O que faz um Auxiliar de Dietista

Profissionais exercendo a profissão de Auxiliar de Dietista prestam assistência nutricional a indivíduos e coletividades (sadios e enfermos), planejam, organizam, administram e avaliam unidades de alimentação e nutrição, efetuam controle higiênico-sanitário, participam de programas de educação nutricional, podem estruturar e gerenciar serviços de atendimento ao consumidor de indústrias de alimentos e ministrar cursos. Atuam em conformidade ao manual de boas práticas.

Algumas das principais funções da profissão

  • Supervisionar compras;
  • Escrever artigos de nutrição para publicação;
  • Lidar com o público;
  • Participar de entidades de classe;
  • Controlar higienização de alimentos;
  • Desenvolver preparações dietéticas e culinárias;
  • Cadastrar clientes;
  • Sugerir melhorias de produtos e serviços;
  • Analisar resultados de testes de aceitabilidade;
  • Participar de grupos técnicos;
  • Elaborar receituário de preparações culinárias;
  • Selecionar pessoal;
  • Efetuar controles de saúde dos funcionários;
  • Manter-se dinâmico;
  • Descrever procedimentos;
  • Realizar prescrição dietética;
  • Demonstrar capacidade redacional;
  • Prestar assessoria;
  • Criar mecanismos de comunicação interna;
  • Estruturar plano de gerenciamento de crise;
  • Capacitar estagiários;
  • Subsidiar desenvolvimento de produtos alimentícios;
  • Confeccionar plano de contingência;
  • Controlar qualidade de alimentos;
  • Supervisionar estágios;
  • Informar consumidores;
  • Demonstrar flexibilidade;
  • Desenvolver métodos de trabalho;
  • Participar de reuniões técnicas;
  • Providenciar troca de produtos;
  • Registrar informações;
  • Orientar familiares e cuidadores;
  • Confeccionar escala de trabalho;
  • Identificar perigos e pontos críticos de controle (appcc);
  • Informar empresa dos resultados do atendimento;
  • Planejar área física;
  • Realizar atendimento domiciliar;
  • Organizar eventos;
  • Efetuar visitas técnicas;
  • Descrever funções técnico-administrativas;
  • Definir metodologia de trabalho;
  • Dar alta em nutrição;
  • Demonstrar fluência verbal;
  • Supervisionar controle de estoque;
  • Participar de diagnóstico interdisciplinar;
  • Fornecer informações sobre nutrição e alimentação à mídia;
  • Delegar funções;
  • Registrar evolução dietoterápica em prontuário;
  • Controlar higienização de pessoal;
  • Requalificar pessoal;
  • Controlar higienização de ambiente;
  • Capacitar pessoal;
  • Montar organograma funcional;
  • Realizar inquérito alimentar;
  • Lidar com informática;
  • Aplicar programas de auditoria interna;
  • Prover educação nutricional;
  • Atualizar-se;
  • Solicitar análise bromatológica dos alimentos;
  • Solicitar exames laboratoriais;
  • Testar preparações dietéticas e culinárias;
  • Coletar dados antropométricos;
  • Redigir relatórios;
  • Solicitar análise microbiológica dos alimentos;
  • Executar procedimentos técnico-administrativos;
  • Redigir composição do alimento para rótulo de produto;
  • Trabalhar em equipe multi e interdisciplinar;
  • Selecionar fornecedores;
  • Coordenar atividades de ensino e pesquisa;
  • Desenvolver pesquisa de campo;
  • Redigir informação nutricional e especificações técnicas do alimento para rótulo;
  • Contornar situações adversas;
  • Preparar material de divulgação;
  • Elaborar manuais técnico-administrativos;
  • Desenvolver testes de aceitabilidade (avaliação sensorial);
  • Supervisionar distribuição das refeições;
  • Dimensionar quadro de pessoal;
  • Prover orientação nutricional;
  • Identificar necessidades nutricionais;
  • Demonstrar criatividade;
  • Conceder entrevistas à mídia;
  • Planejar fluxos de trabalho;
  • Demonstrar espírito de equipe;
  • Descrever normas de trabalho;
  • Realizar acompanhamento nutricional;
  • Avaliar etapas de trabalho;
  • Comprar gêneros perecíveis, não perecíveis, equipamentos e utensílios;
  • Controlar custos;
  • Realizar diagnóstico dietético-nutricional;
  • Interpretar indicadores nutricionais;
  • Ministrar palestras técnico-científicas;
  • Medir resto-ingestão;
  • Identificar população-alvo;
  • Pesquisar mercado de produtos alimentícios;
  • Dominar legislação;
  • Especializar-se;
  • Controlar validade de produtos;
  • Supervisionar recepção de gêneros;
  • Escolher equipamentos, utensílios e suprimentos;
  • Divulgar ciência da nutrição;
  • Elaborar plano alimentar em atividades físicas extremas (esportes radicais etc);
  • Selecionar programas de informática em crm;
  • Estabelecer plano de cuidados nutricionais;
  • Aplicar ações preventivas e corretivas;
  • Definir perfil de pessoal;
  • Descrever rotinas operacionais;
  • Esclarecer dúvidas dos consumidores;
  • Calcular gasto energético;
  • Participar de ações de marketing;
  • Preparar material educativo;
  • Participar de entidades técnico-científicas;
  • Manipular instrumentos de avaliação do estado nutricional;
  • Orçar equipamentos, utensílios e suprimentos;
  • Prestar consultoria;
  • Elaborar manuais de boas práticas;
  • Reavaliar procedimentos e produtos;
  • Prescrever complementos e suplementos nutricionais;
  • Participar de programas institucionais;
  • Supervisionar preparo das refeições;
  • Planejar cardápios;
  • Estruturar banco de dados;
  • Controlar higienização de equipamentos e utensílios;
  • Estruturar ponto de atendimento;
  • Enviar material de divulgação;
  • Selecionar gêneros perecíveis, não perecíveis, equipamentos e utensílios;
  • Transmitir segurança;
  • Supervisionar pessoal operacional;
  • Demonstrar liderança;
  • Redigir textos técnicos;
  • Inventariar equipamentos, utensílios e suprimentos;
  • Avaliar desempenho de pessoal;
  • Conferir adesão à orientação dietético-nutricional;
  • Verificar aceitação das refeições;
  • Orçar mão-de-obra;
  • Participar na formação de outros profissionais;

