O que faz um Autoridade Policial (delegado)

Profissionais exercendo a profissão de Autoridade Policial (delegado) presidem com exclusividade as atividades de polícia judiciária, dirigem e coordenam as atividades de repressão às infrações penais para restabelecer a ordem e segurança individual e coletiva. Administram atividades de interesse da segurança pública. Expedem documentos públicos e administram recursos humanos e materiais.

Algumas das principais funções da profissão

  • Determinar diligências policiais;
  • Requisitar informações, exames e perícias de órgãos diversos;
  • Elaborar estatísticas criminais;
  • Demonstrar senso de orientação espacial;
  • Proteger testemunhas e vítimas;
  • Manter-se em boa forma física;
  • Decidir sobre a instauração de inquérito policial;
  • Gerenciar crises (motins, sequestros);
  • Expedir notificações;
  • Dominar as técnicas de redação;
  • Fiscalizar oficinas e desmanche de veículos;
  • Coordenar a destruição de material ilícito apreendido;
  • Garantir a segurança de dignitários;
  • Determinar a remessa do termo circunstanciado;
  • Controlar o armamento e registro dos vigilantes das empresas de segurança privada;
  • Repatriar estrangeiros;
  • Demonstrar conhecimentos gerais;
  • Coordenar planos de proteção às testemunhas;
  • Demonstrar vocação profissional;
  • Materializar os resultados das investigações;
  • Coordenar serviço técnico de apoio social e psicológico ao policial civil;
  • Coordenar o processo de recrutamento e formação de policiais;
  • Agir com bom senso;
  • Efetuar prisões;
  • Solicitar ao poder judiciário prisões provisórias;
  • Expedir a liberação de cadáveres nos casos previstos em lei;
  • Definir quadro de recursos humanos;
  • Indiciar pessoas como autoras de infração penal;
  • Coordenar a atuação da guarda civil nos casos previstos em lei;
  • Demonstrar acuidade auditiva;
  • Presidir processos administrativos;
  • Reprimir as atividades clandestinas de segurança privada;
  • Fiscalizar produção, transporte e comercialização de produtos químicos controlados;
  • Expedir carteiras de identidade de estrangeiros;
  • Decidir a respeito da prisão em flagrante;
  • Expedir alvará de soltura;
  • Expedir carteiras de identidade;
  • Manter a resistência física;
  • Agir com disciplina;
  • Demonstrar capacidade de análise;
  • Manejar armas e equipamentos com destreza;
  • Implementar ações: monitoramento de suspeitos, patrulhamento, barreiras e revistas;
  • Realizar audiência admonitória;
  • Determinar a lavratura da ocorrência;
  • Controlar transporte e a comercialização de explosivos, armas e munições;
  • Demonstrar perspicácia;
  • Arbitrar fiança;
  • Elaborar o relatório final do inquérito;
  • Expedir cartas precatórias;
  • Encaminhar crianças ao conselho tutelar;
  • Demonstrar liderança;
  • Cumprir requisições judiciais;
  • Expedir carteiras de habilitação;
  • Deportar estrangeiros;
  • Raciocinar logicamente;
  • Processar informações para fins policiais;
  • Encaminhar adolescentes à vara especial da infância;
  • Autuar estrangeiros em situação irregular;
  • Expulsar estrangeiros;
  • Expedir certidões;
  • Fiscalizar o funcionamento de empresas privadas de segurança;
  • Tomar conhecimento da infração penal;
  • Decidir sobre elaboração de termos circunstanciados;
  • Apreender adolescentes por participação em ato infracional;
  • Pesquisar temas de interesse da investigação;
  • Agir com equilíbrio emocional;
  • Agir com urbanidade;
  • Controlar o trânsito de estrangeiros;
  • Cumprir mandados judiciais;
  • Supervisionar leilões de veículos apreendidos;
  • Extraditar estrangeiros;
  • Levantar informações para fins policiais;
  • Expedir portarias e ordens de serviço;
  • Tomar decisões rapidamente;
  • Expedir atestados de antecedentes;
  • Manter-se corajoso;
  • Demonstrar acuidade visual;
  • Distribuir tarefas;
  • Demonstrar capacidade de síntese;
  • Demonstrar resistência psicológica;
  • Cumprir cartas precatórias e rogatórias;
  • Procurar desaparecidos;
  • Elaborar plano de ação preventiva;
  • Efetuar apreensão de objetos relacionados à infração penal;
  • Expedir documentos de licenciamento e registro de veículos automotores;
  • Entregar adolescente ao responsável legal;
  • Presidir procedimentos administrativo-disciplinares;
  • Controlar as atividades das empresas privadas de segurança;
  • Prestar auxílio à policiais de outros países e de outras unidades da federação;
  • Dominar a língua portuguesa;
  • Habilitar despachantes documentalistas;
  • Demonstrar capacidade de improvisação;
  • Demonstrar persistência;
  • Expedir passaportes;
  • Fiscalizar o transporte e a comercialização de explosivos, armas e munições;
  • Expedir registros e portes de armas;
  • Credenciar despachantes documentalistas;
  • Demonstrar persuasão;
  • Demonstrar habilidade para conhecer e interpretar a lei;
  • Autorizar o funcionamento de empresas de segurança privada;
  • Custodiar presos;
  • Baixar normas de hierarquia inferior;
  • Propor punições disciplinares;
  • Orientar a comunidade;
  • Agir com prontidão;
  • Fiscalizar o trabalho dos despachantes documentalistas;
  • Determinar a remessa do inquérito ao poder judiciário;
  • Ouvir formalmente pessoas no interesse da investigação;
  • Emitir pareceres jurídicos;
  • Presidir licitações de interesse da segurança pública;
  • Ministrar cursos e palestras de orientação à comunidade;
  • Realizar correições ordinárias e extraordinárias;
  • Registrar atos infracionais cometidos por crianças e adolescentes;
  • Elaborar termos circunstanciados privativamente;
  • Fiscalizar a atuação funcional dos subordinados;
  • Representar os órgãos de segurança junto a outras entidades;
  • Fiscalizar o uso dos recursos materiais;
  • Remeter a ocorrência sobre ato infracional à vara da infância e juventude;
  • Expedir outros documentos afetos à segurança pública;
  • Instaurar inquérito policial;
  • Aplicar punições disciplinares;
  • Agir com criatividade;

Onde o Autoridade Policial (delegado) pode trabalhar

Delegados de polícia trabalham na administração pública, em delegacias de polícia e órgãos correlatos, na esfera estadual e distrital. Atuam em equipe, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados, abertos e em veículos e em horários diurno ou irregulares. Podem ser expostos a tiroteios, insalubridade e a doenças. Em algumas atividades permanecem em posições desconfortáveis por longos períodos e podem trabalhar sob pressão, levando à situação de estresse.

Como trabalhar de Autoridade Policial (delegado)

O exercício dessa ocupação requer formação em Direito e concurso público, seguido de cursos de especialização.

Quanto ganha um Autoridade Policial (delegado)

O Autoridade Policial (delegado) tem um salário inicial de