O que faz um Cabeça-de-campo

Profissionais exercendo a profissão de Cabeça-de-campo colhem policulturas, derriçando café, retirando pés de feijão, leguminosas e tuberosas, batendo feixes de cereais e sementes de flores, bem como cortando a cana. Plantam culturas diversas, introduzindo sementes e mudas em solo, forrando e adubando-as com cobertura vegetal. Cuidam de propriedades rurais. Efetuam preparo de mudas e sementes através da construção de viveiros e canteiros, cujas atividades baseiam-se no transplante e enxertia de espécies vegetais. Realizam tratos culturais, além de preparar o solo para plantio.

Algumas das principais funções da profissão

  • Medir espaçamento entre ruas;
  • Cavar solo;
  • Identificar pragas e parasitas em plantações, jardins e viveiros;
  • Bater feijão com cambão;
  • Desbrotar plantações e jardins;
  • Arar solo;
  • Demonstrar sensibilidade com plantas;
  • Demonstrar resistência física;
  • Transportar produtos agrícolas do campo para instalações;
  • Demonstrar habilidade manual;
  • Reparar cercas;
  • Pulverizar plantações e jardins com defensivos agrícolas e adubos foliares;
  • Guardar equipamentos em instalações;
  • Gradear solo;
  • Coletar amostras de solo;
  • Despejar grãos em secador;
  • Construir canteiros de mudas;
  • Efetuar manutenções de primeiro nível em equipamentos;
  • Ralear mudas;
  • Confeccionar cambão;
  • Lavar ferramentas e equipamentos;
  • Construir viveiros;
  • Pesar produtos agrícolas;
  • Sulcar solo;
  • Forrar solo com cobertura vegetal;
  • Adubar covas, plantações e jardins;
  • Queimar canaviais para colheita;
  • Roçar solo com foice;
  • Introduzir mudas em solo;
  • Retirar pés de leguminosas e tuberosas;
  • Articular-se em redes de informações sobre trabalho temporário;
  • Nivelar solo;
  • Dar prova de responsabilidade no cuidado da propriedade rural;
  • Vestir equipamentos de proteção individual (epi);
  • Misturar nutrientes em terra;
  • Derriçar café;
  • Estender pano sob pés de café;
  • Plantar cobertura vegetal;
  • Arruar plantações;
  • Arrancar ervas daninhas e plantas doentes;
  • Formar curvas de nível;
  • Construir canteiros de sementes;
  • Bater feixe de cereais;
  • Encher sacos plásticos com terra e nutrientes;
  • Podar plantações;
  • Cercar espaços de propriedades rurais;
  • Classificar produtos agrícolas;
  • Empilhar cana em campo;
  • Retirar pés de feijão;
  • Transplantar sementes semi-germinadas e mudas para sacos plásticos;
  • Armazenar grãos em instalações;
  • Rastelar plantações;
  • Cortar cereais e cana;
  • Introduzir sementes em solo;
  • Regar plantas;
  • Pintar cercas;
  • Revirar grãos em terreiro;
  • Embalar legumes e tuberosas em caixas;
  • Lavar café;
  • Formar coroas sob pés de plantas;
  • Demonstrar força física;
  • Medir espaçamento entre mudas e sementes de plantas;
  • Capinar plantações, jardins e viveiros;
  • Depositar grãos em balaios, cestos e caixas;
  • Peneirar grãos;
  • Anotar produção;
  • Aplicar calcário em solo;
  • Ensacar grãos;

Onde o Cabeça-de-campo pode trabalhar

Trabalhadores de apoio à agricultura trabalham em atividades da agricultura e da pecuária ou em pequenas chácaras de lazer, no caso do caseiro. Atuam de forma individual e em equipe, sob supervisão, em ambiente a ceu aberto, durante o dia. Permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos. Podem ficar expostos a materiais tóxicos e sujeitos às intempéries das variações climáticas.

Como trabalhar de Cabeça-de-campo

O exercício das ocupações requer ensino funamental (jardineiro e trabalhador na produção de mudas e sementes) e até quarta série do mesmo nível (caseiro e trabalhador volante da agricultura). A qualificação é obtida na prática, exceto o trabalhador na produção de mudas e sementes, que demanda curso básico profissionalizante de até duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre após alguns meses de prática (caseiro e trabalhador volante) e de um a dois anos para os demais.

Quanto ganha um Cabeça-de-campo

O Cabeça-de-campo tem um salário inicial de R$ 1.112,70 podendo chegar a R$ 1.689,22 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.237,15 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.230,18 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Cabeça-de-campo).

Qual a jornada de trabalho do Cabeça-de-campo

O Cabeça-de-campo trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: