O que faz um Auxiliar de Processamento de Fumo

Profissionais exercendo a profissão de Auxiliar de Processamento de Fumo compram fumo, interpretando portaria de classificação, identificando tipos e classes de fumo, verificando impurezas e negociando a qualidade com o produtor. Classificam fumo, estimando qualidade e quantidade da safra, interpretando padrões de classificação, distinguindo tipos e elaborando amostras. Fermentam manocas de fumo, identificando classes, montando e desmontando pilhas, monitorando temperatura de pilhas, acondicionando manocas contentores e transportando-os para o estoque. Preparam o blend, avaliando estoques, identificando, controlando percentuais e programando classes de fumo, preparando amostras de blend e demonstrando-as aos clientes. Processam e monitoram processos de beneficiamento e armazenam fumo. Auxiliam na manutenção e instalação de máquinas e equipamentos para o beneficiamento de fumo. Trabalham seguindo normas de higiene, segurança no trabalho, qualidade e preservação ambiental.

Algumas das principais funções da profissão

  • Auxiliar na manutenção de máquinas e equipamentos;
  • Demonstrar destreza manual;
  • Controlar rastreabilidade das matérias primas;
  • Avaliar estoque de fumo;
  • Participar de treinamentos de segurança no trabalho;
  • Demonstrar acuidade visual;
  • Limpar máquinas, equipamentos e ambientes;
  • Trabalhar em equipe;
  • Demonstrar sensibilidade táctil;
  • Operar sistemas de informática;
  • Acondicionar fumo cru em contentores;
  • Pegar no estoque classes para composição da corrida;
  • Demonstrar proatividade;
  • Acondicionar manocas em contentores;
  • Registrar dados de qualidade do produto;
  • Conferir matéria-prima;
  • Demonstrar iniciativa;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Verificar calibração de balança;
  • Comunicar riscos de acidentes e incidentes no trabalho;
  • Desmontar pilhas de manocas de fumo;
  • Transportar contentores para estoque;
  • Contornar situações adversas;
  • Isolar áreas de risco;
  • Conferir etiquetas dos produtores;
  • Separar refugo de cigarros e carteiras;
  • Usar equipamentos de proteção individual e coletiva (epi e epc);
  • Auxiliar no controle administrativo de pessoal;
  • Demonstrar capacidade de análise;
  • Coletar cigarros e filtros na esteira para amostra;
  • Requisitar peças de reposição para máquinas e equipamentos;
  • Acondicionar fumo processado em pallets;
  • Demonstrar concentração;
  • Acondicionar filtros em reservatórios;
  • Montar pilhas de manocas de fumo;
  • Participar de diálogos prevencionistas sobre segurança no trabalho;
  • Demonstrar versatilidade;
  • Demonstrar apuro olfativo;
  • Demonstrar agilidade decisória;
  • Emitir etiqueta de identificação do fumo processado;
  • Monitorar temperatura das pilhas de manocas de fumo;
  • Abastecer máquinas com máteria-prima;
  • Pesar contentor de fumo;
  • Destalar folhas de fumo (destala manual);
  • Alimentar máquina com fumo;
  • Detectar defeitos de máquinas e equipamentos;
  • Controlar estatísticas de produção de cigarros, filtros e carteiras;

Onde o Auxiliar de Processamento de Fumo pode trabalhar

Cigarreiros e beneficiadores de fumo atuam nas colônias de preparação e tratamento do fumo cru ou nas indústrias de fabricação que debulham, fragmentam e preparam o fumo para fábricas de cigarros e cigarrilhas. São empregados com carteira assinada. Os titulares trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, os auxiliares atuam individualmente sob supervisão permanente. No período de entressafra, podem desenvolver atividades de manutenção de equipamentos.

Como trabalhar de Auxiliar de Processamento de Fumo

Para o exercício da ocupação processador de fumo requer-se ensino médio incompleto e curso básico de qualificação profissional com até duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre três e quatro anos de experiência profissional. Para o auxiliar de processamento do fumo requer-se ensino fundamental e prática profissional no posto de trabalho. Nesse caso, o pleno desempenho das atividades é alcançado com aproximadamente um ano de experiência.

Quanto ganha um Auxiliar de Processamento de Fumo

O Auxiliar de Processamento de Fumo tem um salário inicial de R$ 1.213,25 podendo chegar a R$ 1.498,25 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.269,40 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.215,01 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Auxiliar de Processamento de Fumo).

Qual a jornada de trabalho do Auxiliar de Processamento de Fumo

O Auxiliar de Processamento de Fumo trabalha em média 44 horas por semana (220 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: