganha um Classificador de Algodão em Pluma

O Classificador de Algodão em Pluma tem um salário inicial de R$ 1.101,18 podendo chegar a R$ 2.401,23 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.255,84 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.452,62 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Classificador de Algodão em Pluma).

Qual a jornada de trabalho do Classificador de Algodão em Pluma

O Classificador de Algodão em Pluma trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.