Onde o Auxiliar de Dietista pode trabalhar

Nutricionistas atuam nas seguintes áreas: alimentação coletiva (creches, escolas, cesta básica, hotelaria, convênio-refeição, restaurante comercial, restaurante industrial e concessionárias, gastronomia, catering), clínica (hospitais, spa, lactário, ambulatório, consultório, banco de leite, atendimento domiciliar, estética), esporte, saúde coletiva (programas institucionais, unidades primárias de saúde), saúde pública (vigilância sanitária e vigilância institucional), marketing (atendimento ao consumidor e cozinha experimental), indústria de alimentos, consultoria/assessoria. São assalariados, organizam-se em equipe multi e interdisciplinar e trabalham sem supervisão. Executam seu trabalho em ambiente fechado e em horário diurno, podendo, em alguns casos, trabalhar em horário irregular. Estão sujeitos a trabalho sob pressão, levando situação de estresse, a posições desconfortáveis durante longos períodos e podem ser expostos a ruído intenso, altas temperaturas, risco ambiental e insalubridade. Existe uma nova tendência em nutrição, que diz respeito à nutrição animal. Trata-se de um trabalho multiprofissional, ligado à gestão ambiental, onde o nutricionista trabalha com questões do desperdício e de rastreabilidade de doenças animais, principalmente de animais silvestres.

Como trabalhar de Auxiliar de Dietista

Para ingressar nessas ocupações é necessário que o trabalhador tenha curso superior em nutrição. Dietistas são os profissionais formados pela Faculdade de Higiene dos Alimentos.

Qual a formação mais comum para a profissão

A formação universitária mais comum para um Auxiliar de Dietista é a formação em Nutrição para entrar e atuar no mercado de trabalho atual.

Quanto ganha um Auxiliar de Dietista

O Auxiliar de Dietista tem um salário inicial de R$ 1.170,04 podendo chegar a R$ 2.229,82 dependendo da empresa e do tempo de experiência do profissional na área, sendo que R$ 1.360,84 é a média salarial da profissão em todo Brasil.

O piso salarial médio do cargo fica em torno de R$ 1.452,15 de acordo com instrumentos coletivos registrados por sindicatos da categoria na plataforma Mediador - Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho da Subsecretaria de Relações do Trabalho - SRT (acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios que citam Auxiliar de Dietista).

Qual a jornada de trabalho do Auxiliar de Dietista

O Auxiliar de Dietista trabalha em média 42 horas por semana (210 por mês) no mercado de trabalho do Brasil.

Categoria Profissional: