O que faz um Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes

Profissionais exercendo a profissão de Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes planejam trabalhos de carpintaria, preparam canteiro de obras e montam fôrmas metálicas. Confeccionam fôrmas de madeira e forro de laje (painéis), constroem andaimes e proteção de madeira e estruturas de madeira para telhado. Escoram lajes de pontes, viadutos e grandes vãos. Montam portas e esquadrias. Finalizam serviços tais como desmonte de andaimes, limpeza e lubrificação de fôrmas metálicas, seleção de materiais reutilizáveis, armazenamento de peças e equipamentos.

Algumas das principais funções da profissão

  • Trabalhar em equipe;
  • Analisar função e altura do andaime;
  • Quantificar materiais previstos;
  • Analisar projeto observando marcações, dimensões e materiais;
  • Montar fôrmas metálicas no local;
  • Armazenar peças e equipamentos em local adequado;
  • Ler e interpretar projetos;
  • Construir proteção provisória de escadas;
  • Fixar pontaletes;
  • Fazer gabarito de fôrmas;
  • Acompanhar concretagem, reparando fôrmas, se necessário;
  • Montar longarinas e barrotes para apoio de forro de laje;
  • Conferir esquadro;
  • Participar de reuniões técnicas;
  • Controlar o estresse;
  • Montar fôrmas com painéis de madeira no local;
  • Confeccionar mão francesa de madeira para travamento;
  • Cortar peças para fôrmas e demais serviços;
  • Construir bandejas salva-vidas;
  • Avaliar custos;
  • Construir ambientes previstos (depósitos, banheiros, almoxarifado, refeitório);
  • Assentar portas e guarnições;
  • Montar escoramentos em grandes alturas;
  • Assentar janelas e guarnições;
  • Bater painéis de fôrma usando pregos (fixar);
  • Emendar escoras;
  • Lubrificar partes internas de fôrmas, com óleo desmoldante, para reutilização;
  • Fixar painéis de laje sobre escoramentos, vigas e pilares;
  • Marcar eixo de prumada;
  • Travar fôrmas utilizando mão francesa metálica regulável;
  • Aceitar responsabilidades;
  • Efetuar limpeza e lubrificação de fôrmas metálicas;
  • Desmontar andaimes;
  • Distribuir painéis de laje sobre escoramento;
  • Tirar nível do terreno para definir gabarito;
  • Distribuir cavaletes para viga conforme projeto;
  • Lubrificar partes internas de fôrmas, com desmoldante de madeira, para reutilização;
  • Separar peças e painéis conforme projeto de montagem de fôrmas;
  • Organizar posto de trabalho;
  • Montar portal;
  • Proteger fosso com assoalho provisório;
  • Fazer contraventamento de escoras;
  • Preparar berço para escoramento sobre escadas cravadas;
  • Confeccionar fôrmas para escadas;
  • Montar escoramento de forro de laje;
  • Selecionar materiais reutilizáveis;
  • Construir andaime fixando com pregos, parafusos e encaixes;
  • Conferir medidas do terreno;
  • Aplicar procedimentos de primeiros socorros;
  • Instalar gabarito de madeira para alocação;
  • Manter-se atualizado dentro da carreira;
  • Seguir normas de segurança;
  • Locar eixos da construção (pilares e parede);
  • Fixar gastalhos no concreto fresco (mosca);
  • Fazer levantamento de material para telhado;
  • Estimar tempo de serviço;
  • Apresentar orçamentos;
  • Remover pregos e sujeiras de fôrmas de madeira;
  • Estabelecer planos de corte de peças de madeira;
  • Colocar apoio e fixadores para fôrmas de camadas superiores;
  • Saber comunicar-se com os outros;
  • Utilizar o tempo de forma eficiente;
  • Conferir prumo e nível (forro, pilar e viga);
  • Analisar trabalho;
  • Escorar paredes de túneis e valas;
  • Estabelecer cronograma;
  • Especificar materiais e equipamentos;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Desformar;
  • Fixar andaime à construção;

Onde o Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes pode trabalhar

Trabalhadores de montagem de estruturas de madeira, metal e compósitos em obras civis atuam na indústria de construção e nas indústrias de fabricação de produtos de madeira, de produtos de metal, de móveis e indústrias diversas e na construção. São assalariados com carteira assinada. O trabalho é presencial, realizado em equipe - terceirizada ou da própria empresa, com supervisão ocasional. Desenvolvem suas atividades em ambientes fechados ou a céu aberto, sempre no período diurno. Podem trabalhar tanto em grandes alturas como em ambientes confinados. Estão sujeitos à exposição de materiais tóxicos e ruído intenso.

Como trabalhar de Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes

Para o exercício dessas ocupações requer-se escolaridade entre quarta e sétima séries do ensino fundamental e curso básico de qualificação profissional, com variação de carga horária: até duzentas horas para os carpinteiros de cenário e de telhados e para o montador de andaimes (edificações) duzentas a quatrocentas horas para o carpinteiro e para os carpinteiros especializados (mineração, de esquadrias, de fôrmas para concreto e de obras civis de arte) mais de quatrocentas horas para o carpinteiro de obras. O exercício pleno das atividades ocorre após um a dois anos de experiência profissional.

Quanto ganha um Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes

O Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes tem um salário inicial de R$ 1.446,72 podendo chegar a R$ 2.078,72 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.749,00 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.601,60 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes).

Qual a jornada de trabalho do Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes

O Carpinteiro de Obras Civis de Arte (pontes trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.